Destaques Linha 1 Linha 2 Linha 3

Estações do Metrô podem ser fechadas aos finais de semana para instalação de portas de plataforma

Medida é estudada para agilizar trabalhos de instalação dos equipamentos que interferem no acesso aos trens

O presidente do Metrô de São Paulo, Silvani Alves Pereira, durante um encontro com jornalistas, disse que estações das Linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha, poderão ser fechadas aos finais de semana para a instalação de portas de plataforma.

A medida, segundo Silvani, seria uma tentativa de acelerar o processo de implantação dos equipamentos a pedido do governador João Doria. A companhia está contratando empresas para instalar o equipamento, e pelo cronograma inicial, as barreiras só teriam os trabalhos concluídos em 2024.

Os equipamentos ajudam bastante na segurança dos usuários. Os casos de invasão dos trilhos aumentaram cerca de 41% entre 2015 e 2017. Entre as ocorrências estão atos de vandalismo, queda acidental e atentado contra a própria vida.

Apenas uma pequena parte das estações da Linha 2-Verde conta com as portas, além da estação Vila Matilde, da Linha 3-Vermelha.

As declarações sobre a tentativa de agilizar os trabalhos vem em um período em que vídeos circulam na internet de um passageiros de 3 anos, que ficou sozinho na plataforma da estação Santa Cruz, e acabou morto após acessar um túnel e ser atingido por um trem.

O processo de licitação das portas está em curso e prevê 88 equipamentos em 36 estações. Paralelo a esta concorrência, está sendo instaladas os equipamentos em Vila Madalena, fruto de um outro contrato para instalação do sistema CBTC.

About the author

Redação

4 Comentários

Click here to post a comment
  • Um ALTO custo q realmente nao é a soluçao ao problema. O mesmo caso seria: Vamos proibir a venda d facas, pois as pessoas se cortam constantemente, ou vamos proibir a fabricaçao d carros pois os acidentes continuam ocorrendo com muitas vitimas. Devemos sim educar as pessoas e puni-las caso desrespeitem as normas do metro.
    New Yor USA, com a maior rede metroviaria do mundo nao resolveu esta situaçao instalando portas nas estaçoes.
    Acredito q existam empresas “interessadas” na instalaçao destas portas ……sabem qual a razao, né !!??

    • Discordo. A sua analogia não é adequada: facas e carros são ferramentas, que precisam ser efetivamente usadas para produzir algum efeito. Assim, para eles de fato é preciso que as pessoas sejam educadas (inclusive, punidas) para os manusear corretamente. As portas, por outro lado, são justamente para conter uma ação potencialmente negativa dos usuários. Alguém que empurra outra pessoa nos trilhos (como aconteceu ano passado, salvo engano) ou que tenta se suicidar não está preocupada, naquele momento, com as regras e punições aplicáveis. O primeiro já é crime (homicídio ou tentativa) e o segundo não espera viver para sofrer as sanções. Não tem como educar as pessoas para que elas “evitem entrar na via” – ninguém entra propositalmente na via para obter alguma vantagem (como seria o caso, por exemplo, de furar fila), mas sim por acidente (como no caso do menino de 3 anos) ou com intuito de lesionar, seja da própria pessoa ou de quem a jogou.

    • Independentemente das “empresas interessadas” (que podem ser devidamente contidas com uma licitação bem feita), as portas de plataforma permitiriam proteger melhor os usuário e inclusive diminuir a quantidade de ocorrências diárias, melhorando a circulação. Nova Iorque tem um dos metrôs mais antigos do mundo, talvez seja tecnicamente complicado instalar portas de plataforma lá. E mesmo que seja viável, só porque eles não fizeram não quer dizer que esteja correto. Salvo engano, há portas de plataforma em várias outras cidades na Europa e Ásia – especificamente, Tóquio noticiou a implantação para as Olimpíadas recentemente (https://diariodotransporte.com.br/2017/11/26/japao-decide-instalar-portas-plataformas-em-estacoes-de-trem-e-metro-antes-das-olimpiadas/).

Posts mais compartilhados

Airway