Revelada pelo secretário licenciado dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em julho, a informação de que a Linha 13-Jade será estendida até a estação Palmeiras-Barra Funda causou estranheza. O ramal da CPTM, que vai da estação Aeroporto Guarulho até Engenheiro Goulart, tem feito uso de vias das linhas 12 e 11 para operar serviços esporádicos e mais atrativos para os passageiros, mas chegar até Barra Funda implicaria em uma enorme reengenharia para comportar mais trens.

No entanto, segundo convênio firmado entre a Secretaria dos Transportes Metropolitanos e a Prefeitura de São Paulo na semana passada, a CPTM levará apenas o “Expresso Aeroporto” até Palmeiras-Barra Funda. Trata-se de um cenário bem mais modesto do que pensado e de implantação menos complexa, se assim podemos dizer.

Para chegar até a estação Luz hoje, o Expresso Aeroporto utilizava um pequeno trecho da Linha 11-Coral a partir de Brás e por isso funcionava em horários alternativos para evitar o pico do ramal que vai até Mogi das Cruzes. Para estender o serviço especial até Barra Funda possivelmente a CPTM conta também com a inclusão da estação na Linha 11, que é citada no documento.

Atualmente o serviço diferenciado, que cobra R$ 8,80 por uma viagem sem paradas até as proximidades do Aeroporto Internacional de Guarulhos, está suspenso e sem previsão de retorno, segundo a CPTM. Lançado pelo governo Alckmin, o serviço segregado tem tido uma baixa procura por conta dos poucos e espaçados horários, mas Baldy afirmou em entrevista que a Linha 13 precisa ampliar sua ligação com a malha para funcionar de acordo com a expectativa.

Polo Intermodal

O convênio assinado na sexta-feira, 21, pelo Metrô, CPTM e a São Paulo Urbanismo, empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano do município, estabelece um protocolo de intenções para o desenvolvimento do Projeto Polo Intermodal Barra Funda, uma iniciativa do estado e da prefeitura de São Paulo para requalificar e adensar o entorno do complexo de transporte.

Projeção de como poderia ficar a estação Palmeiras-Barra Funda (CMSP)

Atualmente, a estação Palmeiras-Barra Funda recebe duas linhas da CPTM (7 e 8), uma linha do Metrô (3-Vermelha), além de ônibus municipais e rodoviários. O terminal também deverá acomodar o Trem Intercidades, além de receber a Linha 11-Coral e o Expresso Aeroporto.

O objetivo, como mostrado pelo site, é transformar o local de forma significativa, com a reforma das edificações, a criação de um shopping dentro da estação, a construção de um ampla acesso para ligar a região da avenida Francisco Matarazzo à avenida Marquês de São Vicente. Para isso, o poder público planeja lançar uma concessão para a iniciativa privada explorar o entorno da estação com a construção de edifícios comerciais e residencias, serviços para os cerca de 600 mil passageiros que passam pelo local.

O convênio pretende coordenar os esforços para viabilizar o projeto e tem prazo de vigência de cinco anos.