Destaques Linha 7 Trem Intercidades

Trem Intercidades terá financiamento do BNDES

Governo federal também se comprometeu a ceder a faixa de domínio das vias hoje usadas pelos trens de carga
Futura Estação Parque da Móoca terá enfase no comércio e serviços
Futura Estação Parque da Móoca terá enfase no comércio e serviços
Visão do interior da Estação Parque da Móoca: plataforma dos trens regionais
Visão do interior da Estação Parque da Móoca: plataforma dos trens regionais

Um dos projetos mais aguardados de infraestrutura ferroviária, enfim, parece que sairá do papel. O governo do estado de São Paulo anunciou nesta terça-feira (28) que o projeto do Trem Intercidades, que visa a construção de operação de um serviço de média velocidade entre a capital paulista e cidades do interior, fará parte do programa de concessões do governo federal. Isso significa na prática poder contar com financiamento do BNDES da ordem de R$ 5 bilhões.

Segundo a nota da Secretaria de Transportes Metropolitanos do estado, o governo federal também se comprometeu a ceder a faixa de domínio das vias que ligam São Paulo a várias regiões próximas, hoje usadas por trens de carga. Era uma antiga reivindicação da gestão Alckmin para que o projeto possa ser viabilizado – com a faixa as desapropriações serão menores do que se houvesse que criar um novo percurso para esses trens.

Quatro linhas

Os estudos para o trem regional começaram no início da década e previam linhas com destino a Campinas, Sorocaba, Santos e São José dos Campos. Alguns outros desmembramentos também foram estudados, mas agora a princípio deve-se priorizar a primeira linha, entre São Paulo e Campinas. A ideia é que esse serviço seja feito por um concessionário privado por meio de uma PPP e que pode assumir a Linha 7-Rubi também.

Com trens com lugares marcados e previsão de velocidade média de 200 km/h, o Trem Intercidades deverá ter como terminal a estação Água Branca, que será construída para isso e agrupará também as linhas 7 e 8, além de ter ligação com a Linha 6-Laranja, atualmente suspensa.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

2 Comentários

Click here to post a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  • Perto das eleições sempre o mesmo papo, só pra ganhar seu voto,não seja bobo, eles acabaram com a ferrovia em detrimento das empresa de ônibus, agora como um passe de magica vai sair assim tão facil, duvido e o lobe das empresas de ônibus que bancam esses politícos vai deixar isso é piada de mal gosto.

Posts mais compartilhados

AUTOO