CPTM investirá R$ 42 milhões para a reforma do Pátio Mauá

As obras de requalificação do pátio visam expandir o numero de vagas e criar estruturas para facilitar o trabalho dos funcionários. A previsão é de que as obras sejam concluídas dentro de 2 anos.
CPTM vai requalificar o pátio de Mauá (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A CPTM realizou a homologação do contrato para a operacionalização do Pátio Mauá Norte localizado na Linha 10-Turquesa. O local que se localiza entre as estações de Capuava e Mauá será recapacitado para que possa se tornar uma base com maior capacidade de atendimento aos trens que circulam pelo tramo que corta a região do ABC.

O contrato para as obras de melhoria foi fechado com o Consórcio Construtor Pátio Mauá que é formado pelas empresas Heleno & Fonseca Construtécnicas S.A e Castilho Engenharia e Empreendimentos S/A. O valor do contrato foi de aproximadamente R$ 42 milhões com prazo para a realização do serviço estimado em 24 meses, sendo 18 meses para obras e seis meses para operação assistida.

Em linhas gerais, o foco principal das obras está no aumento da capacidade do estacionamento de trens, melhorias no sistema de energia do local e de estruturas que permitam a lavagem e higienização das composições.

Uma nova base será construída para o atendimento aos funcionários. As novas instalações contarão com áreas específicas para maquinistas, fiscalização e funcionários responsáveis pela limpeza dos trens. O novo local também terá à disposição copa, sanitários, vestiários e uma sala para reuniões.

Vias na região do pátio Mauá deverão ser reajustadas (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

Haverá também a necessidade de rearranjos da via permanente e da rede aérea devido a ampliação do pátio. Todas essas obras proporcionarão com que mais trens possam ser alocados no local que se tornará uma importante base de serviço da CPTM. O site fez uma matéria detalhada sobre todos os aspectos da reforma do Pátio Mauá.

Com a concessão da Linha 7-Rubi, juntamente com o Trem Intercidades e o novo serviço TIM, a descontinuidade do serviço 710 é algo praticamente inevitável. Com este cenário adiante a CPTM realiza investimentos em suas linhas remanescentes como uma forma de capacitar a infraestrutura existente, proporcionando melhores condições de trabalho aos funcionários e operações mais ágeis que impactam na satisfação dos passageiros.

Total
26
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Retomada da demanda de passageiros na CPTM empaca

Next Post

Estação João Dias começa a funcionar no sábado em horário integral

Related Posts