Confira como estão as obras da Linha 13-Jade até Barra Funda

Em novas imagens é possível observar as equipes trabalhando na nova rede de dutos que abrigará cabos de sinalização, energia e telecom. Conclusão é prevista para o final de 2024.
Dutos que serão instalados ao lado das vias (Jean Carlos)

As obras que ocorrem atualmente na região entre a estação Luz e Palmeiras-Barra Funda são essenciais para possibilitar a expansão das linhas 11-Coral e 13-Jade para a região oeste. A expectativa é de entregar o empreendimento até o fim de 2024

Atualmente os serviços ocorrem com foco na melhoria das vias e na instalação de cabeamento. O presidente da CPTM, Pedro Moro, divulgou em suas redes sociais novas imagens das obras.

Segundo a postagem, as equipes estão “realizando trabalhos de infraestrutura para a passagem dos dutos do sistema elétrico, sendo eles a parte de alvenaria, execução de canaletas, socaria manual da via, envelopamento, escavação mecânica e lançamento.”

A estrutura de cabeamentos possui diversas funções importantes para viabilizar uma operação efetiva e segura. Será através destes dutos que irão passar os cabos do sistema de telecomunicações, sinalização e energia.

Além disso, os trabalhos na via permanente permitirão a revisão do traçado das linhas, garantindo maior estabilidade e segurança na operação. A retirada de interferências e de pórticos antigos irá conferir maior confiabilidade ao sistema de rede aérea.

As obras também contemplam melhorias no trecho oeste da estação Palmeiras-Barra Funda. A área existente passará por mudanças que poderão possibilitar a manobra de trens, garantindo mais agilidade, além da adoção de estratégias operacionais.

A chegada da Linha 13-Jade até a estação Barra Funda permitirá que os passageiros tenham mais opções de deslocamento e de transferência, com destaque ao terminal intermodal. Da mesma forma, a chegada da Linha 11-Coral abre espaço para a melhor distribuição de passageiros da região central da cidade, melhorando o fluxo e diminuindo as baldeações.

Total
1
Shares
2 comments
  1. Deveriam estudar a viabilidade de se fazer uma linha expressa da Barra Funda ao Aeroporto de Guarulhos e deixar as estações da Luz e Bras para as linhas de trens metropolitanos. Esta linha expressa entre a Barra Funda e o Aeroporto poderia ser concedida à iniciativa privada com a condição de se construir o people mover da estação de trem até os terminais do Aeroporto de Guarulhos. Poderia ter uma parada na estação Cecap para ter uma integração com a rodoviária de Guarulhos.

    1. Acho que a integração na Luz é até mais importante do que a da Barra Funda, por integrar com as linhas 1 e 4 do metrô. O problema é a falta de espaço dessa estação.

Comments are closed.

Previous Post

Estação Vila Sônia inicia operação integral nesta terça-feira, 10 de maio

Next Post

Metrô lança licitação para aquisição de vidros para portas de plataforma da Linha 15-Prata

Related Posts