Metrô volta a postergar licitações da Linha 19-Celeste e do novo túnel de ligação das linhas 2 e 4

Avatar
Sessão de recebimento de propostas para o projeto básico do ramal que atenderá Guarulhos foi remarcada para o dia 13 enquanto obra do túnel entre as estações Consolação e Paulista ocorrerá agora no dia 14 de abril
Túnel de ligação entre as estações Consolação e Paulista (GESP)

Mais uma vez, o Metrô de São Paulo decidiu adiar duas importantes licitações que envolvem a ampliação da rede e a melhoria do fluxo de passageiros nas estações. Segundo publicações no Diário Oficial desta quinta-feira (25), a sessão pública de recebimento de propostas para execução das obras de construção do túnel entre as estações Paulista e Consolação foi alterada do dia 30 de março para 14 de abril.

Já a conturbada licitação que escolherá a empresa que fará o projeto básico da Linha 19-Celeste, entre Guarulhos e o centro de São Paulo passou de 5 de abril para 13 de abril. Vale dizer que ambas já haviam sido postergadas anteriormente.

A obra do túnel auxiliar entre as linhas 2-Verde e 4-Amarela teve o Por dentro do futuro túnel da estação Luz de 2020 e estava marcada originalmente para 9 de março, mas acabou adiada para a próxima semana, no dia 30, data agora descartada.

Com três de anos de prazo de execução, a nova ligação só deverá ficar pronta em 2024 caso o Metrô consiga assinar contrato ainda neste ano. Ela é vital para evitar aglomerações entre as duas estações que desde a abertura da Linha 4 passou a atrair mais passageiros.

Traçado da Linha 19-Celeste em sua primeira fase, entre Guarulhos e o centro de SP (CMSP)

Licitação problemática

O caso da Linha 19-Celeste é ainda mais confuso. O Metrô havia lançado a licitação há cerca de um ano, mas teve que suspender o certame por conta de uma determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que aceitou os argumentos do Sinaenco para mudar o tipo de seleção, incluido nota técnica além do menor preço.

Também em dezembro passado, a companhia voltou a disponilizar o edital, agora alterado para atender os requisitos do TCE, mas nem por isso a licitação andou. Marcada originalmente para 3 de março, a sessão pública de recebimento de propostas foi alterada para 18 de março e então na semana passada para 5 de abril.

Portanto, trata-se do quarto adiamento do certame, jogando ainda mais para frente a implantação do ramal de 17 km e que deve aliviar o transporte em umas das regiões mais populosas da Grande São Paulo.

Total
8
Shares
Previous Post

CPTM lança projeto de reforma das estações São Caetano e Utinga

Next Post

Como previmos, licitação do Trem Intercidades deve ocorrer em 2022

Related Posts