Metrô suspende construção de trecho da Linha 2-Verde em Guarulhos até 2023

Metrô assinou aditivo com a construtora Mendes Júnior que “congela” obras do lote 7 do projeto, que inclui as estações Paulo Freire e Dutra, em 24 meses
Projeção da plataforma da estação Dutra, da Linha 2-Verde (Tetra)

O Metrô de São Paulo assinou nesta quinta-feira, 25, um novo aditivo do Lote 7 da obra de expansão da Linha 2-Verde que é motivo de frustração para os moradores de Guarulhos, segundo município mais populoso do estado. Trata-se da suspensão por dois anos da construção das estações Paulo Freire e Dutra, o que “congelará” o contrato até 31 de março de 2023.

O documento não esclarece motivos para a amarga decisão, mas evidencia que a promessa de levar a Linha 2-Verde até Guarulhos continua a ser um grande desafio para o governo do estado. O Lote 7 foi contratado junto à construtora Mendes Júnior, atualmente em recuperação judicial e da qual consta uma advertência por conta de descumprimento contratual nas obras da Linha 5-Lilás.

As obras de expansão da Linha 2-Verde até Dutra foram licitadas em 2013 e os contratos, assinados em setembro de 2014, divididos em oito lotes. No entanto, diante das incertezas econômicas da época, o governo Alckmin decidiu suspender o projeto até que a situação melhorasse.

Ao assumir em 2019, o governador João Doria retomou a obra, mas apenas parcialmente, entre Vila Prudente e Penha, com oito estações. O trecho seguinte, que inclui as estações Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra, ficaria para uma segunda liberação, porém, desde então a gestão atual posterga a ordem de serviço.

O trecho em construção da Linha 2-Verde e à direita as três estações suspensas

Linha 2 em Guarulhos só após a Linha 19-Celeste

Levar a Linha 2-Verde até Guarulhos significa atrair uma demanda bastante elevada para o ramal o que, segundo documentos internos do Metrô, poderia tornar a operação bastante sobrecarregada.

A constatação surgiu nas diretrizes do projeto básico da Linha 19-Celeste, que atenderá Guarulhos com um serviço direto até o centro da capital paulista. Segundo um documento da gerência de projetos do Metrô, “foi tomado como premissa que a Linha 19-Celeste seja construída antes da extensão da Linha 2-Verde até a estação Dutra (também no município de Guarulhos)”.

O departamento técnico do Metrô reforçou esse aspecto ao afirmar que “a prioridade da Linha 19 sobre a Linha 2 e outras linhas da Rede de Transportes também reflete nos dados de demanda de usuários e nas integrações intermodais, com destaque para as estações Dutra e Guarulhos”.

Não se sabe se a decisão da companhia de postergar a construção do trecho envolve falta de recursos, problemas com a Mendes Júnior ou uma mudança de prioridades – o site questionará o Metrô a respeito e atualizará esse artigo se receber alguma resposta.

Além do lote da Mendes Júnior, há também o lote 8, que inclui o pátio de manutenção Paulo Freire e está contratado junto ao consórcio Cetenco‐Acciona‐Ferreira Guedes. Outros dois lotes, o 2 e o 6, estão parcialmente em execução em trechos até Penha. Nesses casos, o Metrô ainda não publicou qualquer suspensão por enquanto.

Total
69
Shares
2 comments
  1. Este argumento que se levar a Linha 2-Verde até Guarulhos significa atrair uma demanda bastante elevada para o ramal o que, segundo entendimentos do Metrô, poderia tornar a operação bastante sobrecarregada não possui fundamento plausível, visto que com a extensão da Linha 13-Jade além de solucionar a sua baixíssima demanda ociosa de 16 mil contra uma capacidade de mais de 120 mil, ao invés de se lançar novas linhas como esta Linha 19-Celeste que só será viável após a década de trinta.
    Com seu prolongamento trecho pós estação Aeroporto Guarulhos ainda nesta década com quatro estações Jardim dos Eucaliptos, São João, Presidente Dutra e Bonsucesso que levarão o ramal para uma região carente de transporte no entorno do aeroporto, onde iria aguardar a chegada da Linha 2-Verde em que seria construído um pátio e um terminal de manutenção de trens, desta forma Guarulhos terá CPTM e Metrô ainda nesta década, uma vez que é uma opção mais econômica e de mais rápida execução.
    Causa estranheza esta insistência em se levar a Linha 13-Jade até após o Brás, sem a expansão das linhas se sobrepondo a supercarregada Linha 11-Coral que é a de maior demanda do sistema com 7,1 passageiros por m² sem ampliar as linhas existentes, uma pane irá travar além dela as Linhas 12-Safira e 11-Coral.

  2. Mas que surreal, linha 19 chegando em Guarulhos antes mesmo da linha 2? É realmente uma incrível decepção tamanho atraso e potencial de país perdido.

Comments are closed.

Previous Post

Após previsão, governo oficializa leilão das linhas 8 e 9 da CPTM em 20 de abril

Next Post

Entenda como o governo Doria permitiu à ViaMobilidade expandir a Linha 5-Lilás até Jardim Ângela

Related Posts