CPTM anuncia novo serviço expresso entre Luz e Aeroporto Guarulhos na Linha 13-Jade

Segundo secretário Baldy, trens partindo de hora em hora substituirão o antigo Airport Express a partir de dezembro com mesma tarifa da rede. Parada em Brás ocorrerá apenas no sentido capital
Trem da Série 2500 em Engenheiro Goulart (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

Durante a entrega do 4º trem da Série 2500, o secretário Alexandre Baldy (Transportes Metropolitanos) anunciou o novo serviço que substituirá o Airport Express e o Connect, suspensos desde março por conta da pandemia. Chamado apenas de ‘Expresso Aeroporto’, o novo serviço da Linha 13-Jade terá início em 1º de dezembro com partidas a cada hora da estação da Luz e de Aeroporto Guarulhos, todos os dias da semana, com paradas em Guarulhos-CECAP e Brás (neste caso apenas no sentido centro).

A novidade é que o novo expresso custará a mesma tarifa do sistema (R$ 4,40 em vez de R$ 8,80), o que fará com que os bloqueios, bilheteria e o acesso na estação da Luz sejam suprimidos. Para abrir espaço para o serviço, a CPTM vai de fato extinguir o Connect, que tinha um perfil parador e que atendia as estações Tatuapé e Brás. Se a primeira deixará de ser incluída nas viagens, a segunda só fará parte do expresso na viagem entre Guarulhos e Luz – no retorno, os trens somente irão parar em CECAP e Aeroporto Guarulhos.

Baldy não confirmou se a Linha 13-Jade voltará a ter intervalos menores praticados antes da pandemia. Até então, os trens partiam a cada 20 minutos no horário de pico. O secretário também negou que o ramal vá ser levado para Palmeiras-Barra Funda. Em resposta ao perfil SP Sobre Trilhos, a diretoria da CPTM confirmou estudos apenas para a Linha 11-Coral.

Novo serviço substituirá o antigo Airport Express e o Connect

Sinalização quase pronta

Sobre as restrições de velocidade da linha, a CPTM afirmou que os trabalhos para eliminar o problema estão próximos de serem equacionados. Hoje os trens circulam a uma velocidade máxima de 50 km/h num trecho de 4 km onde está o viaduto estaiado. Com isso, a viagem leva cerca de 2 minutos a mais já que a programação é que as composições atinjam 90 km/h.

Em entrevista anterior, o presidente da companhia, Pedro Moro, confirmou que o projeto de sinalização ATO da Linha 13-Jade está prestes a ser concluído. Com isso, será possível inserir mais trens no carrossel e com isso reduzir os intervalos. No entanto, não há uma data para que isso ocorra ainda.

Fim do Connect

A notícia do fim do serviço Connect causou imensa frustração entre os usuários da Linha 13, que contavam com essas viagens para ganhar tempo e comodidade para chegar a outros ramais e regiões da capital paulista. Em Brás há várias outras linhas da CPTM além da Linha 3-Vermelha, ao contrário de Engenheiro Goulart, onde apenas a Linha 12-Safira faz sua parada.

Ao oferecer partidas em intervalos de uma hora até a Luz, a companhia deve tornar o ramal mais atraente já que no local há duas outras linhas do metrô, a 1-Azul e a 4-Amarela. De quebra, facilitará a vida dos passageiros que buscam o Aeroporto de Guarulhos já que haverá mais partidas durante toda a operação. Resta saber se haverá como viajar com malas num trem que tende a estar cheio em alguns horários.

Linha 13-Jade (CPTM)

A decisão de eliminar o “Airporto Express” como um serviço diferenciado e cobrado à parte foi correta na visão deste site. Promessa eleitoral do ex-governador Geraldo Alckim, o expresso foi uma ‘gambiarra’ criada apenas para fins eleitorais. Na prática, o serviço nunca justificou seu lançamento, com baixa ocupação dos trens.

A solução de médio prazo para a Linha 13-Jade, no entanto, passa pela modernização das vias entre Engenheiro Goulart e o centro de São Paulo. Só quando for possível operar com intervalos menores, de três minutos no trecho, é que o ramal poderá se tornar mais atraente para os passageiros. O projeto de modernização, no entanto, ainda não começou, a despeito da assinatura do contrato. A expectativa as obras comecem nos próximos meses.

