People Mover de Viracopos terá estudos entregues na próxima semana

Três grupos se credenciaram para participar da sondagem realizada pela Prefeitura de Campinas com objetivo de conectar por trilhos o centro da cidade ao aeroporto
O SkyShuttle (BYD)

Após quase 10 meses e dois adiamentos, a Prefeitura de Campinas deve receber os três estudos sobre a implantação de um People Mover entre o centro da cidade e o Aeroporto de Viracopos.

A Manifestação de Interesse Privado (MIP) foi lançada em março de 2021 após a empresa BYD apresentar uma proposta de seu sistema SkyShuttle. Dois outros participantes foram autorizados a propor uma solução para o Modal Ferroviário Urbano, como a prefeitura se refere ao sistema, um consórcio formado pelas empresas TS Infraestrutura e Engenharia, Aerom Sistemas de Transportes, FBS Construção e Pavimentação e Jofege – Pavimentação e Construção, além do instituto IDESTRA.

Os estudos dos três participantes deverão ser entregues até o dia 15. Originalmente eles tiveram 90 dias para elaborar suas propostas, mas em setembro do ano passado a BYD e o consórcio solicitaram mais três meses. Em dezembro, a fabricante chinesa obteve mais 30 dias úteis para concluir seu projeto, prazo estendido aos demais.

A ligação em via elevada terá cerca de 18 km e deverá ser feita por trilhos – o edital proíbe sistemas por pneus como um BRT. O objetivo da Prefeitura de Campinas é receber propostas que tragam uma solução técnica, econômico-financeira, jurídica e operacional para a implantação do sistema segregado.

O Aeromovel (Marcopolo)

O trajeto deverá partir do Pátio Ferroviário de Campinas até o Terminal de passageiros do Aeroporto de Viracopos. O estudo também deverá prever a interligação com os demais modais de transporte coletivo da região e será ressarcido em até 2% do valor previsto no projeto apenas para o concorrente selecionado.

De posse da proposta selecionada, será então preparado um edital de concessão ou de Parceria Público-Privada para implantar o projeto num futuro próximo, caso ele se mostre viável.

Os dois participantes que possuem produtos para essa aplicação, a BYD e a Aeromovel, também disputaram o People Mover do Aeroporto de Guarulhos. O consórcio liderado pela empresa gaúcha acabou sendo selecionado pelo custo mais baixo de implantação, mas aguarda julgamento do Tribunal de Contas da União para iniciar a construção do sistema, bem menor do que o campineiro.

Tabelinha com o TIC

A ligação por trilhos com Viracopos pode beneficiar os futuros passageiros do Trem Intercidades que o governo do estado pretende licitar ainda em 2022. A estação de Campinas será uma das paradas do trem regional que atenderá a capital paulista em cerca de 60 minutos de viagem.

De lá seria possível chegar ao aeroporto por um custo e tempo atraentes, a princípio. Apesar disso, o edital do TIC pode prever uma futura ligação direta com Viracopos, a cargo da futura concessionária. Essa hipótese, no entanto, esbarra no alto custo de implantação e desapropriações para criar vias para os trilhos na região.

Total
19
Shares
1 comment
  1. Absurdo é não conseguir ir de SP até Campinas via trens diretos. Os trens vão até Jundiaí e depois vira uma maratona para chegar a Campinas…. não entendo isso.

Comments are closed.

Previous Post

CPTM estende contrato de obras de energia no trecho Grajaú-Varginha mais uma vez

Next Post

Metrô contratará estudo mercadológico para Linha 19-Celeste

Related Posts