CPTM Destaques Linha 10

Expresso Educação Linha 10 estreia nesta segunda-feira na CPTM

Companhia oferecerá cinco viagens noturnas com serviço expresso entre Tamanduateí e Santo André e única parada em São Caetano
CPTM fará mais cinco viagens noturnas no expresso entre Tamanduateí e Santo André (CPTM)

A CPTM decidiu explorar a via singela usada pelo Expresso Linha 10 com mais algumas viagens durante os dias úteis na Linha 10-Turquesa. Nesta segunda-feira, a companhia implantará o “Expresso Educação Linha 10” com partidas no período noturno entre as estações Tamanduateí e Santo André, com parada única na estação São Caetano. Serão três viagens no sentido do ABC Paulista (às 22h, 22h30 e 23h) e duas no sentido da capital (22h15 e 22h45).

Trata-se na prática do mesmo serviço expresso dos horários de pico e que recentemente passou a fazer viagens úteis em seu retorno, o que praticamente dobrou a oferta. Inicialmente, o expresso só funcionava em um sentido por período e o retorno da composição era feito sem passageiros.

A medida, segundo a CPTM, busca oferecer mais viagens para usuários que estudam à noite, além de trabalhadores que encerram seu turno em horários mais avançados. “Essa é uma demanda antiga dos passageiros da CPTM que precisam utilizar o trem depois de um dia de trabalho e estudos. Esperamos proporcionar ainda mais conforto a essas pessoas e garantir uma volta para casa mais rápida e segura”, disse Pedro Moro, presidente da CPTM.

No limite

Os novos horários do expresso são praticamente a última medida paliativa para oferecer mais partidas na Linha 10-Turquesa. O serviço só foi possível por haver uma via única que não era usada até então. Para aproveitar o espaço, a CPTM colocou apenas um trem para realizar uma espécie de bate-e-volta a fim de cumprir o trecho mais lotado do ramal com mais rapidez, sobretudo quando ainda circulavam os trens espanhois da Série 2100. Desde o ano passado, no entanto, a linha utiliza trens das séries 7000 e 7500, mais velozes e eficientes.

Trem da Série 2100, que saiu da operação principal da Linha 10

A Linha 10-Turquesa é hoje uma das mais precárias da CPTM. A maior de suas estações não oferecem acessibilidade adequada e não receberam trabalhos de modernização como em outros ramais. Apesar de agora ter uma frota mais recente, a quantidade de trens é menor do que o ideal, o que impede estratégias mais eficientes. De quebra, o ramal depende dos projetos de sinalização e de energia para reduzir os intervalos entre as composições. Se por um lado possui um espaço generoso para as vias em grande parte de sua extensão, a Linha 10 convive com os trens de carga que seguem para Santos.

O governo Doria tem sinalizado que voltará a investir no trecho, além da troca dos trens, que foi uma oportunidade que existia, com o excesso de trens da Linha 8 do que uma medida planejada. A atual gestão afirma que os contratos de modernização do ramal estão sendo retomados e que será lançada uma nova licitação de 34 trens cuja maioria será destinada à Linha 10. A CPTM também tem dado suporte para a Prefeitura de Santo André no projeto da nova estação Pirelli, que foi desativada há anos e é um desejo da região. No entanto, como deverá ser bancada pela iniciativa, a nova parada não tem ainda uma previsão para sair do papel.

Com mais de 400 mil passageiros transportados por dia, a Linha Turquesa é a 4ª mais movimentada da CPTM, atrás das linhas 11, 9, 8 e 7.

Leia no Lulica
Miopia na infância: quarentena pode aumentar risco, afirma médico 28/5/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment
  • Boa materia.

    Esse expresso é mais um paliativo da L10, vai sim ajudar no embarque dos estudantes da Uninove Vila Prudente e USCS sentido santo André, além da natural demanda de Tamanduatei, porém, deveria ser entendido até Mauá, cidade que precisa bastante também desse serviço.
    Em relação a L10, ela só não chegou a um nível difícil porque a demanda é equilibrada nós dois sentidos entre Brás e Santo andre (algo em torno de 60-40) e tem uma alta rotatividade entre Rib. Pires e Tamanduatei. Se fosse pendular no estilo L12, com a estrutura atual, já tinha colapsado.

    Ela precisa de uma reforma urgente nas suas estações (principalmente Mauá, SA, SCS e Ipiranga)

Airway