Destaques Trem Intercidades

Estado quer lançar licitação do Trem Intercidades entre SP e Vale do Paraíba em 2021

Antecipação da concessão com a MRS deve viabilizar projeto de trem de passageiros na região de São José dos Campos
Trem regional: Vale do Paraíba deve ter licitação até 2021 (Wikimedia)

Depois de anunciar o trem intercidades entre São Paulo e Campinas, o governo de São Paulo já fala na chegada do serviço de médio percurso ao Vale do Paraíba. O vice-governador do estado, Rodrigo Garcia, durante um encontro com empresários na região, afirmou que o projeto pode ser licitado entre final de 2020 e 2021.

Garcia diz ainda que uma negociação com governo federal tem como objetivo incluir na renovação antecipada da concessão com a MRS, operadora dos trens cargueiros, para que seja construído uma via adicional ao transporte de passageiros.

“A partir desta assinatura, o governo do Estado inicia seus estudos para que a gente possa, no final de 2020 ou 2021, transformar em realidade o trem aqui para São José dos Campos com uma licitação e com um vencedor”, disse o vice.

O eixo entre a capital e a região do Vale do Paraíba possui a ligação ferroviária conhecida no passado como Central do Brasil, onde o serviço cargueiro parte da estação Engenheiro Manoel Feio, na Linha 12-Safira, até o conglomerado de cidades.

Os trilhos cortam as cidades de Caçapava, São José dos Campos, Taubaté, Pindamonhangaba e Aparecida, e fazem a conexão até o Rio de Janeiro, por onde circulam trens de frete entre os dois estados.

Nas palavras do vice-governador, o serviço de passageiros deverá chegar até onde for economicamente possível. “Os terminais de passageiros vão ser alocados aonde for mais viável. Taubaté, São José, Aparecida, até onde a viabilidade econômica nos mostrar que é possível, o trem de passageiros vai chegar”, disse Garcia.

Último trem de passageiros deixou de circular na região há 20 anos

A região contava com um serviço de passageiros, que ligava São Paulo ao Rio de Janeiro. O chamado Trem de Prata foi um atendimento ferroviário operado pela Rede Ferroviária Federal, que ligava as estações Barão de Mauá, no Rio de Janeiro e Barra Funda, em São Paulo.

Em 16 de fevereiro de 1991, o Santa Cruz, como era chamado, fez sua última viagem após mais de 40 anos de serviços. O trem foi posteriormente retomado, mas durou apenas até 1998, quando a última composição chamada de Trem de Prata partiu na noite de 29 de novembro de 1998 da estação Barra Funda, chegando à estação Barão de Mauá (Leopoldina) na manhã de 30 de novembro.

O atendimento se tornou precário pelas condições da via férrea, pelo compartilhamento de trens cargueiros, além da concorrência com a Ponte aérea Rio-São Paulo, que na época teve queda nos preços das passagens.

Trem de Prata: há 20 anos não há mais trens de passageiros no trecho (foto: Carlos Latuff/Wikimedia)

 

Airway