Julio Castiglioni assume a presidência do Metrô de São Paulo

Posse ocorreu na quarta-feira, 19, quando executivo substituiu Paulo Menezes, que acumulava o cargo interinamente desde o começo de janeiro
Julio Castiglioni, novo presidente do Metrô (GF)

Procurador do estado do Espírito Santo e com passagens à frente da Agência Reguladora de Serviços Públicos e presidente da Companhia Docas do Espirito Santo (CODESA), Julio Castiglioni assumiu a presidência do Metrô de São Paulo.

O executivo substitui Paulo Menezes desde o dia 19 de abril, que ocupava o cargo interinamente desde o começo de janeiro quando Silvani Pereira se afastou da companhia.

A troca de comando ocorreu na quarta-feira, 19, mas passou despercebida até esta terça-feira, quando o jornal Folha de São Paulo publicou uma nota em que atribui a Castiglioni declarações de que sob sua direção haverá um plano de contingência contra greves mais eficiente.

Siga o MetrôCPTM nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

A coluna Painel afirmou que o novo presidente pretende treinar uma equipe de funcionários administrativos para operar os trens em situações de paralisação, como a que ocorreu em 23 e 24 de março. Na ocasião, um impasse entre o governo Tarcísio de Freitas e o Sindicato dos Metroviários estendeu a greve até que o Metrô fizesse uma proposta de abono.

Castiglioni já trabalhou com o atual governador quando este foi Ministro da Infraestrutura. Durante sua gestão à frente da CODESA, o Porto de Vitória foi concedido à iniciativa privada.

Trem da Linha 3-Vermelha (Jean Carlos)

Total
0
Shares
Antes de comentar, leia os termos de uso dos comentários, por favor
18 comments
    1. Sim uma maravilha…. só que não, olha só o que está acontecendo com as linhas entregues ao setor privado, serviço horrendo.

      Mais uma escolha meramente política, visto que o escolhido é do ES, de uma realidade totalmente diferente de SP. Não é possível que em nosso estado não tenha alguém competente para assumir a presidência do Metrô.

      1. Depende. Do mesmo jeito que temos exemplos ruins em SP (linhas 8 e 9), temos bons exemplos (linhas 4, 5 e 6).
        E só porque o cara é do ES nao serve pro cargo? Isso é no minimo discriminacao, invalida sua opiniao.

        1. Não é questão de discriminação André, só questiono o porquê não pode ser ninguém do estado de SP, que já conheça a realidade do dia dia do estado. Acho que tem que tomar cuidado ao taxar algo como discriminatório, e analisar todo contexto de frase.

          E não dá pra comparar Linha 4 e 5 com as Linhas 1, 2 e 3, realidades totalmente diferentes.

  1. O bom senso indica ser fundamental e imprescindível que a escolha de um dirigente administrativo que tenha sólida formação técnica e experiência comprovada no cargo ou função que se proponha a comandar, preferencialmente algum profissional de carreira, porém não é isto que vem ocorrendo frequentemente em SP.
    Quando se conhece o “Modus Operandi” dos governantes que está em prática em São Paulo a mais de 28 anos não deveria se surpreender com estas bravatas, o sr. Baldy que foi reconduzido a Secretaria dos Transportes após acusação de improbidade enquanto era Secretário da Saúde em Goiás, posteriormente quis indicar para o Metrô o delegado da Polícia Federal, Joaquim Mesquita, que não possui experiência alguma, sem perfil técnico algum e ligação com a companhia em seu currículo relativa ao transporte público e ainda é acusado de improbidade administrativa pelo Ministério Público de Goiás em razão de um processo sobre contratação de obra em uma penitenciaria sem licitação, agora mais um despreparado o sr. Júlio Castiglioni Procurador do estado do Espírito Santo.
    Como se percebe, nesse ramo todos “caem para cima”, como se diz no popular nenhum desses nomes é um nome técnico de pessoas preparadas com expertise, como acontece em cargos de carreira comissionados, esses elementos migram entre governos, secretarias, ministérios, estatais, autarquias, empresas privadas que tem negócios com o governo.
    O Brasil precisa de uma reforma política séria, em que serviços públicos sejam confiados em pessoal técnico com experiência comprovada, concursados, de carreira e com o mínimo possível de cargos comissionados, pois enquanto isso rolar, vai ficar essa irresponsabilidade.

