Metrô implantará dispositivos de segurança no sistema de energia da Linha 2-Verde

A instalação dos novos equipamentos atende a norma NR-10 e promoverá melhores condições de segurança para os funcionários da manutenção evitando manobras indesejadas
Cubículos de média tensão (Jean Carlos)

O Metrô de São Paulo publicou na semana passada a licitação para a instalação de dispositivos que impeçam a energização de equipamentos no sistema de energia da Linha 2-Verde. A implantação dos novos itens vão garantir maior segurança aos funcionários nas intervenções para manutenção.

Segundo a especificação de serviço emitida pelo Metropolitano, deverão ser fornecidos pela empresa contratada materiais e insumos para a instalação da proteção especial. 

Os equipamentos contemplados com as melhorias fazem parte do sistema de média tensão, tração, baixa tensão de estações, subestações primárias e pátio de manutenção na Linha 2-Verde

Segundo o documento, a implantação das proteções visa “cumprir a legislação vigente e garantir a segurança dos empregados e instalações”, além de atender ao  item 10.5.1.b da Norma Regulamentadora NR-10.

Este item trata da questão do impedimento de reenergização dos equipamentos de seccionamento envolvidos na segurança elétrica, estabelecendo condições que impeçam a reversão indesejada do seccionamento efetuado, visando assegurar ao trabalhador o controle sobre aquele seccionamento.

O Metrô trabalha com 8 soluções para adequar os equipamentos às normas vigentes. São elas:

1 – Média Tensão: Substituição dos fechos existentes
2 – Média Tensão: Instalação de dispositivo de impedimento de reenergização nos disjuntores de 22kV
3 – Média Tensão: Fornecimento de equipamento de bloqueio do disjuntor
4 – Tração: Adequação dos cubículos das seccionadoras de 750Vcc
5 – Tração: Adequação das seccionadoras de isolação 750Vcc dos cubiculos de tração
6 – Tração: Substituição dos fechos dos seccionadores de 750Vcc
7 – Tração: Adequação das fechaduras dos cubículos das seccionadoras de isolação e retificadoras dos cubículos de tração
8 – Baixa Tensão: Substituição dos fechos lingueta dos quadros de baixa tensão 460Vca

Os documentos de licitação estabelecem como prazo contratual o período de 17 meses, sendo 12 meses para a execução dos objetos do contrato.

Em linhas gerais, as melhorias no sistema de proteção de energia da Linha 2-Verde representam ganhos significativos na segurança dos funcionários que atuam na manobra e na manutenção dos sistemas de energia, onde muitas vezes o nível de tensão pode gerar acidentes fatais.

Total
10
Shares
Previous Post

Conpresp abre processo para tombar sede do Sindicato dos Metroviários em SP

Next Post

Trem Intercidades: TCU aprova renovação da concessão da MRS

Related Posts