Novo túnel de ligação entre CPTM e o Metrô na Luz deverá ficar pronto até 2024

Contrato no valor de R$ 59,9 milhões foi assinado nesta terça-feira (14) com o consórcio Construtor Túnel Luz e envolve também a reforma do acesso na rua Cásper Líbero além de outras melhorias
Local onde será construído o novo túnel na Luz (CPTM)

Um dos gargalos entre as ligações mais movimentadas da malha metroferroviária deve começar a ser resolvido a partir desta terça-feira (14). A CPTM realizou uma cerimônia pública de assinatura do contrato de construção de um novo túnel de ligação entre a centenária estação Luz e a nova parada de mesmo nome da Linha 4-Amarela do Metrô.

Como o site mostrou em detalhes, a obra, orçada em R$ 59,9 milhões, deve eliminar a dificuldade de locomoção dos passageiros que transitam entre as linhas 7-Rubi e 11-Coral (e em menor grau do Expresso Aeroporto) e os ramais do Metrô 1-Azul e 4-Amarela.

Para isso será escavado um túnel que partirá do corredor atual e que chegará até uma área próxima às escadas rolantes da Linha 4. Com isso será possível separar os fluxos em cada direção, aumentando o conforto e rapidez dos deslocamentos. A ligação terá 125 metros de comprimento e nove metros de largura.

No entanto, a obra só deverá ficar pronta em setembro de 2024, caso o consórcio cumpra o cronograma. Até lá, se a demanda crescer aos padrões pré-pandemia, o sofrimente deve continuar por algum tempo.

O novo túnel em amarelo (CPTM)

O contrato assinado nesta terça também inclui a reforma do acesso Cásper Líbero, com novas escadas rolantes e elevador, além de instalação de banheiros.

O consórcio Construtor Túnel Luz, vencedor da concorrência, também fará mudanças nas plataformas da estação Luz da CPTM e uma ligação com a Sala São Paulo.

Todo o complexo de estações da Luz movimenta diariamente cerca de 250 mil pessoas.

“O novo acesso vai oferecer mais rapidez nas conexões entre linhas aos milhares de passageiros que passam todos os dias pelas transferências. Com a melhoria contínua dos serviços, podemos atrair novos adeptos para o transporte público sobre trilhos, favorecendo a mobilidade dentro e fora do sistema de trens”, afirmou o presidente da CPTM, Pedro Moro.

Próximo gargalo: Paulista/Consolação

O governo do estado também pretende resolver outro gargalo do sistema sobre trilhos e que envolve a Linha 4-Amarela novamente. Trata-se da ligação entre as estações Paulista e Consolação (Linha 2-Verde).

A licitação foi lançada em dezembro do ano passado, porém, os consórcios que apresentaram propostas em abril não foram aceitos pelo Metrô. Enquanto o consórcio TDEC-TER-SOM foi desclassificado, o CTS – LINHAS 2 E 4 foi inabilitado em agosto após ser apontado vencedor na sessão pública.

O Metrô então considerou a licitação fracassada, mas a empresa deve voltar a lançar a concorrência em breve, acredita-se.

Total
11
Shares
Previous Post

Pátio Calmon Viana passará por obras de melhoria

Next Post

Metrô recebe propostas para consultoria financeira da Linha 20-Rosa

Related Posts