CPTM Destaques Linha 13

Fabricante Doppelmayr seria a favorita da GRU Airport para implantar people mover do aeroporto

Conhecida por sua atuação em teleféricos como o do Rio de Janeiro, empresa austríaca utiliza trens movidos por cabos em aeroportos no México, Canadá e Venezuela
O Cable Liner, da Doppelmayr: favorito para Guarulhos? (Divulgação)

Após vários meses, a GRU Airport entregou à ANAC a lista de fornecedores interessados em implatar um sistema de “people mover” para ligar o Aeroporto de Guarulhos à Linha 13-Jade da CPTM. Segundo a coluna Painel S.A, do jornal Folha de São Paulo, a concessionária tem até uma empresa favorita, a Doppelmayr, de origem austríaca – a GRU não confirmou a informação.

Caso seja mesmo a escolhida para implantar o sistema, a Doppelmayr deverá utilizar uma tecnologia de movimentação por cabos, já conhecida em outros aeroportos do mundo. Atualmente, a empresa tem seu trem sendo usado nos terminais do aeroporto internacional de Doha, no Qatar, Toronto Perason, no Canadá, Birmingham, na Inglaterra e Cidade do México. Além disso, o aeroporto de Luton, perto de Londres, também contará com o equipamento em breve numa configuração semelhante à pretendida em Guarulhos, ou seja, ligando a linha férrea que hoje para longe do terminal de passageiros.

O people mover da Doppelmayr consiste em trens de média capacidade que se deslocam por vias metálicas suportadas por pilares simples. O mecanismo de tração por roldanas acionadas por motores elétricos movimenta os vagões por meio de cabos tensionados, uma solução aparentemente bastante simples. O projeto permite uma implantação em looping, com pontos de ultrapassagens ou paralelas, por exemplo.

Além dos aeroportos, o “Cable Liner”, como é chamado pela empresa, também presta serviços em vias urbanas como em Caracas, na Venezuela, onde existe o “Cabletrem Boliviariano”, com pouco mais de 2 km de extensão, cinco estações e trens de quatro vagões. O projeto foi construído pela Odebrecht e entrou em operação em 2013.

Por falar em Brasil, a Doppelmayr também é bastante conhecida por suas soluções de transporte turísticos como teleféricos e outros veículos usados em estações de esqui, por exemplo. Foi a fabricante austríaca, inclusive, que forneceu os equipamentos do teleférico do Morro daProvidência, no Rio de Janeiro, e que estão desativados desde 2016.

Sistema de people mover austríaco funciona por cabos (DCC)

Discussões

A implantação do prometido “people mover” no Aeroporto de Guarulhos se arrasta há quase uma década, desde que a GRU Airport prometeu o sistema para compensar sua restrição à instalação da Linha 13-Jade da CPTM próxima do Terminal 2. O assunto acabou esquecido diante das dificuldades financeiras da concessionária, mas acabou resgatado pelo governador João Doria no ano passado, que prometeu uma solução para que os passageiros cheguem ao aeroporto sem a necessidade de utilizar ônibus.

No entanto, o acordo costurado entre os governos federal, estadual e a GRU obriga a mudanças no contrato de concessão já que os recursos que serão utilizados para sua implantação sairão da outurga paga pela concessionária, algo como R$ 200 milhões. Agora a ANAC fará a análise das propostas e as repassará para a Secretaria de Aviação Civil. Antes de autorizar a mudança no contrato, a proposta terá de ser aprovada pelo TCU, o Tribunal de Contas da União, que é responsável por averiguar se o projeto não trará prejuízos ao erário.

Só então será possível vislumbrar um horizonte para inauguração do sistema em Guarulhos.

A Doppelmayr é conhecida pelos teleféricos como o instalado no Morro da Providência, no Rio de Janeiro, e hoje desativado (Beth Santos/GERJ)
Leia no Lulica
Entre adaptar-se e improvisar quando bate a saudade do Brasil 25/5/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

5 Comentários

Click here to post a comment
  • um sistema interessante também é o do aeromovel de porto alegre, que liga o aeroporto a trensurb. o sistema é movido a propulsores a ar. não sei se eles entregaram alguma proposta para a GRU, mas seria interessante tambem.

  • Reportagem muito tendenciosa, sem nenhuma menção às fontes da informação. Além disso, existem erros, como dizer que o sistema de teleféricos do Morro do Alemão pertence a esta empresa. Na verdade, foi um fornecimento de uma empresa francesa, a mesma que implantou os sistemas de Medellin. Quanto ao people mover da Venezuela:

    https://venezuelaaldia.com/2019/11/17/la-verdadera-milla-de-oro-de-caracas-queda-en-petare-y-no-conduce-a-ninguna-parte/

    • Caro Adriano, não seja precipitado ao afirmar que o texto é tendencioso. Baseado em que fatos você afirma isso? O artigo, que comenta e detalha uma informação levantada por outro veículo (Folha), não faz juízo se a Doppelmayr é a melhor opção, só cita como exemplos alguns dos seus produtos como o teleférico do Rio e o people mover de Caracas, assim como outros sistemas em aeroportos pelo mundo. Sobre a citação do teleférico do Morro do Alemão você tem razão, mas se tratou apenas de um erro de apuração – na verdade, o sistema da empresa austríaca é o do Morro da Providência. Agradeço inclusive seu alerta que nos ajudou a corrigir o texto. Como se vê, nem tudo na vida implica em acusar alguém de má fé.

Airway