Projeto da extensão da Linha 15-Prata até a estação Ipiranga deve ser recontratado neste semestre

Com quase 2 km, trecho ligará a estação Vila Prudente até a Linha 10-Turquesa da CPTM, mas deve provocar polêmica ao retirar moradores de comunidade
A estação VIla Prudente tem valorizado seu entorno desde 2010 (SDDCJE/Wikimedia)

O Metrô de São Paulo deverá retomar em breve os projetos que envolvem a extensão da Linha 15-Prata até a estação Ipiranga. A informação consta de e-mails trocados com empresa que havia sido selecionada para realizar o alteamento de linhas de transmissão que passam pelo futuro traçado do ramal de monotrilho. Segundo esses documentos, os serviços que envolvem também o projeto da via permanente e da estação Ipiranga da Linha 15 deverão ser recontratados neste semestre.

Com cerca de 2 km de extensão, o novo trecho ajudará a aliviar a demanda que hoje se dirige à estação Vila Prudente da Linha 2-Verde. Os passageiros com destino ao centro de São Paulo poderão então fazer uma baldeação em Ipiranga para seguir pela Linha 10-Turquesa, da CPTM que hoje tem o Brás como estação terminal. No entanto, o governo estuda uma forma viável de levá-la até Luz, o que tornaria a conexão da Linha 15 mais atraente.

Desde o ano passado, o Metrô tem retomado os planos da extensão, que havia sido suspensa em 2015 no momento da assinatura do contrato. A empresa Deletros, que deveria ter realizado os estudos de alteamento, acabou tendo a licitação anulada pela companhia, que não havia adjucado o contrato até hoje. Nesse período, diz o Metrô, houve mudanças no escopo que farão a companhia lançar uma nova licitação desses projetos.

Com eles em andamento, será possível então contratar uma empresa para realizar as obras civis e de sistemas para levar o ramal até Ipiranga. O consórcio Expresso Monotrilho Leste (CEML) inclusive já fará parte da ampliação das vias a partir de Vila Prudente.

Vale lembrar que ao levar a Linha 15 até Ipiranga, no futuro os passageiros poderão realizar uma baldeação para a Linha 5-Lilás no mesmo local. A extensão a partir da estação Chácara Klabin consta do planejamento do Metrô e aliviaria ainda mais a Linha 2-Verde. No entanto, essa obra não tem qualquer previsão conhecida.

O caminho até Ipiranga é curto, mas um tanto complexo

Desapropriações

Para levar a Linha 15-Prata até a nova estação terminal, contudo, exigirá delicadas desapropriações. No caminho planejado para as vias existe a comunidade de Vila Prudente, que terá parte do terreno utilizado pelo Metrô. A companhia tem avisado os moradores que serão atingidos pela obra há alguns meses, mas ainda não teria oficializado a retirada dessas pessoas. Em redes sociais, representantes da comunidade têm reclamado do governo por se negar a discutir os planos do projeto.

A Linha 15 deve seguir seu caminho pela avenida Professor Luiz Ignácio Anhaia Melo e ocupar um espaço ao lado do viaduto Grande São Paulo. A via elevada então cruzará a Linha 10-Turquesa para então fazer uma curva no sentido noroeste e seguir paralela ao ramal da CPTM. Já a estação Ipiranga do monotrilho deverá ficar do lado esquerdo da sua homônima, bem próxima do viaduto Capitão Pacheco Chaves. Espera-se que no projeto seja contemplada a ampliação e modernização da parada da Linha 10.

Em declarações durante a inauguração de três estações da Linha 15, o secretário Alexandre Baldy afirmou que o governo pretende iniciar as obras desse trecho ainda em 2020.

Total
164
Shares
6 comments
  1. A região onde se encontra a Estação Ipiranga é em um fundo de vale, paralela quase que totalmente ao Rio Tamanduateí, portanto sujeita a inundações constantes como em Março de 2019, não existe solução para isto mundialmente, com o exemplo de Veneza na Itália, portanto é fundamental que na sua reforma o sistema seja elevado, semelhante ao que aconteceu na Estação Tamanduateí (Antiga Vemag) ou se corre o risco de se reconstruir um sistema obsoleto, esta observação vale também para aquele projeto de BRT ou quaisquer outros previsto a substituir a Linha 18-Bronze.

    Lembrando que de acordo com o planejamento do Metrô / CPTM, é a de estender ás Linha 5-Lilás que hoje é terminal na Chácara Klabin, assim como também à Linha 15-Prata que hoje é terminal na Vila Prudente de forma concomitante as tornando terminal no Ipiranga, a fim de descongestionar a Linha 2-Verde, a qual já é uma das linhas mais concorridas de São Paulo, tratando-se de uma solução lógica até esta nova Estação Integradora Ipiranga na Linha 10-Turquesa, que possui três linhas regulares, e que atualmente e se encontra subutilizada a qual devera ser totalmente reformada inclusive com atenção especial a drenagem, e com acesso a plataforma da linha central que hoje não existe e ampliada em uma atitude sensata, e deveriam ser priorizadas antes de se iniciar quaisquer outras linhas, pois sua alta demanda crescente reprimida exige esta ação prioritária.

  2. Se realmente sair do papel será excelente, trazendo inúmeros beneficios aos usuários, creio que o principal seja o “alívio” na Estação Vila Prudente, que hoje por ser ponto final da Linha Verde e ponto inicial da Linha Prata vira um caos em horário de pico.

    1. Tão importante é quanto esta mudança do terminal da Linha-15, é a preparação e o planejamento para receber a Linha 5-Lilás no mesmo local, conforme plano diretor e informado aqui neste blog.

      Desta forma deveria- se evitar propor aquele cruzamento que aparece na ilustração acima sobre a Linha 10, para o lado esquerdo para quem vai para a Luz, reservando-o para Linha 5-Lilás, mudando o para o lado direito a chegada da Linha 15.

      Agindo desta forma este projeto eliminará estes dois cruzamentos desnecessários nesta nova Estação Integradora Ipiranga da CPTM, pois a chegada de ambas se dará de forma paralela.

  3. “No entanto, o governo estuda uma forma viável de levá-la até Luz, o que tornaria a conexão da Linha 15 mais atraente”. Você saberia dizer qual seria este estudo? Porque eu só ouço falar que a linha 10 não irá até a Luz.

  4. Apenas uma contribuição acessa matéria.
    No que fiz respeito a comunicação do metrô com a Comunidade da Vila Prudente eu sou da comissão de moradores da Favela e o metrô não tem feito nenhuma comunicação apenas quando nós tentamos provocar a comunicação.
    Temos propostas para apresentar ão Metrô que não tem tido a devida atenção, ja Temos tentado reuniões que não são atendidas.
    Apenas com respostas que está trabalhando no trajeto e nenhuma possibilidade de conversa com os Moradores

Comments are closed.

Previous Post

Ampliada, Linha 15-Prata tem movimento de passageiros frustrante em janeiro

Next Post

Quando os antigos trens da Linha 5-Lilás voltarão a ser usados?

Related Posts