Destaques Linha 18 Metrô de São Paulo Opinião

Doria está prestes a cometer o maior retrocesso em mobilidade de São Paulo

Se for confirmada, troca da Linha 18-Bronze do Metrô por um corredor BRT no ABC Paulista levará décadas para ser superada
Se confirmar o BRT para o ABC, João Doria terá sido o primeiro governador a trocar uma linha de metrô por ônibus em São Paulo (GESP)

A cena já pode ser imaginada: o governador João Doria, ao lado dos prefeitos do ABC Paulista, fará uma ode ao BRT, o corredor de ônibus que empresta soluções metroviárias para parecer um modal tão capaz quanto uma linha ferroviária. “Mais barato”, “mais rápido”, “moderno”, “vantajoso”, “diferente de um corredor de ônibus”, “inteligente”, devem ser os termos que povoarão o discurso do governador. Na verdade, eufemismos de um desastre urbanístico anunciado.

Se realmente anunciar o fim da Linha 18-Bronze do Metrô – como tudo leva a crer que fará nesta quarta-feira às 11h30 -, João Doria terá cometido o maior retrocesso em transporte público da história de São Paulo. Até hoje, nunca uma linha de metrô foi cancelada nesse estágio, em que milhões de reais foram desperdiçados após a população do ABC esperar pacientemente por cinco anos pela sua implantação – e que se fosse realizada como planejado já estaria entregue desde 2018.

Linhas de metrô podem atrasar, ter fases suspensas ou trajetos alterados, mas nunca são substituídas por um modal adaptado para uma função que não é a sua. Se de fato trocar uma linha ferroviária por um corredor de ônibus, o governador do PSDB estará condenando uma região com mais de 3 milhões de habitantes a um atraso em mobilidade de décadas.

“Se realmente anunciar o fim da Linha 18-Bronze do Metrô, João Doria terá cometido o maior retrocesso em transporte público da história de São Paulo”

Sim, porque o horizonte para um novo projeto levará anos para sair do papel por mais que Doria sinalize que, por exemplo, pretenda lançar o projeto da Linha 20-Rosa, de metrô pesado, em sua gestão. Além do monotrilho da Linha 18-Bronze e de um VLT estudado pela CPTM partindo de Santo André, desconhece-se atualmente qualquer outro projeto por trilhos para o ABC Paulista.

Fato é que esses projetos estão em estágio tão inicial que serão precisos vários anos para que estejam prontos para um suposta licitação. Pelo histórico de construção de linhas subterrâneas, certamente o metrô só chegaria à região na década de 2030, em uma hipótese extremamente otimista.

Em outras palavras, moradores do ABC continuarão distantes da rede metroferroviária de São Paulo, que nos últimos anos tem ganhado importância na mobilidade da região metropolitana. O consolo será ver a Linha 10-Turquesa receber algum tipo de modernização, com novos trens, quem sabe reformas em suas estações decadentes e um sistema de sinalização capaz de reduzir intervalos.

Para chegar à ela ou qualquer outra linha, no entanto, será preciso utilizar os corredores de ônibus e suas implicações urbanísticas. Uma visão que os moradores do ABC terão de suportar por muito tempo.

Trecho do corredor ABD em Diadema: ônibus no papel que deveria ser do trem, como nas cidades mais ricas do mundo (Reprodução/Google)

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

7 Comentários

Click here to post a comment
  • Parabéns pela matéria Ricardo, acompanho vários sites relacionados ao tema e sem demagogia alguma o seu é o meu favorito, admiro sua coragem em expor sua opnião, sempre embasada em argumentos técnicos, da quais eu compactuo firmemente.

    A indignação minha é gigantesca no momento, minha vontade era proferir várias palavras de “baixo calão” para falar sobre “O GESTOR”,mas como sou uma pessoa educada e respeito muito esse site é melhor eu me conter.

