Governo Doria inaugurou estação Mendes-Vila Natal sem sistemas concluídos

Contrato junto à Alstom tem previsão de entrega apenas em novembro, três meses após abertura da estação da Linha 9, que segue com uma operação precária
O único trem usado para o trajeto Mendes-Vila Natal-Grajaú (Jean Carlos)

A estação Mendes-Vila Natal, da Linha 9-Esmeralda, foi inaugurada em 11 de agosto com direito a homenagem do governador João Doria ao ex-prefeito Bruno Covas, falecido neste ano.

Desde então, a nova parada vem funcionando de maneira precária. Aberta com horário restrito de apenas três horas em dias úteis, a nova estação ganhou mais uma extensão no funcionamento nesta quarta-feira (17), e agora opera entre 10h e 15h, segundo a CPTM.

O intervalo de partidas do único trem usado na ligação com a estação Grajaú continua o mesmo, de 20 minutos, contra cerca de 4 minutos do trecho principal. Um dos problemas envolve a pendência na entrega do contrato de adequação de dois sistemas, o SCT (Controle de Tráfego) e SCC (Controle Centralizado), conforme apurou o site por meio do Serviço de Informação ao Cidadão (SIC).

De responsabilidade da empresa Alstom, o serviço foi iniciado em novembro de 2017, portanto há quatro anos, e tinha previsão de encerramento no próximo dia 28. Originalmente, os trabalhos deveriam durar um ano, mas o prazo foi ampliado para 20 meses graças a aditivos.

Resposta obtida pelo site via SIC: conclusão prevista para este mês

Segundo resposta da CPTM via SIC, dos cinco itens de controle, dois haviam sido concluídos no ano passado enquanto três só tinham previsão de serem finalizados neste mês – o contrato tem um custo de R$ 42,5 mihões aos cofres públicos.

É com os sistemas de controle de tráfego e de controle centralizado que a Linha 9 poderá operar o carrossel de trens até Mendes-Vila Natal e posteriormente até Varginha, oferecendo intervalos baixos e viagens em velocidade adequada.

Sem eles, a CPTM tem mantido apenas um trem num “bate-e-volta” lento e que se reflete no baixíssimo número de passageiros atendidos. Em setembro, estatística mais recente disponibilizada pela companhia, somente 3.358 passageiros utilizaram o local, uma média de 160 pessoas por dia.

Como se sabe, Mendes-Vila Natal deve atrair um volume muito maior de pessoas já que a região possui mobilidade de baixa qualidade.

Acima, parte da sinalização visual do trecho Grajaú-Mendes funcionando recentemente e abaixo desligadas no dia da inauguração da estação (Jean Carlos)

Operação real em 2022?

O site questionou a CPTM a respeito da inauguração apressada da nova estação pelo governador João Doria, mas a mensagem, enviada no dia 3 de novembro, não foi respondida pela empresa até a publicação deste artigo, duas semanas depois.

Sem condições de oferecer o serviço esperado pelos usuários, a CPTM tem feito uma lenta ampliação do horário de funcionamento enquanto os serviços pendentes são concluídos.

O governo tem justificado a operação assistida “para que a CPTM monitore a adequação dos equipamentos aos sistemas de sinalização já existentes antes de começar a operar a nova estação durante toda a operação comercial”.

Entretanto, esse mesmo “cuidado” não ocorreu com a estação João Dias, inaugurada neste mês e que estreou no sábado, 6, operando já em horário normal na Linha 9.

Estação João Dias: nova parada abriu já em operação normal, ao contrário de Mendes-Vila Natal (Jean Carlos)

Inserida no meio do trecho operacional do ramal, a nova estação na Marginal Pinheiros só poderia ser aberta com a sinalização concluída para não prejudicar o funcionamento das demais paradas.

Ao que tudo indica, os passageiros de Mendes-Vila Natal só poderão ver a estação inaugurada de fato em 2022. Em dos seus últimos compromissos à frente da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o ex-secretário Alexandre Baldy afirmou ao site que a ampliação da operação só ocorreria em janeiro. Possivelmente, já nas mãos da concessionária ViaMobilidade, que assumirá o ramal no aniversário da capital paulista.

Total
28
Shares
Previous Post

Metrô suspende licitação do acesso Bela Cintra da Linha 4

Next Post

Em sondagem, iniciativa privada faz sugestões para o Trem Intercidades até Campinas

Related Posts