Tatuzão da Linha 6-Laranja voltará a escavar túneis em agosto

Retomada da construção dos túneis ocorrerá quase sete meses após acidente com interceptor de esgoto da Sabesp. Tuneladora norte deverá partir em novembro
Parede onde a tuneladora sul deverá partir após chegar à estação Santa Marina (Jean Carlos)

A Acciona, construtora responsável pela Linha 6-Laranja, confirmou nesta quinta-feira, 21, que o “tatuzão” que foi encoberto por esgoto em acidente ocorrido em fevereiro voltará a escavar e montar os túneis do ramal de metrô a partir do final de agosto.

A informação foi revelada pelo governador do estado, Rodrigo Garcia, em visita às obras da estação Santa Marina. A chamada “Tuneladora Sul” partiu do poço VSE Tietê em dezembro do ano passado com destino à estação São Joaquim, devendo percorrer um trecho de cerca de 10 km.

Quando havia acabado de derrubar a última parede para atingir o poço SE Aquinos, em 1º de fevereiro, o equipamento foi inundado por esgoto que vazou de um enorme interceptor da Sabesp, localizado na Marginal Tietê. O material acabou atingindo vários túneis e poços conectados que só foram esvaziados várias semanas depois.

Segundo Lúcio Mateucci, diretor da Acciona, o tatuzão está sendo reparado neste momento e depende da chegada de materiais e equipamentos importados para ser completamente recuperado, o que deve acontecer nos próximos 40 dias.

A expectativa do governo e da Acciona é que os cerca de sete meses de atraso sejam recuperados à partir de setembro a fim de entregar a Linha 6-Laranja até o final de 2025.

O tatuzão da Linha 6 no SE Aquinos (Reprodução/Redes sociais)

Tuneladora Norte

Além do tatuzão que já estava em atividade, a construtora prepara a partida de um segundo equipamento, a “Tuneladora Norte”, que escavará cerca de 5 km em direção à Brasilândia, em trecho predominantemente de rochas. O início dos trabalhos está marcado para novembro, segundo Garcia.

O governador não quis apontar uma causa para o acidente, afirmando que o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) está investigando o ocorrido. Ainda de acordo com ele, a obra da Linha 6 atingiu um total de 9 mil pessoas em atividade, pico de empregos gerados. Em janeiro deste ano, existiam 5 mil funcionários nos canteiros.

Total
20
Shares
7 comments
    1. O da L4 passou pela Paulista não aconteceu nada o acidente da marginal a culpa foi a da sabesp não tem manutenção

      1. é isso é bem claro, já que as obras da L6 começaram antes do túnel da sabesp ser construído, então o erro claramente é da sabesp, uma vez q o projeto do metrô foi feito antes, e executado antes também

      2. Na verdade a L4 aconteceu um acidente bem grave que retirou a vida de várias pessoas (estação Pinheiros), o incidente da L6 foi levíssimo até

  1. A empresa tinha todas as informações do local. Especialistas do metrô encontraram a mesma situação na linha 5 e fizeram reforço para passagem do equipamento. No percurso da linha têm algumas falhas geológicas com água.

  2. Falaram que essa linha laranja ia passar no Cambuci e Aclimação tô vendo que isso nunca vai sair

Comments are closed.

Previous Post

CPTM assina aditivo para projeto de gerenciamento das obras da Linha 9-Esmeralda até Varginha

Next Post

Obras de extensão da Linha 15-Prata até a estação Jacu Pêssego têm início

Related Posts