De uma parada modesta, pouco acessível e quase vazia para uma estação movimentada, integradora, interligando três linhas de grande capacidade. Essa transformação tem tudo para acontecer na estação Ipiranga, da Linha 10-Turquesa da CPTM. Atualmente ela tem recebido uma média de menos de 7 mil passageiros por dia, segundo dados de março, mas esse cenário deverá mudar completamente caso os planos do Metrô saiam do papel. E quais são eles?

Nada menos do que levar até Ipiranga as linhas 15-Prata e 5-Lilás. Dos dois projetos, o do monotrilho é o mais adiantado e praticamente garantido (melhor não contar com nada antes de estar pronto em se tratando de obra pública). A Secretaria dos Transportes Metropolitanos sinalizou a retomada dos planos de levar a Linha Prata da estação Vila Prudente até a Linha 10 desde o ano passado.

O projeto surgiu anos atrás quando o Metrô constatou que a demanda de passageiros em Vila Prudente comprometeria o funcionamento da Linha 2-Verde. A solução foi estender o ramal por 1,5 km e levá-lo até a CPTM. Com isso, usuários que, por exemplo, tomariam a Linha 2 até Tamanduateí para chegar à Linha 10 seguirão por mais uma estação, ganhando tempo e ajudando a desafogar o caminho atual.

O objetivo do governo é licitar o trecho o mais breve possível e para isso os estudos de implantação estão sendo revisados. A nova estação do monotrilho ficará bem ao lado da parada da CPTM, como mostra a projeção na abertura do artigo e produzida pelo escritório de arquitetura GPO Sistran, que foi responsável pelo seu projeto executivo.

O projeto de reforma e ampliação da estação Ipiranga da Linha 10-Turquesa foi levado em conta nos planos do monotrilho (Systra)

Não se sabe se esse projeto permanecerá válido, mas caso seja ele revela uma estação bem diferente do padrão da Linha 15 e num sentido positivo. Em vez de plataforma central, a nova estação terá plataformas laterais, cobertura integral e laterais envidraçadas, com brises, aparentemente. A imagem mostra também o projeto de reforma da estação da CPTM em linha com o que foi feito por outro escritório, o da Systra, que prevê uma nova plataforma central coberta, além de uma passarela de ligação com o lado leste. A localização da estação bate com outras informações disponíveis, ou seja, ao sul do viaduto Pacheco Chaves.

Se o projeto for viabilizado até o ano que vem é possível que a Linha 15-Prata chegue em Ipiranga entre 2023 e 2024, dependendo da situação econômica do estado.

Ligação com a Zona Sul

Mais distante, mas não menos importante será a extensão da Linha 5-Lilás de Chácara Klabin até Ipiranga. A mudança de planejamento do Metrô é antiga, mas somente há um mês um mapa da companhia apresentou o traçado oficialmente. Até então estimava-se que o ramal operado pela ViaMobilidade seguisse até a futura estação São Carlos, também na Linha 10, ou ficasse da mesma forma, dando lugar para a Linha 13-Jade ser esticada até Klabin.

No entanto, o Metrô concluiu que levar a Linha 5 até Ipiranga desde que a Linha 15 também estivesse lá seria uma forma de reduzir ainda mais a dependência de Vila Prudente, que de quebra está em obras para atingir Guarulhos. Com essa nova configuração, a ligação entre a Zona Leste e a Zona Sul passará a ser feita em Ipiranga com apenas uma baldeação em vez de duas atualmente.

Ou seja, haverá uma divisão saudável de fluxos, com a vantagem adicional de atrair também os passageiros da Linha 10 com destino à Linha 5. Esses “nós”, como são chamados, são o melhor exemplo de uma rede eficiente e que permite diversas possibilidades de viagem com apenas uma troca de trem. Infelizmente, a rede paulista ainda carece dessa densidade de pontos de conexão por enquanto, mas os próximos anos serão providenciais nesse sentido já que qualquer novo projeto criará vários novos cruzamentos.

O mapa do Metrô e em destaque o novo papel da estação Ipiranga na rede metroferroviária (CMSP)

Embora ainda seja cedo para estimar qualquer intenção de levar a Linha 5 até Ipiranga, é possível presumir que o traçado será majoritariamente ou totalmente subterrâneo. Como mostra o mapa do Metrô, serão duas estações intermediárias até Ipiranga, Ricardo Jafet, ao lado de um supermercado Extra na avenida com o mesmo nome, a estação Bom Pastor, na esquina dessa via com a rua dos Patriotas, e há poucos metros do Parque da Independência e do Museu do Ipiranga.

Já a estação Ipiranga da Linha 5-Lilás deverá ser subterrânea, aproveitando um dos terrenos ou galpões ao lado da velha parada da Linha 10 para ser escavada. Essa nova “super estação” tem potencial para transformar seu entorno, hoje quase todo ocupado por galpões e pequenas empresas. Sem dúvida, se os planos se concretizarem, a paisagem por ali será bem diferente e agitada do que hoje.

Leia no Lulica
Insônia, aumento de apetite, problemas de visão 29/9/2020