  2. ele ia fazer uma selecao privada..como tinha de ser..mas os vermelhinhos..ficam de mimim 1 vez ao ano..greve em correiosm transporte, bancos…
    e nao…acciona ta ganhando premios e ta adiantada nas suas obras
    linhas 4 e 5 com menos problemas do que as publicas
    eu se fosse voce, ia na rua usar e sentir a realidade de fato
    o cara privatizou o porto de vitoria – ajudou no miinisterio mais tecnico da historia..que entregou mais obras

    tem que ir pra realidade e nao ficar sonhando…
    tudo indica que o metro sera tocado de forma mais profissional, mais executiva- empresa mista que é

  3. ih…que baixo astral..
    qualquer coisa diferente de profissionalismo..executivo…é bagunça e baderna
    sera tocado por alguem que ajudou no melhor ministerio de infra da historia (se informe), privatizou um porto (como tem que ser)
    incios sao dificeis, se lembra como eram bancos e empresas de telefonia no começo? e agora?
    a tendencia e só melhorar !

    é assim que tem que ser

    menos imposto e taxacao nossa…mais qualidade…de governo em governo fazendo isso nas empresas publicas..a tendencia e nossa vida melhorar

    linhas 4 e 5 ruins ??? oi ?? (melhores que todas as publicas)
    vai rolar a linha intercidades- ate o roteiro turistico sera expandido na cptm
    e com o dinheiro da via.. o presidente da cptm melhora as linhas que ainda estao na sua mao

    melhor enxergar a realidade

    1. Serio que você quer comparar as Linhas 4 e 5 (mais jovens) às demais? Quanta falta de bom senso de sua parte, Linha 4 por exemplo é bem mais curta que as demais, estações muito mais jovens, demanda menor, etc. Linhas Lilás já foi operada sem problemas pelo Metrô, quando nem estava completa, ai quando finalizaram o projeto entregaram de mão beijada para a máfia…ops…CCR.

      Acho que quem não esta querendo enxergar a realidade é você mesmo Rodrigo,..

  4. para….voces gostam mesmo e de sindicalismo/ baderna, cptm da idade da pedra
    quero comparar sim

    como era a telefonia antes da privatizacao ?
    tudo começa ruim, porque a herança- linhas 8 e 9 e pessima !!!! (so no cego nao ve isso !!!_
    depois tem lucro, tem que reinvestir

    como a cptm ta reinvestindo em outras coisas- com o pinga pinga parcelado da via mobilidade – senao, nem isso !

    em poucos anos linhas8 e 9 estarao bem

    a linha 6 ja e sucesso ! – o tic esta ai
    o pexpresso turistico abrira caminhos para outros tic..

    quem nao gosta disso, nao gosta de futuro, de coisas boas pros filhos e netos. pra populacao

    1. Está enganado meu caro, Linhas 8 e 9 não eram péssimas como você está apontando.
      CPTM idade da pedra????? Quanta falta de informação, empresa vinha evoluindo ano a ano em seu atendimento, investimento nas linhas, aquisição de novos trens, etc.

      TIC Já esta ai? Na onde? Por enquanto só promessas…

      E engraçado como você gosta de ficar taxando as pessoas sem ao menos a conhecer mais a fundo, muito blá blá blá dramático isso de não gosta de futuro, coisas boas pros filhos,etc.

    2. A CPTM sempre fez milagre com as migalhas que o governo do estado fornecia a estatal. A CPTM nunca teve o reconhecimento que merecia, uma empresa que mesmo assim transformou a malha ferroviária sucateada dos anos 90 da água pro vinho.

      E durante seus 30 anos a CPTM sempre foi malhada injustamente pela mídia e pela população que só se importa com cerveja e idolatrar políticos corruptos. Pra isso a população faz um jóia (sem menção ao mito de ninguém)!

      A CPTM merecia ser vista como uma empresa séria e capaz de deixar o transporte ferroviário competitivo, como é na Alemanha com a estatal DB, na Espanha com a estatal RENFE, na França com a estatal SNCF, na Suíça com a estatal ŌBB, em Portugal com a estatal CP, nos EUA com a estatal AMTRAK.

      Só idiota defende iniciativa privada achando que a mesma vai investir como uma empresa pública. Empresa privada existe pra dar lucro pra acionista. Olhemos para a empresa privada SUPERVIA do Rio de Janeiro; um fracasso!

