Metrô pode renomear estação que atenderá o Aeroporto de Congonhas

Parada foi batizada como “Congonhas”, mas pode vir a ser chamada de “Aeroporto Congonhas”, em consonância com a denominação da estação “Aeroporto Guarulhos”, da Linha 13-Jade
“Destino Congonhas”: nome da estação pode mudar (GESP)

Uma provável confusão para os usuários da Linha 17-Ouro poderá ser evitada caso o Metrô decida de fato renomear uma das estações do ramal de monotrilho. Prevista para ser inaugurada entre 2022 e 2023, a linha será aberta com oito estações incluindo “Congonhas“, parada que atenderá o importante terminal aeroportuário.

A futura estação, que será ligada ao aeroporto por um túnel por baixo da avenida Washington Luiz, poderá ser rebatizada em breve, como sugeriu o presidente do Metrô, Silvani Pereira, ao ser questionado por um seguidor em seu perfil nas redes sociais.

O executivo admitiu que a companhia está analisando uma possível alteração após o seguidor sugerir que a estação fosse chamada de “Aeroporto Congonhas“. A preocupação do internauta faz todo sentido afinal o Metrô batizou outra parada próxima como “Jardim Aeroporto” (ao lado do pátio Água Espraiada).

O traçado da Linha 17-Ouro

Como o site comentou há alguns meses, o ramal poderá operar com dos destinos semelhantes, com trens seguindo para “Congonhas” e “Jardim Aeroporto”, o que faz pensar que passageiros desavisados ou, sobretudo, visitantes poderão embarcar no trem errado.

Talvez fosse ainda mais oportuno que “Jardim Aeroporto” recebesse outra denominação, para reduzir as chances de um mal entendido.

Caso decida renomear a estação Congonhas, o Metrô ficará em linha com a CPTM, que batizou de “Aeroporto Guarulhos” a estação mais próxima do aeroporto internacional de São Paulo.

Não será, contudo, o fim das repetições de nomes na Linha 17 que tem previstas três estações utilizando o termo “Morumbi”: São Paulo-Morumbi (conexão com a Linha 4), Estádio Morumbi (em frente à arena do São Paulo FC) e Morumbi, onde ocorrerá a ligação com a Linha 9-Esmeralda da CPTM.

Total
26
Shares
8 comments
  1. Uma opção no lugar de Jd. Aeroporto seria Vila Alexandria, que é o bairro do lado oposto do pátio Água Espraiada.

    Em relação a Morumbi, se tornou algo banal e que confunde e vai confundir muitos passageiros ainda. A nomenclatura São Paulo – Morumbi deveria ter sido reservada para a futura estação da L17 por estar em frente ao estádio e mais próxima do “coração” do Morumbi, enquanto a da L9 poderia ser Nações Unidas (em alusão a avenida paralela) ou até mesmo Novo Morumbi, e a estação da L4 poderia ter o nome de Vila Inah que é como muitos da região conhecem aquela região também.

    1. Na verdade, o terreno do pátio Águas Espraiadas fica na Vila Alexandria mesmo. O bairro que fica entre a Roberto Marinho e Congonhas é o Jardim Aeroporto. Chamar a estação de Vila Alexandria faria muito mais sentido. Outra opção seria chamar de Washington Luís, mas poderia causar confusão no futuro se houver outras estações próximas a outros pontos da avenida.

      Ter 3 estações chamadas Morumbi realmente é bem confuso para que não conhece.

    2. Sinceramente, enquanto essa “fase 3” até o Jabaquara não for entregue, nem deveriam inaugurar essa estação Jardim Aeroporto ou Vila Alexandria (tbm acho que esse deveria ser o nome). Ninguém vai pra essa estação, ela fica no meio do nada ali na Água Espraiada com a Washington Luiz. Só vai atrapalhar quem quiser ir pra o aeroporto, que aí sim vai ter demanda!

      Quanto aos “Morumbis”, se for ver a linha 17 inteira teria 3 estações com esse nome! A da L9 é a primeira Morumbi, por antiguidade eu seria a favor de manter. A do estádio eu chamaria Estádio SP e a da L4 eu chamaria de Caxingui.

  2. Já eu acho que tinha que ficar como está, ia ser mais um folclore da cidade pra gente explicar pra turista, igual a estação Paulista que fica na Consolação e a estação Consolação que fica na Paulista.
    Turista chega e a gente “então, a estação que vai pro aeroporto não é a que chama aeroporto, é a outra”.

    1. Então, mas essa da Paulista-Consolação acontece porque a estação não é o nome da avenida, mas o da esquina dela. Senão as estações Brigadeiro, Trianon e Consolação deveriam todas se chamar Paulista. Pro caso da Consolação, eu unificaria o nome dela com a Paulista pra Paulista-Consolação, pois na prática são uma estação só, que faz a baldeação da L2 com a L4.

  3. Demoram mais de dez anos para concluir a coisa e ainda confundem o publico

    1. Olá, Ari, tudo bem? Se nem o governo sabe quando vai inaugurar a Linha 17 (uns falam 2022, outros 2023), por que você acha que nós temos bola de cristal?…rs

Comments are closed.

Previous Post

Linha 5-Lilás passa a contar com portas de plataforma em todas as estações subterrâneas

Next Post

Opinião: levar Linha 13 até perto do aeroporto ainda é melhor solução

Related Posts