A CPTM anunciou neste final de semana que está realizando o desvio das vias da Linha 9-Esmeralda a fim de abrir espaço para a construção da plataforma da futura estação João Dias. Neste domingo, a via sentido Grajaú foi desmontada e os trens passarão a utilizar uma nova via construída ao lado da ciclovia que está desativada.

Segundo a companhia, no próximo domingo será concluída a segunda parte do desvio, com a desativação da via sentido Osasco. A partir daí os trens passarão ao largo do local da estação por um período de cerca de dois anos, até que a obra esteja na reta final e as vias definitivas sejam concluídas. Nas últimas semanas, a construtora Telar, responsável pela obra, havia instalado a rede aérea paralela e assentado os trilhos da via provisória, trabalho feito sob supervisão da CPTM.

De acordo com o presidente da empresa, Pedro Moro, a estação João Dias deverá ser inaugurada em 2022. Ela é a primeira estação proposta pela iniciativa privada e bancada quase que integralmente pela empresa Brookfield, dona de um empreendimento corporativo em frente ao local e que há quase uma década tentava doar o projeto ao governo, sem muito sucesso. O ineditismo da situação e a burocracia do estado, no entanto, fizeram a estação demorar a sair do papel. O conjunto Sigma Towers, que abriga hoje os escritórios da multinacional Nestlé, entre outros, ficou pronto há alguns anos mesmo tendo atrasado bastante tempo.

Além da plataforma, a Telar já trabalha no acesso da estação, que fica dentro do terreno da Sigma Towers. Segundo a CPTM, a estação João Dias terá um movimento diário de pouco mais de 10 mil pessoas, o que a tornará uma das menos movimentadas da linha, mas essa situação deve mudar ao longo do tempo, já que é natural que haja um adensamento da região graças à facilidade trazida pela parada.

A estação João Dias deverá ser operada pela futura concessionária das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda que, segundo previsão do governo, deve ser leiloada no início de 2021. A empresa terá a tarefa de adequar sistemas e vias da estação, segundo apresentação do projeto de concessão.

Trabalho de desvio das vias deve ser concluído no próximo domingo (CPTM)