Baldy volta a prever início das obras do People Mover

Secretário afirmou em apresentação acreditar que GRU Airport dará início às obras em 60 a 90 dias. Projeto segue sem ser aprovado pelo TCU
Linha de people mover terá 2,6 km de extensão e intervalo de seis minutos (AeroGRU)

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, disse nesta quinta-feira, 5, em palestra a empresários a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que as obras para a construção do “People Mover” que ligará a estação Aeroporto Guarulhos, da Linha 13-Jade, aos terminais de embarque, devem ter as obras iniciadas em até 90 dias.

Sem apontar um fato concreto, Baldy afirmou acreditar que “em 60 a 90 dias o consórcio do aeroporto vai começar aquela obra”.

O executivo chefe da STM também culpou a GRU Airport pela não execução do projeto, eximindo o ex-governador Geraldo Alckmin de não ter levado a Linha 13 até os terminais. “É responsabilidade do Aeroporto de Guarulhos ter realizado o People Mover”, disse Baldy, que ainda lembrou que o sistema foi acordado com a Infraero no começo da década passada.

Ele explicou aos presentes que a Linha 13-Jade sempre teve como objetivo atender o bairro de Bonsucesso, em Guarulhos, e não seguir até dentro dos terminais do aeroporto.

No último dia 27 de julho, a direção da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) aprovou por unanimidade a alteração do contrato de concessão da GRU Airport com o Governo Federal que viabliza a construção por parte da concessionária do monotrilho e a mesma poderá abater o valor do saldo a pagar ao governo (veja detalhes aqui).

O traçado é o mesmo do projeto original da GRU Airport

No entanto, a minuta ainda terá de ser aprovada pelo Ministério da Infraestrutura, aceita pela GRU Airport e autorizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O processo, no entanto, não teve evolução desde maio, segundo histórico do órgão.

Não foi a primeira vez que Baldy fez uma previsão de um desfecho para o People Mover. No final do ano passado, ele havia preconizado o início das obras para janeiro deste ano após o Ministério da Infraestrutura enviar ofício à ANAC autorizando a execução do projeto.

Ocorre que a GRU Airport reluta em aceitar a proposta defendida pelo governo, que envolve executar a implantação do Aeromovel, do consício AeroGRU. O impasse seguia impedindo uma solução até tempos atrás.

Total
3
Shares
12 comments
  1. Não aceitem este soprador de trem gaúcho , é uma fraude de engenharia!
    É o típico barato e ruim !

  2. A Linha 13-Jade, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, liga a capital paulista até o Aeroporto de Guarulhos. Seus três terminais, no entanto, ficam distantes ~1,3 a 2,6 km dos terminais de embarque, e os passageiros precisam utilizar um ônibus circular para completar o trajeto.
    O fato é constantemente criticado por jornais e colunas. Mas dois ex-secretários de transportes metropolitanos do estado, em um texto publicado na Folha de São Paulo, rebateram a “acusação”. A coluna foi assinada por Jurandir Fernandes e Clodoaldo Pelissioni.
    “Difunde-se a ideia de que o governo de São Paulo, então comandado por Geraldo Alckmin (PSDB), fez o serviço pela metade, por falha de projeto ou simples incúria. É uma versão distorcida dos fatos, que confunde responsabilidades e exige correção”, diz o texto.
    Segundo os ex. titulares da pasta, o projeto original previa sim que a estação Aeroporto fosse localizada na entrada do terminal 2. Mas para os ex-secretários, tudo mudou quando o consórcio vencedor para administrar o terminal, o GRU Airport, informou na época que o local destinado à estação de trem deveria ser usado para um shopping, cujas receitas ajudariam a pagar o investimento. A empresa teria se comprometido em construir um monotrilho entre a estação de trem e os movimentados terminais 2 e 3. Esboços teriam sido apresentados.
    O texto também citou que a Linha-13 Jade poderia ter aumento expressivo na demanda no número de passageiros ainda nesta década, caso seja expandida rumo a bairros de Guarulhos.

  3. Alguém pode explicar qual o melhor projeto ? Por que o projeto do sul é tão críticado ?

    1. É só gente que não sabe oq está falando, é como dizer, o Brasil tem “especialistas” demais…

  4. Pq q com o governo federal sempre é um parto fazer qualquer obra? Não estou criticando ministro Tarcísio, que é um dos poucos que vale alguma coisa nesse “governo”, mas sempre é assim, Lula, Dilma, Temer, sempre é uma dificuldade imensa construir uma calçada. Os aeroportos deveriam ser repassados aos Estados, se o Aero Gru fosse do Estado esse trenzinho já estaria pronta há anos, ou melhor a própria linha 13 teria a estação dentro do aeroporto. Eu penso que já passou da hora de reverem esse pacto federativo e principalmente rever qual é o papel do Governo Federal.

    1. Acho que o maior problema não é nem a terceirização de poder sobre as obras e sim a exigência enorme de burocracia nos processos, é preciso muitos documentos e muita gente aprovando, isso torna tudo muito demorado, uma vez que também depende do interesse privado de vários membros desses órgãos

      1. Eu até entendo toda essa burocracia por se tratar de um aeroporto que é uma área internacional, imagino que não seja fácil fazer algo do tipo em qualquer aeroporto internacional, o problema do Brasil é a demora e a falta de clareza quanto cada governo deve fazer ou construir… Na minha opinião falta o gov federal pressionar a concessionária, se tivessem feito isso a linha 13 teria uma estação no terminal 2 e acesso aos outros terminais…

  5. Pq o secretário está reclamando da gru airport? O seu governo é um dos maiores entreguista. O seu governador esteve semana passada num canal do YouTube reverenciando a iniciativa privada. Agora está reclamando justamente da concessionária e q com a infraero estava tudo certo?

Comments are closed.

Previous Post

CPTM faz primeira viagem de teste entre Grajaú e a estação Mendes-Vila Natal

Next Post
foto: Borelli & Merigo Arquitetura

Linha 17-Ouro no Morumbi será retomada pelo governo Doria

Related Posts