Obras das estações João Dias e Varginha avançam, mas em ritmo diverso

Parada tocada pela iniciativa privada começa a receber os trilhos enquanto futura estação terminal da Linha 9-Esmeralda enfim vê um movimento significativo de operários
Obras da estação Varginha em maio (iTechdrones)

O abismo nos empreendimentos de João Dias e Varginha continua enorme, mas as obras das duas estações da Linha 9-Esmeralda tiveram boas notícias nos últimos dias. A parada localizada entre as estações Santo Amaro e Granja Julieta, como é praxe, surpreende por avançar etapas com antecedência. Já a futura estação terminal do ramal da CPTM enfim conta com um volume de trabalhos significativo.

Tocada pela iniciativa privada, a estação João Dias já toma sua forma final, com cobertura metálica praticamente concluída, piso nas plataformas e passarela e outros acabamentos sendo executados pela Telar Engenharia, responsável pela obra.

A novidade é que a mesma Telar iniciou a instalação dos trilhos na via sentido norte da estação, além da estrutura de sustentação da rede aérea de energia. Vale lembrar que esse escopo faz parte de um contrato assinado diretamente com a CPTM, portanto numa modalidade tradicional. Nem por isso, felizmente, o cronograma atrasou, como é comum.

Por falar em gestão pública, a estação Varginha também ganhou um pouco mais de ritmo na sua construção. Segundo o secretário Alexandre Baldy, 70 funcionários da Engibrás trabalham no local agora, e o total deve ser ampliado em breve. “Nos próximos meses teremos muito mais funcionários focados em terminar essa obra conforme prometemos, em 2022”.

À esquerda, João Dias ganha trilhos. Do lado direito, obras na estação Varginha (GESP)

Previsão para 2022 continua pouco crível

De fato, já é possível notar o surgimento de novas estruturas da estação além do trabalho de concretagem das vigas sobre as plataformas. Ainda assim, este site continua cético quanto à probabilidade de Varginha ficar pronta em no máximo 18 meses.

Seria preciso para isso algum fato novo que fizesse com que o canteiro ganhasse mais frentes de trabalho e um ritmo frenético de construção, o que não parece ser caso num contrato que já teve seu prazo original estourado.

Uma parâmetro para essa hipótese é conferir o estágio da estação Mendes-Vila Natal em dezembro de 2019, ou seja, um ano e meio atrás. Na época, como é possível notar na imagem publicada pelo site, as plataformas estavam recebendo parte da cobertura metálica, já com a estrutura principal levantada.

Situação da estação Mendes-Vila Natal 18 meses atrás (CPTM)
Total
1
Shares
1 comment
  1. Isso Pq a estação terminal varginha era pra ser entregues em 2010 até hoje só promessas furada na época das eleições o político apacerecem mais uma vez pra enganar a população da zona sul estes obras vai ser pra meus netos e bisneto verem

Comments are closed.

Previous Post

Metrô consegue fechar naming rights de duas de três estações leiloadas

Next Post

Leilão de direitos de renomear estação Anhangabaú termina sem sucesso

Related Posts