Em mais uma entrevista à rádio nesta semana, desta vez para a Bandeirantes, Clodoaldo Pelissioni, secretário dos Transportes Metropolitanos (STM), voltou a afirmar que as quatro estações da Linha 5-Lilás prometidas para serem abertas em agosto serão inauguradas “em até um mês” Ele ainda acrescentou que uma delas “provavelmente será aberta até o final de agosto” – trata-se da estação AACD-Servidor, conforme antecipado pelo site nas últimas semanas.

Consultamos a STM sobre o assunto, que negou que a estação em questão é AACD, e também a Via Mobilidade, concessionária responsável pela operação da Linha 5, que preferiu não se manifestar. A principal dúvida que paira no ar é como será feita a ampliação da operação com a adição da nova estação. Atualmente, o ramal funciona de forma provisória a partir da estação Brooklin com os trens invertendo as vias para chegar até a estação Eucaliptos. Já a estação Moema passou a ter cobrança de tarifa desde sábado sem que, no entanto, o horário de funcionamento fosse ampliado, o que não é comum no Metrô. Por fim, os passageiros que a utilizam continuam a precisar mudar de plataforma para seguir viagem.

Embora a informação não seja confirmada pelo governo, a dificuldade em abrir as próximas estações teria a ver com problemas em utilizar uma área de manobras entre Moema e AACD-Servidor. Se ele pudesse ser usado em tese o desempenho dos trens seria melhor e até mesmo Hospital São Paulo poderia ser aberta ao menos em operação assistida. Porém, tanto o Metrô quanto a Bombardier, responsável pelo sistema de sinalização CBTC, desistiram de contar com essa estratégia por motivos não esclarecidos, optando por concluir o projeto inteiro em que as composições manobrarão apenas na estação Chácara Klabin, futuro terminal da Linha 5.

Por essa razão, a abertura de AACD-Servidor antes das demais pode até ser uma manobra provisória assim como Moema em abril a fim de acalmar a opinião pública e usuários que esperam ansiosamente pela conclusão da obra. Possivelmente só saberemos como isso será feito na semana que vem, a poucos dias da suposta inauguração.

Veja também: Depois de meses, Pelissioni volta a falar sobre a expansão da Linha 5