Destaques Linha 15

Linha 15-Prata terá horário de operação ampliado a partir do dia 30 de julho

Operação permanece como assistida, de segunda a sexta-feira, agora das 9 às 16 horas, sem cobrança de tarifa
Monotrilho da Linha 15

Quase quatro meses após sua inauguração, o novo trecho de quatro estações da Linha 15-Prata do Metrô terá seu horário de funcionamento ampliado no próximo dia 30, uma segunda-feira. A partir desta data as estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União abrirão uma hora mais cedo, às 9 horas, e fecharão às 16 horas, também com uma hora a mais de funcionamento – a estação Oratório, acesso para o trecho, também está incluída nessa mudança.

O monotrilho da Zona Leste teve a segunda etapa inaugurada em 6 de abril, no último dia do mandato de Geraldo Alckmin, governador do PSDB que se afastou do cargo no dia seguinte para concorrer à presidência da República em outubro. Com estações incompletas e ainda cheias de poeira e entulho, a Linha 15 acabou levando bastante tempo para ganhar confiabilidade e ter seu horário ampliado, contra todas as previsões do governo.

Antes esperado para março, o novo trecho de oito estações foi fatiado: além das quatro paradas abertas em abril, a estação Jardim Planalto deve ser aberta em agosto enquanto as últimas três (Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus) ficaram para o último trimestre. O início da operação comercial, quando de fato o monotrilho será colocado à prova (horário das 4h40 à meia-noite com cobrança de tarifa), porém, ainda segue um mistério. Normalmente o Metrô terá de fazer isso no atual trecho em testes quando abrir as três estações finais, mas nada é garantido.

Ao mesmo tempo, o governo também postergou a concessão da linha para a iniciativa privada. O leilão havia sido marcado para junho e depois alterado para julho – agora ocorrerá em novembro apenas, o que coloca a assinatura do contrato provavelmente para a próxima gestão.

Veja também: Está chegando o grande teste para o monotrilho da Linha 15

Mapa das estações da Linha 15 inauguradas

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

5 Comentários

Click here to post a comment
  • Esse monotrilho é um dos maiores fiascos que já vi na vida.Já deveria ter gente presa por conta disso.

  • Esse monotrilho é um dos maiores fiascos que eu já vi na vida.Já deveria ter gente presa por conta disso.

  • Sou morador da região da Sapopemba, mais precisamente no Parque Santa Madalena, já peguei o monotrilho em varias oportunidades e acredito que de fato esse modelo deve atender a região, se o intervalo entre os trens for como no metro, agora se ficar muito “esticado” vai ficar complicado.

  • Eu, fico imaginando o superfaturamento que teve… Muita sujeira!
    Espero que tenha grande serventia.

    Na torcida.

Posts mais compartilhados

AUTOO