Metrô mostra obras internas da Linha 17-Ouro em novo vídeo

Obras executadas pela Coesa Engenharia ainda mostram ritmo abaixo do esperado, concentrando-se apenas em trabalhos secundários
Obras da estação Vila Cordeiro da linha 17 Ouro Data: 07/05/2021 ©Márcia Alves/Metrô SP

O Metrô divulgou nesta semana, em novo formato assim como o vídeo da Linha 4-Amarela (veja aqui),vídeo datado de maio, em que mostra o andamento das obras da Linha 17-Ouro.

Trata-se do primeiro trecho entre a estação Congonhas e Morumbi, com extensão de 6,7km e 8 estações, que deveria ter sido entregue em 2014, mas é bancado pela gestão Doria como previsto para o final de 2022, a despeito do relatório de transparência mais atual da estatal ter informado erroneamente um novo prazo, para novembro de 2023 (leia aqui).

O vídeo traz uma nova linguagem mais comercial e bem acabada, porém, no decorrer da apresentação, os cortes rápidos de imagens internas não permitem analisar com clareza os serviços já executados.

Como tem sido comum, o avanço nos canteiros é pequeno, com poucos ou nenhum funcionário presente. Os que estão aparecem estão realizando serviços secundários como pintura, alvenaria ou acabamento de paredes e pisos.

Nas futuras estações Vereador José Diniz e Vila Cordeiro, por exemplo, não se nota qualquer funcionário.

Um vídeo, do próprio Metrô, de 2013 mostrava onde seria o local de cada estação nas 3 fases da linha, que ligaria a estação Jabaquara, da Linha1-Azul, a estação São Paulo-Morumbi, da Linha 4-Amarela. Passados 8 anos, o Metrô nos deixou apenas sonhando.

Total
1
Shares
1 comment
  1. Olhando o vídeo de 2013, o traçado da linha 17 é bem complicado, hein?
    Passando em meio a favelas, cemitérios, será que teve planejamento essa linha?

Comments are closed.

Previous Post

Relatório do Metrô aponta Linha 17-Ouro pronta apenas em 2023, mas empresa nega

Next Post

Obras do novo túnel da estação da Luz recebem luz verde da CPTM

Related Posts