 

Total
122
Shares
24 comments
  1. Quero parabenizar o secretário de transportes de são Paulo, por essa iniciativa de conduzir os trens CPTM do aeroporto de Guarulhos até a estação da luz, vai facilitar muito o transporte da cidade de Guarulhos até são Paulo, evitando a via Dutra nos seus congestionamentos, agora para melhorar ainda mais trens com menor intervalos nas estações, e fica dica para o futuro prefeito de Guarulhos, bilhete integração dos ônibus municipal e trem CPTM, e quem sabe um terminal de ônibus nas estações de Guarulhos interligando toda a cidade.

    1. Parabéns ao Excelentíssimo Sr Secretário, ao invés de integrar esse novo serviço ao Conect, abandonou a estação Engenheiro Goulart, na qual é quase impossível embarcar devido aos trens já chegarem super lotados! Seria uma ótima alternativa, uma linha que chegasse até a luz, a esqueci vcs não andam de trem 😉

      1. Eng.Goulart será atendido pelo parador.

        Quem precisa ir até o centro, pegará somente o expresso.
        Quem precisar ir para outro canto da linha 12, sem ir até o Brás, pega o parador.

      2. Não sei aonde isso vai melhorar, trabalho no belem e utilizava o connect, aonde desembarcava no Brás e utilizava a linha 3 vermelha, agora tenho q ir até a luz, porque não haverá parada nem no Tatuapé e no Bras, um absurdo isso.

        1. Ângela, você leu mais não entendeu a matéria. O sentido de Guarulhos para o Centro os trens farão parada sim na estação Brás.

    2. O serviço conect era excelente, pois permitia que usuários da linha 12 Safira utilizassem a linha 13 Jade até o Brás a partir da estação Engenheiro Goulart, onde é IMPOSSÍVEL os passageiros embarcarem nos trens nós horários de pico, considerando que a linha 12 Safira inicia a viagem em Camon Viana. A extensão da viagem até a Luz é excelente, contudo, se parasse na estação Engenheiro Goulart beneficiaria muito a imensa quantidade de passageiros, diminuindo inclusive a SUPERLOTAÇÃO dos trens da linha 12 Safira. Os passageiros que pegam o trem para o centro a partir das estações Ermelino Matarazzo, USP Leste e Engenheiro Goulart não terá nem a opção de se deslocar até a estação CECAP ou AEROPORTO, pois não haverá parada na estação Engenheiro Goulart.
      ESPERO QUE ESSA DECISAO SEJA REVISTA e tenha a parada no entroncamento com a estação Engenheiro Goulart.

    3. Resposta JESSĖ, acho que você não conheçe muito bem Guarulhos, os terminais de ônibus de Guarulhos, por exemplo, o parque Cecap fica no mínimo +de 1 quilômetro da estação de Trem Pq Cecap, e o terminal de ônibus Taboão não tem ônibus para todas as regiões de Guarulhos, então se VOCÊ pegar um ônibus de um lugar de Guarulhos, poderá ser que VOCÊ não chegue em nenhum “Terminal de ônibus perto do trem”
      Fica a dica, vai aprender a escrever direito.

    1. Ate hoje não entendi porque o trem que ia para o bras direto para o aeroporto parou em março por causa da pandemia.Se existe a pandemia ai e que teria que,ter mais trem circulado .Pois e triste ter que pegar o trem no bras extremamente lotado para descer na engenheiro gourlat e depois ir para o aeroporto sendo que tinha o trem direto.E um descaso tanta pessoa juntas num trem sendo que tem outra s opção mas não funciona.

  2. Eo inteiror o noroeste paulista sempre deixando pra trás,os trens que estão sendo substituidos seria bom colocar aqui na malha paulista no inteiror voltando o trem passageiro assim trará mais desenvolvimento e ferando economia.

    1. Precisa só avisar ao aeroporto para melhorar os ônibus aos terminais nos horários da chegada e saída do 🚆

  3. Eu acho que a estação secap fica muito longe do terminal de ônibus ,obra tão bonitas mas deixa a desejar essa é. MINHA opinião

  4. Gostaria de ver informações sobre o Intercidades para ligar o litoral à capital. Faço esse trajeto todos os dias, assim como muitas outras pessoas.

