Mapa da rede passa a incluir extensão da Linha 13-Jade até Barra Funda e ônibus até Taboão da Serra

Alterações foram realizadas no final de 2023 e incluíram também o Expresso Tiradentes e mudanças nos nomes das estações.
Novo mapa da rede metropolitana incluiu novos serviços (Jean Carlos)
Novo mapa da rede metropolitana incluiu novos serviços (Jean Carlos)

A rede de transporte sobre trilhos evolui constantemente. Conforme novos empreendimentos são entregues, o mapa da rede precisa ser atualizado. Mas, apesar de em 2023 nenhuma nova estação ter sido entregue, o mapa passou por adequações.

Na última versão, datada de dezembro de 2023, o mapa passou a incluir equipamentos importantes para a mobilidade, além da simplificação de informações.

Veja o mapa completo de linhas de metrô e trens metropolitanos

Um dos aspectos que foram acrescentados foi a extensão operacional da Linha 4-Amarela até Taboão da Serra. Prevista em contrato, a ViaQuatro precisa manter um serviço de ônibus gratuito até a construção da nova estação na cidade vizinha.

Ligação entre Vila Sonia e Taboão da Serra (STM)
Ligação entre Vila Sonia e Taboão da Serra (STM)

A chegada do serviço Expresso Aeroporto na estação Palmeiras-Barra Funda também ensejou mudanças na comunicação visual. Agora, ao invés de carregar a tradicional cor esverdeada da Linha 13-Jade, o serviço é destacado com a cor preta. Nas estações a comunicação também segue este padrão.

Expresso Aeroporto (STM)
Expresso Aeroporto (STM)

Outra mudança foi a inclusão, pela primeira vez, do Expresso Tiradentes no mapa da rede metropolitana. O sistema do tipo BRT circula em vias segregadas, promovendo maior agilidade. Mas, como o próprio mapa ressalta, não há integração gratuita com a rede sobre trilhos.

Expresso Tiradentes (STM)
Expresso Tiradentes (STM)

Outro ponto importante é a adoção dos naming rights em algumas paradas, além de alterações como a da estação Vila Sônia, que passou a incluir o nome da Professora Elisabeth Tenreiro, vítima de um ato de violência.

Siga o MetrôCPTM nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Para o ano de 2024 um dos fatos de maior relevância será a entrega da estação Varginha da Linha 9-Esmeralda. Empreendimentos futuros como a extensão da Linha 2-Verde e a operação da Linha 6-Laranja deverão remodelar radicalmente o mapa atual.

Total
0
Shares
Antes de comentar, leia os termos de uso dos comentários, por favor
15 comments
  1. Acredito ser totalmente desnecessário os naming rights serem inclusos no mapa, a cada arremate de alguma estação serão milhares de mapas dentro dos trens e estações que precisam serem “atualizados”. Fora a irrelevância para nós passageiros, pouco provável alguém dizer que irá descer na estação da Ultrafarma ou da Besni.

    O Expresso Tiradentes (Expresso Sacomã, na verdade), é um serviço combalido que a SPTrans só mantém pelo fato ter sido uma obra de valores estratosfericos e seria uma polêmica desativá-lo.

    O mesmo perdeu relevância, principalmente com a L2 passando pelo Sacomã e o fato das regiões de Parque Dom Pedro e Sé não serem mais pontos de interesse e nem grandes polos de emprego como se tornou a Zona Sul e Avenida Paulista. Peca também ele estar distante das estações Mooca e Ipiranga da L10.

    Acredito que o mesmo teria um fôlego se fosse estendido até Santana pela Estado e Cruzeiro do Sul fisgando alguns passageiros das L1 e 2, e também com a pretensão da PMSP de remodelar o Parque Dom Pedro e integrar o terminal principal a estação da L3.

    1. Bem ou mal, o Expresso Tiradentes retira passageiros da L2 em V. Prudente e em Sacomã (ou ao menos evita que mais pessoas peguem a L2).

      Desativar o E.T. e, por conseguinte, jogar mais pessoas ainda numa linha (L2) que vai começar a se saturar em demasia a partir de 2027/28, não seria nem um pouco bem-vindo.

      Além do mais, o centro histórico, apesar da perda de importância e de postos de trabalho ao longo do tempo, ainda assim tem bastante comércio e emprega bastante gente, basta observar o Terminal Parque D. Pedro II nos horários de pico, ou mesmo, por exemplo, a saída/entrada de pessoas pelas linhas de bloqueio (para a rua/da rua) em estações como: Sé, Anhangabaú, República, São Bento.

      1. Victor, eu não sou a favor da desativação do ET, pelo contrário, acredito que foi uma mega obra polêmica que foi inaugurada defasada mesmo.

        Minha opinião mesmo é na defesa do mesmo ser espandido rumo a Santana e a PMSP trabalhar nos arredores do tal, principalmente na região do Ipiranga, onde se concentra poucas moradias, pontos de interesse, é uma região degradada e violenta.

        1. Concordo, Gabriel.

          Investiram muito para ser subutilizado e rodar com meros ônibus articulados (a diesel ainda por cima).

      2. Expresso Tiradentes é mais importante do que parece SP não deve abrir mão de um bom brt como ele.gostei que mudaram as cores do expresso aeroporto separando da linha 13 jade como estava antes confundia as pessoas agora separado da linha 13 fica claro que e outra linha.Em 2027 o mapa ter grandes mudanças.

  2. O expresso tirantes deveria virar um serviço de metrô leve, e expandido, seria bem mais rápido e eficiente

  3. a estação Carrão é a prova que de nada serve este Naming Rigth. está um lixo a pintura externa da cobertura…

    1. Naming right significa que a ela pagou pra ter o nome na estação, não que o Assaí vai bancar a manutenção do edifício.

  4. a proposito, o expresso tiradetnes esta em reparos- sabem dizer o que sera feito e quando sera normalizado ?

  5. Sugestão da matéria pro site: por que o Governo do Estado abandonou a expansão da Linha 12 pra Suzano mesmo depois de gastar milhões de reais na nova estação e posteriormente com os novos acessos e a terceira via na plataforma que é subutilizada.

    1. Posso estar equivado, mas pelo que sei, não há espaço suficiente para 2 vias da L12 até Suzano.
      Então, teria de sair “rasgando” tudo ao redor para expandir a L12. Ou fazer uma reconfiguração das vias da L11 neste trecho (o que nem sei se seria possível e/ou se ajudaria).
      Enfim, talvez isto não seja tão vantajoso.

      1. Não tem mesmo. Mas a ideia na época era ocupar parte das faixas da Avenida Brasil, que corre ao lado e é uma via subutilizada.

    2. Ah, me parece que a 3ª via da estação Suzano será/seria para operar com o loop Barra Funda–Suzano, em vez de retornar de Guaianases.

Comments are closed.

Previous Post

Metrô assina contrato para levantamento complementar de desapropriações da Linha 20-Rosa

Next Post

Metrô irá reduzir horário de funcionamento de bilheterias em 16 estações a partir de segunda, 15

Related Posts