Entenda como será o novo túnel de ligação entre as estações Paulista e Consolação

Jean Carlos
Licitação que selecionará a empresa que construirá a nova estrutura tem data de entrega das propostas marcada para março de 2021
Túnel de ligação entre a Linha 2 e Linha 4: alívio a caminho

No ultimo dia 23, o Metrô de São Paulo tornou publica a licitação para a construção de um novo túnel ligando as estações Paulista da Linha 4-Amarela à estação Consolação da Linha 2-Verde. A integração é conhecida por ser uma das mais movimentadas do sistema e, com o aumento contínuo da demanda (freada temporariamente pela crise do COVID-19) uma nova intervenção se faz necessária. Vamos destilar as principais informações obtidas no edital e anexos para que possamos ter uma visão mais ampla sobre esse tema.

Justificativa

Não é de hoje que os passageiros veem e sofrem cotidianamente com a lotação no sistema metroferroviário. Essa é uma situação que não se limita apenas a lotação nos trens, mas também as famosas baldeações. Um dos gargalos mais importunos é o que existe hoje entre as Linhas 2 e 4 do Metrô. Basicamente composta por uma série de túneis, essa transferência vem enfrentando constantemente os problemas causados pela lotação, provocando desconforto aos passageiros.

Esquema da atual transferência entre as Linhas 2 e 4

Basicamente, podemos dividir o percurso entre as linhas em 3 segmentos. Partindo da estação Consolação encontramos o primeiro túnel com comprimento de 90 metros. Sua largura era compatível com 3 esteiras rolantes e uma rampa (há de se lembrar que as esteiras foram removidas da estação). O segundo túnel, já na área da Linha 4, possui 37,6 metros de comprimento sendo dotada de 3 escadas rolantes e 1 fixa. O último túnel possui 43,6 metros de comprimento e 5,5 metros de largura, essa tem como final o mezanino da estação Paulista.

Um estudo encomendado pelo Metrô revelou que em 2015 o fluxo de passageiros na transferência era de 22.500 passageiros por hora, um número que na época já era responsável pela desconfortável “marcha dos pinguins”. A estimativa é e que em 2030 esse volume aumente em assustadores 50% do fluxo, atingindo um tráfego de 34 mil passageiros. É com esse cenário em vista que surge a inescapável necessidade de realizar uma obra dessa envergadura.

Obras

A construção do novo túnel será realizada utilizando dois métodos construtivos diferentes, o NATM (New Austrian Tunnelling Method) e o VCA (Vala a Céu Aberto). Esse ultimo será utilizado para a escavação do novo Poço de Ventilação contemplado no projeto.

Nas imagens a seguir podemos ver a planta e os cortes do projeto. Observe que ele está dividido em três segmentos. O primeiro túnel que sai da área da Linha 2, próximo a entrada das salas técnicas de Consolação e vai até o poço de ventilação.  O próprio poço de ventilação, onde uma linha para contagem de passageiros será instalada, e por fim o segundo túnel, atingindo a estação Paulista da Linha 4-Amarela.

Divisão de segmentos do túnel
Corte do Túnel: à esquerda, o túnel atual da estação Consolação e ao seu lado o poço que servirá de acesso para as escavaçõe. Á direita, o mezanino da estação Paulista (CMSP)

Ao total, o túnel deverá cerca de 90 metros de comprimento e vencerá um desnível de quase 5 metros em rampa máxima de 6%.  É possível ver nas imagens a seguir os locais de onde serão escavados os túneis da nova transferência.

Além das próprias obras civis, a empresa que vencer a concorrência deverá realizar o remanejamento de estruturas elétricas na Linha 2-Verde, sendo elas: Tração, Média Tensão, Telecomunicações e Sinalização. Deverá haver também a instalação de sistemas de alimentação elétrica e telecomunicações para a Linha 4-Amarela.

Prazos

Um dos pontos mais importantes de qualquer projeto é o prazo. A entrega das propostas para a licitação está marcada para o dia 09 de março de 2021, lembrando que o critério de julgamento será o menor preço. O período do contrato é de 43 meses (3 anos e 7 meses), sendo 36 meses (3 anos) para execução das obras propriamente ditas.

