CPTM Destaques Metrô de São Paulo

O que pode e é proibido nos trens do Metrô e da CPTM?

Saiba o que é permitido transportar dentro das linhas de metrô e de trens metropolitanos em São Paulo
Bicicletas dentro de trem da CPTM
Bicicletas dentro de trem da CPTM

Não é de hoje que vemos vez ou outra algum passageiro viajando no Metrô ou CPTM com “itens” surreais. Um dos casos mais notórios foi uma imensa cobra flagrada na estação Tatuapé levada por alguns usuários que obviamente sabiam da infração que estavam cometendo. Mas afinal o que pode e não pode ser levado nos trens? O site preparou uma lista com as principais dúvidas. Confira:

Animais

Eram proibidos até pouco tempo, mas no início do ano o governo do estado sancionou uma lei que permite que animais de pequeno porte (até 10 kg) possam ser levados dentro do transporte coletivo. Mas para isso é preciso que eles estejam acomodados em containers apropriados e que o acesso seja feito fora do horário de pico (das 4h40 até as 6h; das 10h às 16h e das 19h até meia-noite).

Há exceções caso o animal esteja seguindo para algum procedimento cirúrgico desde que possa uma solicitação formal do médico veterinário. Cães-guia continuam permitidos em qualquer horário.

Volumes

O regulamento das companhias determina que volumes com dimensões de até 150 x 60 x 30cm podem ser transportados desde que não causem transtornos aos demais passageiros. Eles também não podem ser pesados a ponto de precisar de mais de uma pessoa para carregá-los. Exemplos de itens volumosos autorizados são pranchas de surfe, bicicletas dobráveis, skates e patins que devem estar embalados ou com capa protetora.

Bicicletas

O acesso de bicicletas que não sejam dobráveis obedece a horários mais restritos. Em dias úteis elas podem embarcar apenas após às 20h30, já aos sábados, a partir de 14h – nos domingos e feriados elas são permitidos durante toda a operação. No entanto, elas só podem ficar no último vagão e desde que não excedam quatro unidades e após o embarque dos demais passageiros.

Bebidas alcoólicas, drogas ou cigarros

Parece óbvio que esses itens sejam proibidos, mas nem sempre são levado a sério, mas não se pode transportar ou consumir quaisquer tipo de drogas. Quanto aos cigarros e bebidas álcoólicas, eles não podem ser consumidos a bordo ou dentro das estações e plataformas, mesmo em áreas abertas. Também é proibido viajar embriagado ou sem autocontrole.

Comércio e serviços

De longe, a regra mais quebrada dentro das duas companhias, a venda de mercadorias sobretudo nos trens é proibida. Também não é permitido oferecer ou executar serviços dentro das dependências das estações e composições. Afixar cartazes e publicidade ou pedir esmolas também não são permitidos.

Armas de fogo, explosivos, materiais inflamáveis e tóxicos

Os produtos com potencial de causar sérios ferimentos ou morte aos passageiros são estritamente proibidos. Armas de fogo só podem ser transportadas com autorização.

Pregação, divulgação publicitária, política, teatrais ou musical

Não é permitido qualquer tipo de expressão que incomodem os passageiros como pregação religiosa, divulgação publicitária ou política assim como apresentações teatrais ou musicais, estes últimos que se tornaram comuns nos últimos anos.

Acesso preferencial

Pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência assim como idosos, gestantes e pessoas com crianças de colo têm uma série de preferências como evitar filas para compras de bilhetes, passar pelas cancelas ou acessar os trens além de fazer uso dos assentos se for o caso. Até mesmo o uso de sanitários de funcionários é possível caso não existe um local público e desde que solicitado a um membro da estação.

Viajar sentado no piso do trens

Outra cena comum, mas proibida, a viagem sentado no piso dos trens deve ser evitada por atrapalhar a circulação dos usuários assim como por ocupar praticamente o espaço de outro passageiro em pé. Também não é permitido sentar em muretas e escadas das estações.

Som em volume alto

Uma das maiores reclamações recebidas pelas empresas diz respeito ao uso de aparelhos sonoros em volume alto, mesmo em fones de ouvido. Trata-se de um comportamento proibido nos trens assim como cantarolar em voz alta.

Saiba mais nos sites do Metrô e CPTM.

Tem alguma dúvida não descrita acima? Viu algo errado ou desatualizado? Comente abaixo que atualizaremos o mais breve possível.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

3 Comentários

Click here to post a comment
  • Não deve proibir de camelôs vender coisas no trem, estão levando o ganha pão para a família deles, ou então a CPTM e o metrô da emprego para eles com carteira assinada, o Brasil não apóia o trabalhador honesto, quer formar só vagabundo e assaltantes não deixando eles trabalharem honestamente.

    • Se proibido já tem tanto camelô, imagina se fosse permitido? Deixaria de ser transporte coletivo para ser uma feira popular.

    • claudio voce esta equivocado a função do metro e cptm e transportar pessoas não da emprego essa sim e função de outros orgaõs por tanto tem que parar de vender qualquer mercadoria e tem que ser energica a ação dos seguranças venda so fora da estação ou participe de licitação e monte um quiosque la dentro da estação

Airway