ViaMobilidade divulga projetos de reforma em cinco estações da Linha 8-Diamante

Contrato de concessão estabelece melhorias em diversas estações do ramal. Dentre os destaques estão as estações Lapa, Imperatriz Leopoldina, Comandante Sampaio, Santa Terezinha e Sagrado Coração
Estação Imperatriz Leopoldina em obras (Jean Carlos)
Estação Imperatriz Leopoldina em obras (Jean Carlos)

A ViaMobilidade, operadora das Linhas 8 e 9 de trens metropolitanos, apresentou em 7 de abril uma série de vídeos mostrando a reforma de algumas das estações da Linha 8-Diamante.

O ramal é o que conta com estações mais antigas e algumas delas com poucos itens de acessibilidade. As reformas fazem parte do contrato de concessão que prevê que todas as paradas sejam dotadas de itens de acessibilidade universal.

Siga o MetrôCPTM nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Estação Lapa

A estação Lapa da linha 8-Diamante foi construída pela Fepasa nos anos 70. Para melhorar as condições de acessibilidade da estação deverão ser implantados dois novos elevadores e uma passarela exclusiva para os passageiros que usarem o novo equipamento.

Um novo bloqueio acessível deverá ser implantado. As escadas deverão contar com novo conjunto de corrimãos e canaletas para facilitar o deslocamento de bicicletas. Rotas táteis deverão ser implantadas.

O vão entre o trem e a plataforma será reajustado. Atualmente esse é uma dos principais problemas existentes na estação.

Estação Imperatriz Leopoldina

A estação Imperatriz Leopoldina deverá ganhar três novos elevadores, um bloqueio acessível, nova bilheteria e também um bicicletário, permitindo uma melhor integração aos ciclistas.

A passarela existente deverá receber cobertura além de nova iluminação. Rotas táteis deverão ser implantadas e as plataformas adequadas para reduzir o vão existente.

Estação Comandante Sampaio

A estação Comandante Sampaio no município de Osasco é uma das mais robustas da Linha 8-Diamante. Dada suas dimensões, as intervenções serão maiores nesta parada.

A reforma deverá incluir a implantação de três novos elevadores, seis escadas rolantes além corrimãos nas escadas de acesso ao mezanino.

Os sanitários deverão passar por revitalização e incluirão novas áreas dedicadas para pessoas com deficiência. As melhorias gerais como piso tátil, acabamento na estrutura de concreto e cobertura também passarão por revisão e adequação.

Estação Santa Terezinha

A estação Santa Terezinha, localizada em Carapicuíba, é uma das mais precárias da Linha 8-Diamante. O site acompanhou parte das obras da estação ainda no ano de 2022.

As melhorias incluem a cobertura e iluminação da passarela de acesso a estação, melhoria na integração com o transporte por ônibus, e ampliação do prédio operacional que passará a contar com novos banheiros, salas para funcionários e sala técnica.

Estação Sagrado Coração

Na estação Sagrado Coração, localizada na cidade de Jandira, a estação deverá ganhar dois novos elevadores e sanitários acessíveis.

A estação, que atualmente conta com uma grande extensão de plataforma exposta, deverá receber uma nova cobertura, assim como os acessos. Nova iluminação e bilheteria serão implantadas.

Total
3
Shares
Antes de comentar, leia os termos de uso dos comentários, por favor
12 comments
  1. Alguém saberia informar porque a maioria das estações (mesmo as que tem plataformas laterais) não possuem cobertura sobre a linha férrea? em dias de chuva ou frio, os passageiros sofrem nessas estações…

    1. O custo -beneficio para o passageiro é muito baixo. Ninguém sofre por ficar 10 minutos numa plataforma aguardando trem.

  2. Estação Lapa? Cadê o governo ou um
    Questionamento da empresa para não realizar gastos com uma estação que já existe um plano de unificação. Desperdício de dinheiro.

      1. Pensa comigo: Lapa já tem um projeto básico e a tal concessão da Rubi, supondo que consigam licitar as obras da estação no ano que vem, as duas Lapas terão intervenção e podem ser demolidas. Todo esse trabalho de reforma será jogado no lixo.
        Só vão gastar dinheiro à toa.

  3. Pois é, na Lapa no máximo deveriam fazer um ajuste no vão entre os trens e as plataformas, pois essa já tem planos de unificação com a Linha 07, sendo que as estações que mais precisam mesmo são a Antonio João que tem que ser totalmente reconstruída de acordo com os antigos projetos da CPTM e General Miguel Costa, pois essa teria que ser totalmente modernizada e integrada fisicamente ao Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso, além de obras de drenagem no local para evitar alagamentos!
    Essa ViaMobilidade só sabe operar precariamente as linhas e desperdiçar dinheiro, pois Osasco é muito mais importante que a vazia Comandante Sampaio e é a que precisa de mais intervenções para finalizar as obras que foram abandonadas por lá, há muito o que fazer na Linha 08 e a empresa tem que deixar de ser desleixada e tirar todo o mato das vias e dos entornos das estações!

    1. Na vdd não é bem assim sobre comandante sampaio, a estação recebe muitos passageiros e no pico da manhã todos se concentram nos primeiros carros por ser as únicas escadas disponíveis de entrada na estação, realmente não é necessário uma mudança grande de estrutura, mas precisa sim ser adequada pra sanar esse problema que existe mesmo quando a frequência de trens era melhor durante a gestão da cptm

  4. Entendo que não seria o papel este site, mas vocês fazem um excelente trabalho quanto ao acompanhamento dos trabalhos da rede ferroviária de São Paulo.

    Gostaria de sugerir um tópico: se fosse possível abordar sobre a expansão da Metrofor, especificamente sobre a Linha Leste e do VLT Aeroporto.

    Abraços.

  5. Porque vcs não fazem reforma da estação Antônio João?não tem banheiro e nem bilheteria no sentido Júlio prestes…o vão entre o trem e a plataforma é um abismo…não tem passarela….se precisar ir ao banheiro,o guarda manda vc descer em outra estação no sentido sp… cobertura só em 1/3 da estação… enquanto isso nas estações que mais dão visibilidade,tudo moderno…até parece q são usuários diferentes… estação Santa Terezinha…o ponto de ônibus q antes era perto da estação,agora ficou uns 300 metros mais longe…essa é a acessibilidade q temos no nosso país…

    1. Qualquer reforma de estação dependerá também de autorização do município onde a estação fica localizada. Algumas prefeituras liberam rapidamente e as obras saem. Outras demoram ou nem liberam até conseguirem alterar os projetos.

      Já reparou que só uma cidade não liberou as obras?

Comments are closed.

Previous Post

Linha 15-Prata registra recorde histórico de passageiros transportados

Next Post
Sistema de gerenciamento de escalas teve redução no preço (Jean Carlos)

CPTM reduz valor de contrato de sistema de gerenciamento de viagens em 27%

Related Posts