Metrô assina contrato para construção de 2 novas estações e um segundo pátio da Linha 15

Empresa entregará as estações Boa Esperança e Jacu Pêssego, além do pátio Rague Chohfi. Em paralelo Metrô receberá mais 19 trens para atender a demanda da expansão
A Linha 15 na avenida Ragueb Chohfi (iTechdrones)

O Metrô assinou nesta terça-feira, 1º de fevereiro, o contrato para a construção das estações Boa Esperança e Jacu Pêssego além do Pátio de Manutenção Ragueb Chohfi da Linha 15–Prata.

O documento foi assinado com o Consórcio Expresso Boa Esperança – formado pela Construtora Queiroz Galvão S/A e MPO Soluções LTDA – que agora deve preparar o cronograma de trabalho para iniciar a elaboração do projeto executivo e a construção.

A assinatura do contrato ocorre após um longo período de licitação, em que 11 consórcios enviaram propostas, mas o Metrô desclassificou os primeiros colocados por razões variadas.

Por conta disso, cinco grupos entraram com recursos administrativos, porém, a companhia não os aceitou, ratificando a escolha do Boa Esperança, dono de uma proposta no valor de R$ 461.022.933,00.

Apesar da assinatura abrir caminho para início dos trabalhos, a probabilidade de que algum dos consórcios entre na Justiça para impedir sua execução é grande já que os argumentos utilizados pelo Metrô para desclassificá-los foram bastante questionáveis.

Terreno da futura estação Jacu Pêssego

Com as 2 novas estações, após Jardim Colonial, a linha ganhará mais 3 km de extensão. As entregas devem ocorrer até 2024.

Para atender a demana, o Metrô assinou em janeiro um contrato para a aquisição de 19 novos trens modelo Innovia 300 junto à Bombardier (Alstom). As composições de monotrilho serão produzidas na China pela CRRC e devem ser entregues no mesmo ano que as novas estações.

Ainda este ano está prevista a licitação da expansão da outra ponta, ligando a estação Vila Prudente a estação Ipiranga, da Linha 10 – Turquesa, da CPTM.

Total
24
Shares
1 comment
  1. Estas mudanças propostas dos terminais das Linha15-Prata, como também a preparação e o planejamento para receber a Linha 5-Lilás na futura Estação “Hubber” Ipiranga da Linha Integradora da Linha-710-Rubi/Turquesa, conforme plano diretor, tais mudanças são fundamentais, pois os gestores já concluíram que a demanda de ambas as linhas são crescentes para se aliviar a Linha 2-Verde, tratando-se de correções necessárias, uma vez que as estações Vila Prudente e Chácara Klabin estão sobrecarregadas, pois não foram planejadas e nem tem capacidades para serem terminais.
    Com relação á relocação das linhas de transmissão elétrica, deverão ser projetadas de tal forma que se consiga também reservar um dos lados para a chegada da Linha 5-Lilás.
    Desta forma deveria- se planejar para o lado esquerdo para quem vai para a Luz, reservando para Linha 5-Lilás, definindo o para o lado direito á chegada da Linha 15.
    Agindo desta forma este projeto eliminará dois cruzamentos desnecessários nesta nova Estação Integradora Ipiranga da Linha-710 da CPTM, pois a chegada de ambas se efetivarão de forma paralela.

Comments are closed.

Previous Post

Vídeo mostra exato momento em que esgoto rompe túnel escavado pelo tatuzão da Linha 6-Laranja

Next Post

Confira o que muda nos trens com a chegada da ViaMobilidade nas linhas 8 e 9

Related Posts