Destaques Linha 15

Projetado para operar a até 80 km/h, monotrilho não passa dos 50 km/h

Operadora segue com a realização de testes e garante que velocidade deve subir no futuro
Trem do monotrilho estacionado em Vila União

Em um sistema de transporte sobre trilhos, seu desempenho comercial é medido com base na velocidade média, no entanto, em trechos e em determinados horários, trens podem atingir velocidades mais altas. Sobre o monotrilho da Linha 15-Prata, seu projeto original previa que as composições poderiam trafegar até 80 km/h, no entanto, os trens não passam de desempenho próximo aos 50 km/h.

Ao mesmo tempo, a empresa segue com a realização de testes esporádicos. No último dia 18 de maio, o meio de transporte ficou fechado por 7 horas para a realização de testes no sistema de sinalização. Em 2019, a operação foi interrompida durante 3 dias pelo mesmo motivo.

Houve relatos de passageiros e moradores que acompanham o noticiário dos transportes de os experimentos no último sábado, as composições rodaram sem passageiros em velocidade maiores que o habitual, com base em análise visual, o que pode indicar que no futuro o monotrilho poderá ser mais veloz.

A possibilidade de trafegar em maiores desempenhos pode impactar positivamente na operação, inclusive em horários em que os trens precisam circular mais devagar, como no pico.

Meta é elevar velocidade

Procurado, o Metrô confirmou que o projeto prevê velocidades altas, no entanto, que uma série de fatores entram “nessa conta”.

“As velocidades de todos os trens no “carrossel” são determinadas pelo sistema de sinalização e controle, de acordo com a quantidade necessária e disponível das composições.”, diz nota da Companhia.

Mesmo com trechos longos em que seria possível atingir velocidades mais altas monotrilho anda a até 50 km/h

“Há que se considerar ainda a necessidade de aceleração progressiva na saída de uma estação e desaceleração também progressiva na chegada à próxima, de forma suave, sem aceleradas e freadas bruscas nem correr o risco de passar direto pela próxima estação.”, diz outro trecho do comunicado.

Vale lembrar que paradas da Linha 15 são de certa forma distantes umas das outras. Entre Vila Prudente e Oratório, por exemplo, em torno de 3,5 km de distância.

“Também influenciam os momentos de vale ou de pico de transporte, o que também determina a velocidade de deslocamento de cada trem, já que a via estará mais ou menos movimentada de acordo com o horário”, diz nota da companhia.

Airway