Número de passageiros em janeiro no Metrô mostra leve melhora

Avatar
Seis linhas transportaram 2,46 milhões de passageiros em média por dia, queda de 45% em relação a janeiro de 2020
Linha 4 transportou mais passageiros por dia do que em dezembro (GESP)

As seis linhas de metrô de São Paulo apresentaram uma demanda relativamente otimista em janeiro, segundo dados divulgados pelas operadoras. Foram transportados em média nos dias úteis 2,458 milhões de usuários, que da 45% em relação ao mesmo período de 2020.

Trata-se da menor diferença entre o período pré-pandemia e os meses em que o país está sob os efeitos do isolamento social em níveis variados. São 2 milhões de usuários/dia a menos do que no primeiro mês do ano passado, ainda assim um número expressivo.

Os sinais positivos também são percebidos pelo fato de a queda em relação a dezembro ter sido bem mais branda – normalmente há uma redução grande no movimento por conta das férias escolares. Na média, houve uma redução de 4% no número de passageiros, mas houve até ramal que transportou mais em janeiro, a Linha 4-Amarela.

O ramal operado pela ViaQuatro é o mais afetado pela redução de demanda causada pela pandemia do coronavírus. Mesmo com o pequeno crescimento, a Linha 4 estava 51% abaixo da média de janeiro de 2020. A Linha 2-Verde, com 50%, vem na segunda posição, seguida da Linha 1-Azul.

jan-21Var.jan-20
Linha 1656.000-46%1.214.000
Linha 2353.000-50%702.000
Linha 3706.000-42%1.213.000
Linha 4341.000-51%702.000
Linha 5336.000-37%535.000
Linha 1566.000-33%98.000
Total2.458.000-45%4.464.000

O monotrilho da Linha 15-Prata, com média de 66 mil passageiros/dia, foi o que menos apresentou queda, de 33%, seguida da Linha 5-Lilás, com 37%. Ambas estavam numa curva ascendente de demanda e por isso mostram-se menos afetadas pelas restrições.

O ramal elevado da Zona Leste conta hoje com 10 estações, mas ainda está distante do intervalo entre trens proposto pelo projeto. Para oferecer maior oferta de viagens, o Metrô está ampliando as vias a fim de contar com dois novos aparelhos de mudança de vias. Eles agilizarão o carrossel de trens e com isso permitir uma operação mais eficiente no futuro.

Total
11
Shares
Previous Post

Veja como o Metrô pretende vender os ‘naming rights’ das suas estações

Next Post

Metrô de Salvador encerra atividades mais cedo devido à toque de recolher

Related Posts