Futura estação Vila Formosa deve esperar ao menos dois anos pela passagem do ‘tatuzão’

Poço teve a escavação principal concluída nesta semana e agora consórcio abrirá o túnel de via onde ficarão as plataformas. Atraso no início dos trabalhos da tuneladora, no entanto, deve manter canteiro sem grandes atividades até 2023 ou 2024
O poço da estação Vila Formosa: espera pelo tatuzão (CMSP)

O descompasso nas obras de extensão da Linha 2-Verde até Penha deverá se intensificar nos próximos anos. Como alertado por este site, os problemas para liberar o Complexo Rapadura já afetam o cronograma de implantação do projeto de 8 km e oito estações.

Durante cerimônia de início das escavações do primeiro tatuzão da Linha 6-Laranja, nesta quinta-feira (16), o secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, revelou que a tuneladora da Linha 2 deve iniciar sua operação entre 2023 e 2024 apenas.

“Para 2023, 2024, nós devemos ter mais uma tatuzão operando, que é o da Linha 2, que é outra obra relevante, a segunda maior obra da região metropolitana”, explicou.

A situação já vinha se desenhando desde que os trabalhos no Complexo Rapadura foram iniciados em setembro deste ano, cerca de um ano após o previsto. O consórico responsável pela obra afirmou recentemente que esperar concluir a vala que receberá o tatuzão no final de 2022.

A estação Vila Formosa (CMSP)

No entanto, ainda será preciso encomendar a tuneladora, algo que ainda não parece ter ocorrido, segundo declarações de Galli. O CML2 está analisando propostas da alemã Herrenknetch e de grupos chineses. Só então o equipamento será fabricado e depois enviado de navio ao Brasil.

Por conta desse processo, é bastante sensato crer que a previsão do secretário esteja correta, com o início das escavações ocorrendo dentro de pelo menos dois anos.

Enquanto isso, o mesmo consórcio CML2 acaba de finalizar a escavação do poço da estação Vila Formosa. Com 44 metros de profundidade e a mesma dimensão de diâmetro, ele agora terá as laterais escavadas para abrirem espaço para os túneis da plataforma.

Por fim, a construtora preparará o fundo da estação para receber a visita do shield, primeira parada da máquina. Ou seja, o canteiro deve passar por um longo período de trabalhos secundários, à espera do tatuzão. É possível seguir com outras atividades, porém, a finalização de Vila Formosa só poderá ocorrer após a passagem dele.

O governo Doria ainda não admite atraso na entrega das oito estações da Linha 2, prometidas para 2025 e 2026, mas é seguro afirmar que essa previsão é bastante improvável hoje.

Total
16
Shares
7 comments
    1. povinho do rapadura não, vizinhança que a maioria nasceu ali, plantou a maioria das árvores e não tinha necessidade de derrubar de matar tantas árvores como o metrô queria e se não fosse esse povinho tudo ja tinha vindo abaixo e graças ao povinho derrubaram menos da metade do que gostariam… Genocidas !

      1. Nada disso o projeto e era desse complexo sempre esteve disponível pra todos verem e não mudou em nada a área utilizada desde o seu projeto, essa vizinhança só tava causando em algo já planejado vizando pouco impacto desde o início

  1. É impressionante! Quando as coisas pareciam estar indo bem, vem atraso. Brasil nunca consegue trabalhar com cronogramas.

  2. Independentemente da questão “rapadura” bem que a tuneladora deveria estar comprada…., tudo “muito esquisito”; Sr. Ricardo da hora da compra até sua chegada (tuneladora linha Laranja) que tempo levo…?

    1. Olá, Marcelo, as tuneladoras da Linha 6 foram compradas por uma empresa que saiu da obra, mas sendo honestno, não me lembro quanto tempo levou. Normalmente, esse processo leva de um ano a um ano e meio, no entanto.

Comments are closed.

Previous Post

Primeiro ‘tatuzão’ da Linha 6-Laranja inicia viagem subterrânea de 22 meses até São Joaquim

Next Post

Após 17 anos de espera, estação Vila Sônia é finalmente entregue

Related Posts