Secretário Baldy prevê Linha 2-Verde chegando à Guarulhos em 2028

Responsável pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos comentou prazos de entrega de várias obras do Metrô e CPTM durante entrevista no Bom Dia São Paulo desta quinta-feira, 19
Plataformas da futura estação Tiquatira da Linha 2-Verde

Com contratos suspensos até 2023, a extensão da Linha 2-Verde do Metrô até o município de Guarulhos ganhou uma previsão na manhã desta quinta-feira, 19. Em entrevista ao Bom Dia São Paulo, da TV Globo, o secretário Alexandre Baldy (Transportes Metropolitanos) prometeu que a obra deverá ser entregue em 2028.

O chefe da STM afirmou que estão ocorrendo desapropriações no trecho entre Penha e a futura estação Dutra e que permitirão que as cinco estações restantes – Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire e Ponte Grande, além de Dutra – saiam do papel.

A data é apenas dois anos posterior à previsão de entrega de quatro estações já em construção – Santa Isabel, Guilherme Giorgi, Aricanduva e Penha -, que devem ficar prontas em 2026.

Como mostrou o site no ano passado, o Metrô suspendeu até março de 2023 os contratos de quatro lotes que envolvem o novo trecho de 6 km.

Segundo um documento da companhia referente à março, os pontos críticos do projeto estavam justamente a necessidade de emissão de novos decretos de desapropriação para imóveis que não haviam sido incluídos em decretos anteriores, cuja validade expirou em março de 2019.

O trecho Paulo Freire-Dutra está em situação mais atrasada: lá não havia ainda emissão do DUP (Decreto de Utilidade Pública). Entre os argumentos explicados no relatório estavam a falta de recursos financeiros.

Desde então, não se tem notícia de que o Metrô tenha resolvido esses problemas. O trajeto até a estação Dutra inclui também o pátio Paulo Freire, que deverá assumir as principais áreas de manutenção do ramal.

Dados sobre a extensão da Linha 2 até Dutra (CMSP)

8 mil famílias a serem reacomodadas

Baldy também forneceu um prazo de entrega para a estação Jardim Colonial, da Linha 15-Prata. A 11ª parada do ramal de monotrilho tem previsão de inauguração em outubro, segundo ele.

O secretário também fez questão de enaltecer que essa obra, assim como a estação João Dias (Linha 9-Esmeralda), serão entregues dentro do mesmo mandato em que começaram a ser construídas.

A afirmação é correta até certo ponto já que todo o processo de projeto, desapropriações, preparação do edital e sua licitação começaram em governos anteriores, o que possibilitou que a assinatura desses contratos ocorressem no início da gestão Doria.

foto: Borelli & Merigo Arquitetura
Render da futura estação da Linha 17 na avenida Jorge João Saad

Além disso, é importante lembrar que a construção de Jardim Colonial só levará pouco mais de dois anos por conta do modal de monotrilho ter uma implantação mais rápida que obras subterrâneas. Já a estação João Dias merece todo crédito para a empresa Brookfield, que banca o projeto e fiscaliza sua execução junto à construtora Telar.

A apresentadora do jornal, Michelle Barros, então cobrou de Baldy um panorama sobre o futuro das fases 2 e 3 da Linha 17-Ouro, que estão suspensas.

No entanto, o secretário não forneceu qualquer data, apenas afirmando que o trecho até Jabaquara está sendo avaliado por conta da necessidade de remover cerca de 8 mil famílias do trajeto por onde o monotrilho passará.

Apesar de ter prometido novidades sobre o trecho 3, entre Morumbi e a estação São Paulo-Morumbi, na semana passada, o executivo da STM não abordou o assunto na entrevista.

Total
3
Shares
10 comments
  1. Ué?! E aquela história de sobrecarregar o sistema de Metrô?!

    Que antes da inauguração da Linha 19 – Celeste não iríamos ter a Linha 2 – Verde em Guarulhos?!

    É muito cara de pau desse cara, minha nossa senhora!