  5. Como exemplo de atitudes inconvenientes, vejamos o que aconteceu com a Linha-5, que é uma concessão.
    1ª- A responsabilidade e os custos pela adaptação dos trens fabricados pela Alstom (Alstom-Metrópolis), mais conhecidos como Frota F para operar com o sistema CBTC-Controle de Trens Baseado em Comunicação em substituição ao ATC nos trens antigos pela atual Frota P, fabricada pela CAF deveria ser da concessionária, no entanto os custos e a administração desta modernização foi bancada pelo Metrô.
    2ª- Também as instalações das portas de todas estações desta Linha 5-Lilás ficaram a cargo do Metrô.
    3ª- Recentemente mais este upgrade na instalação de reforço em toda a extensão da Linha 5-Lilás, em que foram usados 48 km de cabos para proporcionar uma melhoria no sistema de distribuição da alimentação elétrica.
    4ª- As estações de Vila Natal e Varginha das linhas 8 e 9 são bancadas pelo Estado.
    Estas atitudes de se entregar o filet mignon e ficar com o osso é a repetição do Estado subsidiando o privado, ou seja se privatiza o lucro e socializa o prejuízo, e após isso ocorrer não adiantará ficar reclamando.
    Este foi o padrão PSDB de concessão nos quase trinta anos de governo e que está tendo continuidade com Tarcísio dos Republicanos.
    Causa estranheza o desconhecimento e está insistência de alguns em se fazer mesmo após a divulgação dos valores desembolsados pelo Estado nos custos das passagens nestas concessões de acordo com planilha de custos nas Linhas 5, 8 e 9 operadas pela ViaMobilidade e na linha 4 operada pela ViaQuatro e recentemente atualizadas e a matéria: “Com prejuízo de quase R$ 1 bilhão, Metrô de São Paulo vê situação financeira se agravar” sendo que o atual governador eleito informou durante a campanha o compromisso de retomar as 8 mil obras em andamento, e o Ministério Público constatou ~40 obras paralisadas do Metrô / CPTM, será que devemos continuar acreditando!? Não se justifica que por conta de quaisquer concessões perniciosas que um TIC-Trens Intercidades tenham preferencias com relação aos Trens Metropolitanos que beneficiam muitos mais usuários, tratando-se de um enorme retrocesso na qualidade da mobilidade urbana.
    Concessionárias privadas recebem:
    Via Quatro: R$6,32 por passageiro
    Via Mobilidade (Linha 5): R$2,45 por passageiro.
    Via Mobilidade (Linhas 8 e 9): R$3,64 por passageiro.
    Metrô recebe R$2,07 para cada passageiro que embarca, enquanto opera uns 60 km de vias, enquanto isso, para a Via Quatro, que opera só 12km, com as melhores condições possíveis sem cargueiros compartilhados em questão de tecnologia disponível e trajeto não pendular, recebe R$6,32 por passageiro que embarca, por que será que o metrô tem dificuldade de receita?
    Se reembolsa pelo Estado valores atualizados anualmente comprovadamente maiores para operadora privada do que para operadora pública!
    A dúvida é: A quem interessa e quanto ganham em insistir em manter tais concessões que são claramente dispendiosas e danosas a população e ao Estado?
    A CCR tem se mostrada incompetente e despreparada para gerir essas linhas que possuem cargueiros e aceitem transporte público metropolitano tem que ser por estatal. Não foram feitos para dar lucro a acionistas!

    1. vc acha q toda essa grana ia pro estado?? hahahahaha inocente, acha que não existe corrupção aqui na noruega, ops, brasil….

  6. NÃO SÓ FOI O MAIS TECNICO, COMO O MELHOR PARA A AVIAÇÃO BRASILEIRA , AGORA VEM O MIMI DOS 100 AEROPORTOS , QUANDO MAIS DE 80 POR CENTO JÁ ESTÃO COM OBRAS EM ANDAMENTO, O NOSSO ESTADO NÃO PRECISA TER UM PAULISTA NO COMANDO, BASTA QUE O ESCOLHIDO FAÇA BEM.DEPOIS DE 28 ANOS NÓS TIVEMOS UM PAULISTA E QUE O CARA FEZ, NADA , PRINCIPALMENTE PENSADO NO FUTURO

  7. vocês dão vazão para os perfis R e o rodrigo (que são a mesma pessoa).

    são perfis para enaltecer o governador tarcisio.

    tem reportagens mostrando que o cunhado da michele bolsonaro, tem cargo de assessor parlamentar e gere uma rede de perfis na internet para ficar defendendo o governador.

    ignora.

Comments are closed.

Previous Post
Expresso Turistico deve ter viagens para Aparecida (Jean Carlos)

CPTM estuda a possibilidade de levar o Expresso Turístico até Aparecida

Next Post

Vídeos mostram evolução de obras de estações da Linha 6-Laranja

Related Posts