Estação Vila Sônia: reta final na superfície e muito a fazer na parte subterrânea

Nova parada da Linha 4-Amarela do Metrô deveria ser concluída até dezembro, mas imagens recentes mostram muito trabalho pela frente
Estação VIla Sônia: evolução no exterior não se repete na parte subterrânea (Reprodução/YT)

Quem passa pela frente da futura estação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela, na avenida Francisco Morato, pode pensar que falta pouco para que a obra seja concluída. O acesso principal, uma enorme estrutura com marquise em concreto, já recebe o acabamento, incluindo a preparação para asfalto das pistas dos ônibus do terminal ao fundo. Mas nas profundezas, a estação ainda está num estágio ainda distante da conclusão.

Imagens recentes de partes do subsolo de Vila Sônia revelam que o obra bruta ainda não foi finalizada e que a instalação de sistemas e estruturas mal começou. Na plataforma, por exemplo, a empresa Seven iniciou a instalação das chamadas eletrocalhas estruturais, que acomodam fios, elementos de iluminação e outros equipamentos.

No entanto, nessas e outras fotos nota-se que essas áreas da estação ainda não receberam acabamento em pisos e vias. Por falar nelas, o consórcio TC Linha 4, responsável pela construção, está concretando a base para fixação dos trilhos em boa parte dos túneis, tanto da via principal como nos estacionamentos subterrâneos.

Em postagens recentes, o presidente do Metrô, Silvani Pereira, também mostrou a chegada de escadas rolantes e dos bloqueios da estação. No entanto, o executivo não tem cravado o mês em que Vila Sônia deverá ser inaugurada, apenas citando o primeiro semestre.

Como revelou o site há quase um mês, internamento o Metrô já mudou a data de entrega da estação para a ViaQuatro, operadora do ramal. Em vez de janeiro, Vila Sônia deverá ser concluída em março, mas oficialmente o governo ainda não confirmou essa previsão.

Um dos motivos para o possível atraso seria a dificuldade de envio de materiais importados por conta da pandemia. Quando pronta, a estação deverá atrair um público diário de mais de 86 mil pessoas. Veja abaixo vídeo recente que mostra as obras em imagens aéreas.

Total
41
Shares
11 comments
  1. Eu já comentei isso outras vezes, mas ainda penso que essa estação poderia ser construída em superfície, talvez isso deixaria a obra mais barata e rápida de ser executada.

    1. Caso Vila Sônia fosse elevada, o tempo e o custo de construção seriam maiores e a linha nunca poderia ser ampliada no futuro para Taboão da Serra.

  2. CADÊ O METRÔ DA VILA BRASILÂNDIA??? VERGONHA!!! 20 ANOS! VINTE ANOS!!!! ESSES GOVERNADORES DESSES 20 ANOS, FIZERAM DE TUDO PARA PARAR ESSA OBRA! ISSO A GLOBO NÃO FALA, MUITO MENOS MOSTRA!!! BANDO DE INTERESSEIROS!!! APOLITICA DEVIA SER DE CARGO VOLUNTÁRIO, PARA NINGUÉM VIVER DE POLITICA!!!

    CADE O METRÔ DA BRASILÂNDIA!!!
    KD?????

    1. presidente de clube de futebol e outras associaçoes sao cargos sem remuneraçao. quantos clubes brasileiros estao com saude financeira boa? quantos escandalos de corrupçao no futebol nao ouvimos?

      igrejas tambem deveriam ser voluntariado e ter apenas o basico para se manter. mas quantos escandalos de corrupçao nao vemos em instituiçoes religiosas?

      entao o problema está longe de ser a remuneraçao. o problema é o que vem por fora, é o interesse de terceiros , por isso nosso país nao anda.

  3. Otimo artigo como sempre ! como da para ver claramente nas fotos e video a estaçao Vila Sonia eh muito mais que uma simples estaçao pois contem: patio de estacionamento de trens, oficinas, terminal de onibus e predio administrativo para funcionarios ! Com as dificuldades da pandemia, as obras devem terminar civis devem terminar neste ano, mas muitos equipamentos devem ficar para 2021, bem como a parte de testes e certificaçao de todo o conjunto que compoe a estaçao, permitindo a operaçao segura da mesma ! acho que com o tempo vai passar dos 86 mil pax citado…

  4. Estação inútil. Ninguém aqui da região quer essa porcaria. Agora vão tirar as linhas da Emtu e iam para pinheiros/butantã e vão parar todas nesse terminal para termos que pagar mais para ir até lá.

    1. “Ninguém aqui da região quer”.
      Fale por você, e por todos que ficam entalados no trânsito da Francisco Morato pra descer na SPM.

  5. Olá Sr. Ricardo, amigos participantes e conterrâneos regionais Rodrigo e Marcus.
    Eu não sou de ficar em cima do muro e tenho criticado não o fato da Estação VS ser essencial ou não e sim o fato de que ao bel prazer de alguns secretários e birrinhas politicas caseiras saiam cassando linhas antigas te obrigando a mudar toda a sua rotina sob a alegativa de superposição de linhas. Alguns amigos participantes sempre defenderam que o melhor caminho seria com um gerenciamento único dos transportes como ocorre em muitos países, mas aqui no país das maravilhas (ou pandemias) é quase impossível que isso um dia venha ocorrer e só faltam falar “vê se come e fica quieto”. Abraços a todos
    Gilberto

Comments are closed.

Previous Post

BRT do ABC e outros projetos de mobilidade ainda “no papel” são congelados pelo governo Doria

Next Post

Metrô recorre da decisão que impediu Constran de assumir as obras civis da Linha 17

Related Posts