Linha 5

Tatuzão da Linha 5-Lilás se aproxima da estação Chácara Klabin

Tuneladora deixou a estação Santa Cruz em dezembro e deve chegar à conexão com a Linha 2-Verde em março
Chegada do tatuzão na nova estação Santa Cruz (foto: Metrô)
Chegada do tatuzão na nova estação Santa Cruz (foto: Metrô)
Chegada do tatuzão na nova estação Santa Cruz (foto: Metrô)
Chegada do tatuzão na nova estação Santa Cruz (foto: Metrô)

Os trabalhos de escavação da Linha 5-Lilás realizados com os shields, popularmente conhecidos como ‘tatuzões’, se aproxima do fim. Das três máquinas usadas no trecho entre Adolfo Pinheiro e Chácara Klabin, uma delas já concluiu seu trabalho em dezembro. Das outras duas, a ‘Lina’, que escava na região do Campo Belo, deve chegar ao final do percurso entre o final deste mês e março. Já o shield duplo, o maior deles, saiu da estação Santa Cruz em dezembro e já percorreu metade do caminho até Chácara Klabin.

Assim que chegar ao local, onde será feita a conexão com a Linha 2-Verde, os tatuzões terão atingido todas as novas estações em construção na extensão – 10 paradas ao todo.

Embora o Metrô e o consórcio responsável não revelem uma data exata, afinal de contas, o trabalho pode sofrer imprevistos, tudo leva a crer que isso ocorrerá em março, mais tardar, abril. De lá ainda faltará um pequeno trecho de 360 metros até o poço Dionísio da Costa, onde será feita sua desmontagem (veja mapa do avanço dos tatuzões abaixo).

Veja a posição dos tatuzões em fevereiro de 2016
Veja a posição dos tatuzões em fevereiro de 2016

Previsão para 2017 e 2018

A extensão da Linha 5 é considerada crucial para reequilibrar a distribuição de passageiros na rede ao criar uma ligação direta entre a Zona Sul de São Paulo e centro da cidade. Não é à toa que a obra mantém o ritmo, ao contrário de outras linhas que passam por problemas de execução.

Ainda assim, o prazo para início de operação prevê a inauguração das primeiras três estações apenas no ano que vem. A ligação completa, no entanto, só deverá ocorrer em meados de 2018.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment

Airway