Foi também divulgado uma tabela de datas marco com uma estimativa de como será o andamento do projeto. Vale destacar que alguns pontos do projeto só se iniciam após a ordem de serviço emitida, portanto algumas das datas foram acrescidas de suas respectivas OS. Confira as principais datas:

  • Ordem de Serviço – Implantação da Obra Civil (200 dias)
  • Impermeabilização/Revestimento Secundário do poço (200 dias + 205 dias)
  • Shaft para remanejamento de cabos da Linha 2 (200 dias + 350 dias)
  • Acabamento dos Túneis (200 dias + 505 dias)
  • Paisagismo (200 dias + 795 dias)

 

  • Ordem de Serviço – Projetos Executivos e Implantação de Sistemas (345 dias)
  • Remanejamento de cabos da Linha 2 (345 dias + 270 dias)
  • Comissionamento do Sistema de Alimentação Elétrica (345 dias + 545 dias)
  • Comissionamento de Sistemas Auxiliar (345 dias + 545 dias)
  • Comissionamento do Sistema de Telecomunicações (345 dias + 560 dias)
  • Conclusão da implantação dos sistemas (345 dias + 590 dias)

Caso o contrato seja assinado ainda em março de 2021, o prazo máximo para entrega deste empreendimento será outubro de 2024. Considerando as previsões expostas pelo Metrô, de franco crescimento da demanda de passageiros que utilizarão a transferência entre Consolação e Paulista, a obra virá em momento oportuno trazendo alívio no gargalo hoje existente, além do conforto e segurança, garantias inegociáveis para os passageiros de todo o dia.

Total
125
Shares
15 comments
  1. Mais que necessário obras por melhorias no fluxo de passageiros, é desastroso vivenciar diariamente este cenário multidões aglomerados a beira do colapso, pondo em risco a saúde e integridade humana.
    Que seja pra ontem esta obra os usuários merecem respeito e segurança.

  2. Mal planejamento. Como tudo que envolve as obras do metrô e monotrilho. Primeiro fazem a obra. Depois, os remendos. Esticadinhos.

  3. Mais de 3 anos de construção para um túnel de 90m? E eu que imaginava que já encontrava-se pronto…

  4. Em 2018 anunciaram essa obra a cargo da linha 4 e entregue em um ano, agora criam uma nova licitação que levará 3 anos para ser entregue. Realmente é criar dificuldade para vender vantagem para alguém, não tem outra explicação. Será que ninguém previu tal.demanda? Da a entender que foi “mal feito” de propósito.

  5. 3 anos pra construir um túnel peatonal de 90 metros? Nesse mesmo prazo um país sério/comprometido consegue fazer uma.linha de 90 km com os trilhos, estações e acessos…que vergonha

  6. Preocupado com a população, o governo do estado gastou com projeto terceirizado, que também procura soluções para “acomodar” os passageiros que são em número superior ao estimado; Lamentavelmente não pretendem nem de longe, trazer conforto ao cidadão que vê seu dinheiro arrecadado com impostos exorbitantes, escoando pelo ralo da corrupção em desvio de verbas que seriam destinadas a um transporte sobre trilhos, com dignidade.

  7. Sério que vai ser assim? Vão aliviar a parte da escada, mas a parte das esteiras/rampas vai continuar tudo igual? Pois a ligação está sendo feita do acesso da estação paulista ao trecho entre as escadas e as rampas. Ou seja, daqui a pouco tempo (ou melhor, quando inaugurar) vão ter que pensar em um terceiro túnel para aliviar esse trecho.

  8. Mais uma falha dos arquitetos planejadores do Metrô de SP, demonstrando que estão despreparados para calcular a demanda de passageiros, e o dimensionamento das obras Metrô ferroviárias, principalmente quando se trata de integração de Linhas.

  9. Vale lembrar que o fluxo se mantém nas entradas e saídas do metrô, que cotidianamente estão lotadas, o correto seria ampliar também essas áreas, não ampliando o trajeto até elas, mas ampliando seu acesso. Em dias de chuva nos horários de pico inúmeros passageiros ficam esperando na chuva para poderem entrarem nas estações.

  10. O gargalo do primeiro túnel vai continuar, o túnel novo vai pegar no meio do primeiro túnel então não vai resolver nada. A boca do túnel da Consolação ainda é a mesma para todos.

  11. Só 90 metros, é so fazer como no japao, esteiras rolantes q ficara muito barato e rapido de se fazer….agora fazer metro pra isso fala serio…jogar dinheiro fora, ah mais nao posso esquecer é gestao do PSDB, associaçao de malfeitores de SP, agora tem um prefeito safado que aumentou seu salario e de seus secretarios em 46%, tirou a gratuidade dos idosos no transporte publico e fora um governador playboy q so ta fazendo besteira, vai pagar um bilhao de multa pra deixar o transporte publico ao amiguinho dele de Sao Bernardo do campo, era um metro q iria ajudar o povo do ABC….lastima isso…

Comments are closed.

Previous Post

Em relatório, Metrô diz que Linha 2-Verde até Guarulhos não é prioritária

Next Post

Metrô de São Paulo fecha década com extensão 47% maior do que em 2010

Related Posts