Destaques Linha 2 Metrô de São Paulo

Em julho, estação Vila Madalena terá operação em apenas uma plataforma

Interdição ocorrerá entre os dias 5 e 28 para instalação das portas de plataforma . Para chegar até a estação da Linha 2-Verde será preciso trocar de trem
Trem do Metrô na estação Vila Madalena: intedfição em uma das plataformas durante julho (GESP)

O Metrô interditará uma das plataformas da estação Vila Madalena da Linha 2-Verde a partir da sexta-feira (5) para dar seguimento à instalação das portas de plataforma (PSD). Os trabalhos ocorrerão até o dia 28 quando a operação normal será retomada, informou a companhia.

Enquanto os serviços durarem, será preciso mudar de trem na estação Clínicas para seguir até Vila Madalena e vice-versa, um incômodo que o Metrô buscou diminuir ao máximo ao programar a interdição justamente para o período de férias escolares. Segundo a companhia, o impacto será sentido por cerca de 38 mil passageiros durante o período, que ainda terão de esperar 8 minutos para ir de uma estação à outra.

Os trabalhos de instalação das portas de plataforma faz parte do contrato vencido pela empresa Alstom, por conta da implementação do sistema CBTC de sinalização nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. A mudança da forma como o carrossel de trens circula pelas três linhas pretende torná-las mais capazes de transportar pessoas, mais precisas e seguras, e as portas de plataforma são parte desse processo.

Por enquanto, apenas a Linha 2 opera com o CBTC, mas nos próximos meses ele deverá chegar às demais linhas. Quando fechou o contrato com a Alstom, o Metrô incluiu as PSDs nas estações terminais dos três ramais. Hoje apenas Vila Prudente já foi construída com elas, assim como as estações intermediárias Tamanduateí e Sacomã.

Estação Vila Prudente da Linha 2: portas de plataforma foram instaladas ainda durante a construção (Mingrone Iluminação)

Já Vila Madalena, inaugurada antes de o Metrô licitar o novo sistema, só poderia receber as portas assim que o CBTC estivesse pronto. E é isso que tem ocorrido nos últimos meses, desde que os trabalhos foram iniciados. Hoje a parada já conta com alguns postes e outras partes, mas o trabalho mais difícil será feito nas próximas semanas.

Uma situação semelhante ocorrerá até o primeiro semestre de 2021 quando o CBTC estiver pronto nas linhas Azul e Vermelha. Será a vez então de Jabaquara e Tucuruvi (Linha 1) e Barra Funda e Corinthians-Itaquera (Linha 3) passarem pelo mesmo processo de Vila Madalena.

O Metrô acredita que a instalação das portas permitirá a redução do número de interferências nas linhas, o que refletirá em uma maior regularidade além de uma segurança para os passageiros ao evitar quedas na via, por exemplo. Por essa razão, a companhia assinou contrato com o consórcio Kobra para instalar as portas em outras 36 estações das três linhas que têm previsão de ficarem prontas até meados de 2024.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway