CPTM Linha 10

CPTM cria serviço expresso na Linha 10-Turquesa até a estação Luz aos sábados

Batizado de Expresso Linha 10+ estreará no dia 06, dois dias antes do aniversário de Santo André. Durante a semana, serviço continua parando em Tamanduateí
Estação da Luz: linha 10 de volta mas só aos sábados

Uma leitura desatenta pode fazer crer que finalmente a CPTM decidiu voltar a levar a Linha 10-Turquesa até a estação Luz, mas o chamado Expresso Linha 10+, que sairá de Santo André com destino à antiga parada no centro de São Paulo, só funcionará aos sábados em três horários em cada sentido. O novo serviço estreará amanhã, 06 de abril, aproveitando as comemorações do aniversário do município do ABC Paulista.

O Expresso 10+ sairá de Santo André às 7h, 8h e 9h e seguirá até Luz com paradas em São Caetano, Tamanduateí e Brás. O retorno se dará às 12h, 13h e 14h e o objetivo da CPTM é claro, facilitar o acesso do público à região de compras da 25 de Março e imediações, além do turismo, também bastante forte aos fins de semana. A companhia, no entanto, não revelou o tempo de viagem.

A solução do Expresso foi relativamente fácil de ser implementada por conta da disponibilidade de vias na Linha 10,  algo raro em outros ramais. Durante a semana, o Expresso Linha 10 realiza 16 viagens diárias de 8 minutos de duração entre Santo André, São Caetano e Tamanduateí, ajudando a desafogar o serviço parador. A ocupação desse trem único, inclusive, é maior que a das composições da Linha Turquesa: são 1.568 usuários por viagem em média contra 1.475 na viagem convencional.

Sonho distante

Apesar do alívio, a Linha 10 é hoje uma das que menos recebe atenção da CPTM. Com exceção de Tamanduateí, construída junto da estação homônima da Linha 2 do Metrô, suas paradas são em geral antigas, sem acessibilidade e desconfortáveis. O ramal também herdou os antigos e inadequados trens espanhóis, a chamada Série 2100, que não foi desenhada para serviços metropolitanos e sim regionais. Com isso as viagens são mais lentas quando não interrompidas pela má conservação das composições.

De quebra, a linha Turquesa sofre há décadas com inundações por conta de chuvas muito fortes. Planos de reforma de estações já foram anunciados várias vezes mas nunca passaram do papel. Já o retorno à estação da Luz se tornou inviável depois que a CPTM optou por levar apenas as linhas 7-Rubi e 11-Coral até lá – além de viagens esporádicas do Airport Express, serviço da Linha 13-Jade.

Apesar disso, o atual governo estuda mudar essa situação ao reorganizar a chegada das linhas incluindo a estação Barra Funda como terminal da Linha 7-Rubi o que permitiria que a Linha 10 retornasse para a Luz.

 

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway