Programa ‘Cliente do Amanhã’ abre as portas para alunos na Linha 5-Lilás

Concessionária que opera o ramal de metrô promoveu uma visita às suas instalações para alunos de escola no Capão Redondo. Site acompanhou ação
Alunos de escola publica na Zona Sul foram alvos da ação (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A concessionária ViaMobilidade, responsável pela operação e manutenção da Linha 5-Lilás de metrô, promoveu no último dia 15 uma ação social bastante interessante. O programa “Cliente do Amanhã” visa trazer para as crianças um pouco da magia do sistema metroferroviário integrando conhecimento e responsabilidade social. O site teve a oportunidade de acompanhar de perto esta visita e traz aqui os detalhes.

A visita se iniciou na estação Capão Redondo, na zona sul de São Paulo. Os protagonistas desta ação foram crianças com idade entre 6 a 10 anos da E.E. Profª Zenaide Avelino Maia que se localiza nas imediações da estação.

As crianças estavam sendo acompanhadas por monitores da ViaMobilidade e por professores responsáveis. Para que a visita fosse melhor organizada, os alunos foram separados em pequenos grupos. Logo no início já é possível notar as importantes mensagens sendo repassadas.

Os grupos de crianças estavam segurando uma faixa amarela. A ação não só garantia a segurança e agrupamento das mesmas como também ensinava a importância do aparato de segurança presente em todas as estações. Aliás, a preocupação com a integridade dos alunos foi um dos pontos de destaque da visita. Agentes de segurança alinhavam estratégias operacionais para promover uma viagem tranquila para todos.

Partindo da estação Capão Redondo, os grupos tomaram o trem para a estação Largo Treze. Ao longo da viagem as crianças observavam o trem e as vias com olhar de curiosidade. Ao desembarcar na estação Largo Treze, os mesmos protocolos de segurança foram aplicados, mais uma vez dando ênfase à “faixa amarela”.

A ViaMobilidade também mobilizou uma funcionária responsável pela segurança do trabalho. Apesar da relação do cargo com as atividades laborais é sempre importante ter a presença de uma profissional especializada que avalia os riscos e mitiga quaisquer tipo de problemas.

O tour pela estação foi marcado pela exposição das ações de cultura e sustentabilidade promovidas na Linha 5-Lilás. O programa Leitura na ViaMobilidade incentiva o compartilhamento de livros e motiva este importante hábito nos passageiros. São diversos nichos alocados em todas as estações da Linha 5.

As ações de arte são importantes manifestações culturais. Na estação Largo Treze os alunos puderam prestigiar a exposição Cambada produzida pelo artista plástico Uberê Guelé. Os monitores passavam por todos os painéis realizando explanações aos alunos sobre cada uma das artes, levando-as à reflexão.

Antes de prosseguir viagem, as crianças se posicionaram para uma fotografia em uma das estruturas montadas na estação que retrata uma composição da Frota P, um dos tipos de trens que circulam pela Linha 5-Lilás, sendo uma das mais modernas do sistema metroviário.

A visita pela estação continuou com uma parada no painel “O Poder das Palavras”. Uma ação conjunta entre ViaMobilidade, a ONG Parceiro da Educação e o Instituto CCR propôs a seguinte reflexão aos alunos: Quais palavras têm o poder de alegrar o coração? A resposta se resume em dezenas de desenhos coloridos ressaltando palavras como Amor, Paz, Amizade, entre tantas outras.

Finalizando a visita pela estação, as crianças passaram por outras duas ações sociais. A primeira é a campanha para recolhimento de tampinhas de plástico nas estações. Essas tampinhas serão revertidas para uma ONG que ajuda pessoas em tratamento contra o Câncer.

Outra ação social é feita em parceria com a Cartoon Network. A campanha “O Mistério dos Brinquedos Perdidos” protagonizada pelo personagem Scooby-Doo visa incentivar a doação de brinquedos que serão repassados para instituições sociais que atendem a população vulnerável em São Paulo.

Após a visita às exposições, os alunos voltaram para a estação Capão Redondo e de lá tomariam o trem com destino ao Pátio Capão Redondo, uma das principais áreas de manutenção da ViaMobilidade. Com a composição estacionada e sob a supervisão de um operador, as crianças puderam fazer uma visita na cabine da composição.

O ambiente restrito geralmente mexe com o imaginário das crianças que ficam surpresas com a quantidade de informações dispostas em um console repleto de telas e botões. Os alunos entraram em grupos pequenos e conforme faziam perguntas o operador responsável sanava-as de forma simples e didática.

Antes de partir para a última parte da visita, os alunos foram acomodados em uma sala onde receberam lanches e um kit de higienização composto por máscaras e álcool em gel. Cabe citar que durante a pausa as crianças respeitaram o distanciamento social ressaltando a preocupação com os cuidados sanitários durante a visita.

Na última etapa da visita, os alunos tiveram a oportunidade de adentrar ao CCO, o Centro de Controle Operacional. A Linha 5-Lilás possui um CCO dedicado desde a sua construção no início dos anos 2000. Lá as crianças puderam ver um pouco das rotinas de operação que envolvem profissionais extremamente gabaritados para cuidar da operação dos trens, segurança pública, energia elétrica, entre outros.

O ambiente possui isolamento termo acústico, o que facilita o trabalho dos funcionários que estão em contato direto com os funcionários em campo. Conforme iam passando pelos consoles, uma das colaboradoras responsáveis pelo centro de controle explicava às crianças a função de cada uma das telas. Sem dúvida, foi um dos principais momentos da visita.

Mobilidade Humana

O programa “Cliente do Amanhã” buscou trazer aos jovens cidadãos uma perspectiva diferente do sistema metroferroviário abrangendo diversas áreas. O cuidado com a segurança e a promoção de uma atitude responsável dentro dos trens e estações, o incentivo às artes e a cultura através das ações sociais desenvolvidas pela ViaMobilidade traz uma aspecto mais humano para a visita.

Ao mesmo tempo que existe espaço para responsabilidade social também foi dada a oportunidade para os alunos terem contato com as áreas operacionais da Linha 5-Lilás. A visita na cabine de um dos trens desenvolve o imaginário e, em alguns casos, pode fazer aflorar a vocação pelo setor metroferroviário. No CCO, as crianças puderam ver que existe um cérebro por trás de toda a operação que comanda e gerencia todas as atividades na Linha 5-Lilás.

Conversamos com a Diana Siqueira, Coordenadora de Sustentabilidade da ViaMobilidade, sobre o programa Cliente do Amanhã.

Em linha gerais, o feedback tanto das crianças como da instituição de ensino é bastante positivo. A visita não somente contribui no aspecto técnico, mas sobretudo na formação de passageiros mais conscientes e comprometidos com a segurança e seu impacto positivo no mundo.

Total
22
Shares
7 comments
    1. Tem várias ações sociais dos funcionários do Metrô que infelizmente não são divulgadas aqui. Inclusive antes da pandemia, o próprio metrò tinha ações com turmas de escolas públicas, deficientes visuais, e que nunca foi divullgado aqui. É só procurar que vai encontrar.
      Mas infelizmente os editores deste site não são imparciais. O que afeta a credibilidade.

      1. Aurélio, conheço e reconheço tais ações por parte da Companhia do Metropolitano.
        Já realizei algumas visitas, seja por iniciativa própria ou a convite do Metrô, porem isto foi anterior a minha participação no site.

        Em suma creio que abrir as portas das empresas para que o passageiro possa conhecer um pouco da rotina de operação é uma atitude que se reflete positivamente na percepção do passageiro, transformando sua visão acerca do transporte metroferroviário e reconhecendo sua importância.

    2. Eu lembro que em 2000, 2001, a CPTM reservava o primeiro carro para ações com alunos de escola pública conhecer a empresa. Não sei se o procedimento foi interrompido, mas essa iniciativa não é inovadora

      E essa coisa de cliente me irrita. Cliente é quem compra sapato, roupa, vai no restaurante. Usuário de transporte público não é cliente. Transporte público é serviço essencial, o usuário faz uso porque precisa, nao porque quer comprar um produto por capricho

    3. Na realidade o Metrô possui um amplo programa de visitas aberto ao publico. É um roteiro bastante semelhante ao que foi apresentado na matéria com uma visita ao CCO e um passeio de cabine.

      As visitas foram suspensas por conta da pandemia.

Comments are closed.

Previous Post

Confira os vídeos de novembro das obras do Metrô

Next Post

Estação Jardim Colonial deve estrear com trem ‘bate-e-volta’ na próxima semana

Related Posts