  5. Ruim ter tirado a estação Tatuapé.
    Deveria ter colocar então em Itaquera.
    Pq as pessoas que pegam no Tatuapé agora tem que ir para Luz.
    Vamos pensar nisso né secretário.

    1. Como que a linha vai pra Itaquera se ela vai para o Centro (sendo que nem há desvio pra isso)? Aliás, pra que colocá-la em Itaquera? Não faz o menor sentido.

      1. Bom Dia, o que nos deixa triste é perceber como a linha 12 safira é discriminada….detentora da pior estação na malha ferroviária paulista, Estação Engenheiro Manoel Feio…..onde as condições são péssimas, as composições (trens) que lá circulam são aquelas que a linha 11 coral não utiliza, ou de outras linhas,enfim , podemos dizer que as sobras ficam nesta linha, é triste ver esse jogo ,onde nós da população ficamos assim , como marionetes , tendo que aceitar aquilo que quatro ou cinco homens decidem sobre a vida de milhares de centenas de vidas….a nossa mídia detentora de um poder paralelo mostra o que lhe convém, monta histórias, para ter público, é o resultado é o esperado a longa mão corruptível do estado segura , impõem, mente , e nos priva de direitos fundamentais, e mais além ouço que vivemos numa democracia e todos acreditam, são obrigados a votar, mas não pensam triste ver um povo subjugado e mesmo assim confiante nos seus algozes!!!!

  6. Moro no ABC e, assim como milhares de usuários, há anos, para chegar a estação da Luz, preciso fazer baldeação. Agora a questao: por que o trem no sentido Luz-Guarulhos nao tem a parada no Brás? Vai entender a lógica da CPTM.

  7. A meu ver, esse novo serviço expresso da Linha 13 por um lado parece ser bom; já por outro, nem tanto.

    1. Primeiramente, não era na Luz que não tinha espaço para mais nenhuma linha? Agora terá, e ainda vai literalmente compartilhar a via com a linha mais movimentada?
    Tudo bem que a Linha 13 é a menos movimentada, mas ainda assim será um trem com 170 metros de comprimento (com 8 carros) que, a cada 60 min, vai aparecer ali.

    2. O “Connect”, nos horários em que operava (nos picos), era a cada 40 min (o que já era muito alto!). Agora vai ser só a cada longos 60 min. Então piorou (embora agora seja o dia todo e todos os dias).

    3. Se a CPTM garante que a Linha 13 não vai causar prejuízos a outras linhas (????), então poderia considerar aumentar o número de viagens do novo expresso, até mesmo para se tornar mais atrativo.

    4. Talvez a parada em Eng. Goulart poderia ser considerada, a fim de dar uma opção para os próprios usuários da Linha 12 com destino à Luz etc.
    Ou talvez essa parada tenha sido descartada justamente por isso, para não dar essa opção. Vai entender!!!

    》》》》 5. A parada em Brás no sentido Guarulhos foi descartada pelo fato de que prejudicaria a Linha 11 sentido Guaianases/Estudantes, além de causar confusão aos passageiros desta linha, que é bem mais demandada. Já no sentido Luz, não confunde as pessoas, e ainda passa a ser mais uma opção do Brás para a Luz.

    6. A extinção do antigo expresso, mais caro e pouquíssimo demandado, foi correta (principalmente no atual cenário, mas também pensando no futuro), até porque sua invenção nunca foi técnica; ela sempre foi política e eleitoreira.

    7. Ainda defendo o serviço regular da Linha 13 com terminal permanente e definido no Brás.

    8. Por fim, é claro que, sobretudo nos horários de pico, a Linha 13 (Expresso Aeroporto) vai sim atrapalhar a operação da Linha 11.
    Mesmo considerando, para o futuro, um novo sistema de sinalização e controle totalmente automático e moderno, a Linha 11 deverá operar com intervalos ainda mais baixos, de modo que seja pouco provável que o Expresso Aeroporto, mesmo no futuro, não continue a causar transtornos nesse sentido.

  8. Boa noite. Qual sera o horario do primero e ultimo trem da luz para guarulhos e vice versa a partir de dezembro/2020?

Comments are closed.

Previous Post

Metrô nega recursos e confirma Coesa à frente do contrato de obras civis da Linha 17-Ouro

Next Post

Novos trens das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda deverão ser entregues 18 meses após início da concessão

Related Posts