    1. Isso é óbvio que era uma desculpa pra falta de dinheiro do Governo do Estado. Mas o bom é que o Governo está pelo menos tentando resolver a questão. O problema é que na outra ponta da linha, na estação Vila Madalena não existe uma área de manobra após a estação, aquilo já é um gargalo e vai ficar pior com a extensão da linha, espero que construam esse trecho e a estação Cerro Corá…

  2. Como o sr. Baldy pode prometer algo pra quando nem será mais secretário? Vejam o exemplo da estação Mendes-Vilas Natal que demorou dez anos para ser entregue.
    De fato é mais viável, ágil e menos custoso e demorado se estender linhas existentes que se começar a construir a partir do zero, desta forma é possível e factível a Linha 2-Verde chegar em Guarulhos em 2028.
    Os argumentos que a Linha 2-Verde se irá saturar, perde o sentido porque a Linha 13-Jade já estará lá, e agora com a Linha-710 Integradora já operando, aquela argumentação cai por terra completamente.
    O fato de mencionar a baixíssima demanda de ~15% da Linha 13-Jade, e não será a simples troca de sistemas auxiliares de chegadas ao GRU Airport que ira alterar radicalmente isto, vale lembrar que existem nas inumeráveis promessas governamentais de várias linhas com destino a Guarulhos, e com quatro estações após Aeroporto Guarulhos esta opção é mais viável, e assim como esta Linha 2-Verde, que chegará na Penha somente em 2026, os múltiplos projetos de linhas coloridas rumo a esta importante região, mas que hoje só estão no papel, como das linhas 14-Onix, 16-Violeta, 19-Celeste, e 23-Magenta assim como para outras localidades como outras incompletas como a 4-Lilás, 5-Amarela, 6-Laranja, 15-Prata, 17-Ouro, 18-Bronze e suas previsões será para após 2034, desta forma comprovadamente a prioridade desta expansão é a mais fácil, rápida e econômica.

    1. Então nenhum secretário pode prometer obras com mais de 4 anos, já que eles provavelmente não estarão mais no cargo. Interessante sua argumentação kkkk

      1. Joselito;
        No Brasil não existe uma lei semelhante a das Responsabilidades Fiscais (mais conhecida como “Pedaladas fiscais”), que pune o governante que gasta mais do que arrecada, ou que repassa para o seu sucessor as dívidas contraídas no seu período de mandato e que burla a lei, por este motivo não acontece punição alguma para quem promete nas campanhas eleitorais com seus compromissos não cumpridos, pois isto não é considerado crime pelas leis brasileiras.
        A Linha 13-Jade, com conexão com a Linha 12-Safira da CPTM, liga a capital paulista (Brás) até o Aeroporto de Guarulhos. Seu terminal, no entanto, fica distante dos terminais de embarque, e o passageiro precisa utilizar um ônibus circular para completar o trajeto.
        O fato é constantemente criticado por blogs, jornais e colunas. Mas os dois ex-secretários de transportes metropolitanos do estado mais recentes, em um texto, rebateram a “acusação”. A coluna foi assinada por Jurandir Fernandes e Clodoaldo Pelissioni.
        O Dória e o Morando enquanto eram respectivamente candidatos a governador de SP e prefeito de SBC fizeram suas campanhas eleitoral no ABC prometendo o Monotrilho da Linha 18-Bronze, hoje eles defendem o BRT, está tudo documentado em cartazes e gravado em vídeo.
        Existiu um compromisso no passado por políticos do PSDB de não se lançar linhas novas sem antes concluir as que estavam em expansão ou iniciadas de forma concomitante, mas não se pode esperar isto dos gestores.
        O resultado disto são as inumeráveis obras incompletas e inacabadas que de acordo com o Ministério Público eram em torno de 43 só no sistema Metrô- Ferroviário Paulista no ano de 2020 e um infindável festival de dívidas contraídas no seu período de mandato, e que burla a lei, por este motivo não acontece punição alguma para quem prometeu nas campanhas eleitorais e não as cumpriu.

  3. Isso é óbvio que era uma desculpa pra falta de dinheiro do Governo do Estado. Mas o bom é que o Governo está pelo menos tentando resolver a questão. O problema é que na outra ponta da linha, na estação Vila Madalena não existe uma área de manobra após a estação, aquilo já é um gargalo e vai ficar pior com a extensão da linha, espero que construam esse trecho e a estação Cerro Corá…
    Já a linha 15 já está licitado o trecho até Jacu Pêssego e a estação Ipiranga vai ser licitada ainda nessa mandato, então acho que o trecho restante de só 4 estações fica fácil para o próximo governo ou até mesmo esse fazer.
    A linha 4 provavelmente vai ser construída até Taboão da Serra pela concessionária e a linha 5 até o Jd. Angela.
    A linha 6 deveria ser assumir o trajeto da linha 16, isso se os Deuses do Olimpo lá de Brasília não se intrometerem até nisso…

  4. Seria melhor expandir a futura linha 19 até Cecap e integrar com a linha13 Jade e expandir a linha 1 Azul até a Vila Galvão.

Comments are closed.

Previous Post

Tarcísio Freitas promete obras do People Mover em 2022 e entrega no final de 2023

Next Post

Consórcios para supervisão e apoio da extensão da Linha 13-Jade tem propostas julgadas

Related Posts