Destaques Linha 5 Metrô de São Paulo

Jardim Ângela entra no radar do Metrô

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (23), o secretário Alexandre Baldy (Transportes Metropolitanos) prometeu entregar a extensão da Linha 5-Lilás até 2024
Pose para a foto com a promessa do metrô em Jardim Ângela: será que desta vez é para valer? (Reprodução/Redes sociais)

Assim como a Linha 4-Amarela na região de Taboão, a promessa de levar a Linha 5-Lilás até Jardim Ângela sempre foi mais um factóide eleitoral do que um projeto concreto. Alguns estudos e sondagens realizados e nada mais. Neste ano, novamente o metrô em um dos extremos da região sul voltou a ser assunto, desta vez da gestão de João Doria (PSDB). O governador já havia anunciado que a extensão faria parte dos planos de expansão da malha metroferroviária, mas nesta quinta-feira (23), o secretário Alexandre Baldy, da pasta dos Transportes Metropolitanos, apresentou alguns detalhes do projeto para os moradores da região.

Durante a audiência pública, Baldy confirmou que o novo trecho terá 4,5 km de extensão e será subterrâneo, ao contrário das estações próximas, todas elevadas. A escavação dos túneis será feita por uma tuneladora, o popular “tatuzão”, segundo o secretário. Serão adquiridos 12 novos trens para dar conta do movimento extra de 114 mil usuários que as três estações – Comendador Sant’ ana, M´Boi Mirim e Jardim Ângela – deverão atrair.

O objetivo do atual governo é iniciar as obras em 2021 para que as novas estações sejam abertas em 2024, revelou Baldy aos presentes. “Nos comprometemos, conforme já havia dito o Gov. @jdoriajr (João Doria), em iniciar as obras em 2021, para entregar até 2024. Buscamos investimento junto à iniciativa privada para realizar o sonho dessa gente querida”, diz texto postado nas redes sociais.

Com 4,5 km, extensão será subterrânea e construída por um “tatuzão”, diz governo

Longo caminho

Apesar do otimismo do secretário, a extensão da Linha 5 até Jardim Ângela ainda pode levar bastante tempo para tornar-se realidade. Atualmente existe um projeto funcional que foi revisado no ano passado e a licença ambiental recebida no início deste ano. Ou seja, será preciso contratar um projeto mais detalhado, o que o governo já prometeu fazer em breve, além da modelagem da licitação que, como revelou o secretário, contará com investimento privado.

No entanto, resta entender como empresas privadas poderão participar do projeto se a Linha 5 já é concedida. Uma das hipóteses seria prolongar essa concessão, hoje nas mãos da ViaMobilidade, que poderia explorar o ramal por mais tempo tendo como contrapartida o investimento no novo trecho. Porém, a obra deverá ter um custo alto por ser subterrânea, além do investimento em sistemas e novos trens. O quilômetro de metrô no Brasil tem saído por cerca de R$ 1 bilhão, então estaríamos falando de pelo menos R$ 5 bilhões., ou quase dez vezes o que a ViaMobilidade pagou de outorga pelas linhas 5 e 17.

Bancar a obra com recursos próprios parece fora de questão para um governo que não possui R$ 600 milhões para desapropriações da Linha 18-Bronze, sem falar em obras maiores e mais adiantadas como a Linha 2-Verde até Guarulhos que está parada há anos.

Enquanto essa equação financeira não fica clara, resta aos moradores da região de Jardim Ângela torcer bastante para que essa nova promessa não acabe como as outras, apenas em poses para fotos e desenhos do traçado.

Sistema CBTC é testado nessas vias no Pátio Capão Redondo
Pátio Capão Redondo: extensão até Jardim Ângela começaria daqui

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

9 Comentários

Click here to post a comment
  • Por que esse apadrinhado não fala também da sacanagem que vão fazer com o pessoal do ABC com a porcaria do BRT?

    Muito “bonitinho” na hora de posar para as fotinhos e publicar frade hipócrita em rede social, mas é tão sujo quanto o “papai” dele.

    Infelizmente parece que nessas assembleias as pessoas ficam tão deslumbradas e acabam de deixar de fazer questionamentos pertinentes.

    • Felipe não tem deslumbre nem um nas audiencias publicas se descute e no final tira-se a foto, mais se não fosse essas reuniões a linha 5 lilas teria começado a obra la na estação santa cruz pois essa era a defesa que os engenheiro do metro defenderam em todas elas e foram derrotados pela prssão dos moradores e o apoio do governador Mario Covas e agora ela ja chegou a chacara klabim la na zona leste e agora se inicia o processo para chegarmos no jardim Angela que e uma promessa de campanha do gov Jose Serra e Geraldo Alckmin E AGORA O DORIA VAI FAZER ACELERA SÃO PAULO.

      • Acelera São Paulo…Acelera São Paulo….Acelera São Paulo. Na boa cara, esse lema é tosco demais e vc abraça ele, toda fala sua vem com essa baboseira no fim.
        Respeito sua ideologia política, mas ficar só nessa tecla, e não ver que seu ídolo tá fazendo várias merdas também é inocência demais.

        E o que custa alguém na reunião, questionar o secretário sobre o BRT?

        • pelo contrario Felipe e pra questionar mesmo pois o questionamento faz o gestor errar menos agora mesmo questionei o Ricardo sobre o texto quando ele afirma que e mais um factoide e mostrei pra ele que e uma luta nossa da zona sul e tamos lutando agora pela chegada do metro em Taboão da Serra pois ele hoje esta no Morumbi e falta Vila Vonia Ferreio e Taboão ATE 2024 TEREMOS METRO NO EXTREMO SUDOESTE VOU DEIXAR VOCE NERVOSO MAIS E ASSIM ACELERA SÃO PAULO.

          • E por que ninguém o questionou em tal reunião????

            Como eu disse, só pode ser deslumbre. ai vc mesmo ali em cima disse isso:”não tem deslumbre nem um nas audiencias publicas se descute”.

            Pelo que eu entendi, vc quis dizer que em audiências públicas não se discute…

            Me desculpe,mas sua digitação é muito confusa e cheia de erros, fica difícil de te entender.

  • Acho menos impróvavel prolongarem essa linha até o Jd Angela do que o Metrô “sair” da cidade de São Paulo… Taboão da Serra ? ABC ? Infelizmente terão que se contentar com ônibus. 🙁

  • Outra região que tem que ter um Metrô é a região do ABC. Nada de Monotrilho ou BRT, pois aí já nasceria defasado em atender bem essa região bastante importante da Região Metropolitana de SP.
    Muita gente do ABC vem trabalhar na capital e vice-versa. O Metrô teria uma capacidade ideal pra atender o fluxo sem ficar saturado por um bom tempo.

  • Ricardo eu sempre concordo com o seu texto mais dessa vez eu vou , discordar pois a chegada do metro no jardim Angela não um factoide e uma luta de todos os moradores do extremo sul essas pessoas que estão na foto que eu conheço e sei o nome da sua grande maioria luta muito pelo jardim Angela e lutamos ão lado de Milton leite que esta ai na foto e Geraldo Alckmin lutamos com Mario Covas para que o metro começasse a obra no Capão Redondo pois a engenharia do metro queria começar la na estação santa cruz partissipamos de varias audiencia publica essa luta e nossa não e factoide não meu amigo desculpe voce esta enganado e acelera são paulo

Airway