Linha 17-Ouro no Morumbi será retomada pelo governo Doria

Em palestra na Associação Comercial de São Paulo, secretário dos Transportes Metropolitanos revelou que Metrô fará uma alteração no trajeto do ramal de monotrilho para evitar condomínio próximo ao estádio do Morumbi
foto: Borelli & Merigo Arquitetura
Render da futura estação da Linha 17 ao lado do estádio do Morumbi

O Metrô de São Paulo retomará a construção do trecho entres as estações Morumbi e São Paulo-Morumbi, da Linha 17-Ouro, revelou o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy na última sexta-feira, 6 – a afirmação foi feita durante palestra na Associação Comercial de São Paulo.

Ao falar sobre as obras do ramal, que estão entre as mais complicadas da companhia, Baldy aproveitou para afirmar em primeira mão que o chamado “Trecho 3” será retomado em breve

O secretário explicou que “não era possível chegar ao estádio do Morumbi com a Linha 17 porque ali foram construídas duas torres onde era exatamente o sentido onde a linha do monotrilho passaria”, mas revelou que “o Metrô encontrou uma alternativa” e que será anunciada nos próximos dias.

“Esse projeto vai ser retomado para chegar da estação Morumbi, na Marginal (Pinheiros), passando pela comunidade de Paraisópolis, na avenida Hebe Camargo, e ligando com a Linha 4-Amarela na estação (São Paulo)-Morumbi”.

Baldy não comentou a recente entrada da empresa KPE como sócia da Coesa Engenharia no contrato de obras civis da fase prioritária da Linha 17, mas afirmou que será dada “maior celeridade” aos trabalhos em breve.

O traçado da Linha 17 e suas fases

Trecho polêmico

A fase 3 da Linha 17 é a mais polêmica do monotrilho. Desde que a ideia surgiu, é motivo de reclamações por conta do seu traçado. Uma associação de bairro protestou quanto ao modal por ocupar o canteiro central da avenida Jorge João Saad enquanto o cantor Benito Di Paula teve sua casa desapropriada para abrir espaço para expansão do ramal.

A passagem das vias elevadas pelo Cemitério do Morumbi também virou motivo de protestos, enquanto o condomínio citado por Baldy mudou o projeto de forma a ocupar uma área vizinha à avenida Jules Rimet e assim dificultar o alargamento da via.

Por outro lado, o trecho final da Linha 17 promete trazer uma melhor conectividade à favela de Paraisópolis que, ao contrário de muitos moradores da região, pede pelo ramal do Metrô há anos. Outro projeto que pode se beneficiar da sua extensão é o Parque Global, um imenso complexo multiuso no lado bairro da Marginal Pinheiros e que terá uma estação dentro de sua área.

Total
22
Shares
9 comments
  1. É sempre esse povo tacanho e metido a rico que é contra a mobilidade urbana. Devem ter pneus no lugar dos pés, pois só sabem andar de carro por aí, gastam até o que não tem, mas nunca pisam em um transporte público. Depois reclamam de congestionamentos.

    1. Infelizmente muitos dos mais afortunados tem uma visão mais egoísta meu xará. Quem não se lembra da polêmica em Higienópolis com a estação da linha amarela?

  2. É inacreditável alguém que more em São Paulo, conhece o trânsito da cidade ser contra qualquer tipo de linha de metrô, trem ou monotrilho, uma linha nova beneficia até quem só anda de carro… Não entendo, sério.

    1. Geralmente, os moradores são contra, pois irá atrair “pessoas de outras região” para o seu tão prestigiado bairro. Resumindo, não querem se misturar.

      1. Eu até entendo esse argumento que eles usam apesar de achar um absurdo, mas na prática não ocorre nada disso pq os “bairros deles” não tem nada que atraia as “pessoas diferenciadas”… Minha opinião claro

  3. Boa noite. A empresa Coesa abandonou as obras do BRT em Contagem/MG. Essa mesma empresa é a responsável pela linha 17. A prefeitura de Contagem multou essa empresa por atrasos. Além disso, um funcionário dela comentou neste site sobre atrasos no salário. Provavelmente está com dificuldades. O engraçado foi a disputa judicial para assumir a obra.
    https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2021/08/04/interna_gerais,1292931/contagem-vai-chamar-2-colocada-em-licitacao-para-concluir-obra-em-avenida.shtml

  4. Na visão deles, o metrô pode atrair a criminalidade, pois a região fica mais acessível / conhecida.

Comments are closed.

Previous Post

Baldy volta a prever início das obras do People Mover

Next Post

Confira como estão as obras de ampliação da estação Santo Amaro

Related Posts