    Como vc bem frisou esse será o maior retrocesso já visto em relação a mobilidade urbana, parece que estamos fadados a viver eternamente com políticos que pensam para trás, utilizando um modal que é o simbolo de países subdesenvolvidos.
    Vale também lembrar que o maior retrocesso até em então, foi a destruição do ramal que ia de Arthur Alvim até Guaianases, passando por Itaquera antiga e XV de Novembro, na onde foi construída uma porcaria de avenida no local.

    Enfim, hoje vai ser um dia que entrará para história,mas de maneira bem negativa…

  • ainda bem graças a Deus que eu não votei no João Dória eu não fiz essa loucura que isso é uma prova que o João Dória é um péssimo governante é uma prova de uma competência astrofísica de desdém para quê com a população do grande ABC e nas urnas jamais votar nesse homem eu não voto no João Dória de jeito nenhum porque ele está provando ser um incompetente um incapaz ao tirar o sonho do ABC terminou no entanto eu me orgulho de dizer que eu não votei no Dóriaporque ele tá fazendo isso que é para beneficiar a dona Beatriz que a Imperatriz dos transportes aqui que a rainha dos transportes aqui e como ela é da auto elite eles também é ele tá fazendo isso só para beneficiar ela e no entanto isso é uma prova que nas eleições tem que boicotar as eleições voto nulo ou em quem já morreu.

  • O “”””””””””””””””Gestor””””””””””””””” ganhou a eleição para governador no segundo turno com uma diferença pífia de 2,5%.

    O “””””””””””””””””Gestor””””””””””””””” acha que está com a pompa toda para cometer uma irresponsabilidade dessas, só pode ser isso.

    Diferença de 2,5%.

    O “”””””””””””””””””Gestor””””””””””””””” sonha em lançar candidatura à Presidência da República.

    Mas esse “”””””””””””””””””Gestor”””””””””””””””” é muito sonhador mesmo.

    E continuará sonhando por toda a eternidade pois de São Paulo não conseguirá apoio algum.

    Não haverá mais 2,5% que salvarão o “””””””””””Gestor””””””””””” de perder para algum candidato desconhecido da vida pública popular.

    Ê “””””””””””””””Gestor””””””””””””””””, sabe que o ABC tem 3 milhões de paulistas, né?

    Não é igual na cidade de SP que o paulistano ainda consegue se virar com outras linhas de Metrô.

    Tua fama tá muito ruim na RMSP, “””””””””””””””””Gestor”””””””””””””””””””.

    Não se esqueça, “”””””””””””Gestor”””””””””””””, quem elege político é o povo.

    Será que 3 milhões correspondem a 2,5%?

    Fica a questão no ar.

  • “Desde 2009 era esperado um monotrilho para conectar a região do ABC à Linha 2-Verde. O projeto era criar uma linha nos moldes da Linha 15-Prata.

    No entanto, os planos mudaram por conta do alto custo e prazo de entrega desse modelo, segundo o governo do estado. Os prefeitos da região da região do ABC, junto com o vice-governador e Secretário de Governo, Rodrigo Garcia, e o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, optaram por mudar o projeto para uma linha de BRT.

    A previsão de custo da linha de monotrilho era de cerca de R$ 6 bilhões, segundo o governo. Já o novo projeto de BRT deve custar R$ 680 milhões e ser entregue em até 18 meses.”

    Vai se informar antes de passar informação inutil.

  • Kkkkk dória vai ser lançado a presidente do Brasil. Depois do cancelamento da linha 18 bronze ele jogou toda sua “boa gestão” no lixo. Ou se coloca monotrilho ou metrô 🚉. BRT é retrocesso. Xau dória

  • Falta mesmo é os prefeitos das cidades que serão atendidas chegarem junto na verba para construir o “metrô intermunicipal”
    Querer todos querem mas o tema e maior e demanda mais estudos do que qualquer comentário feito aqui impacto ambiental ,desapropriação leis municipais autorizando essa ou aquela empresa operar transporte de passageiros e por aí vai

Airway