Plano de expansão da CPTM prevê 17 novas estações nos próximos 10 anos

Avatar
Informação incluída na concessão das linhas 8 e 9 revela intenção de inaugurar as estações Pompéia, Pedreira, Parque da Mooca, Lajeado, Bonsucesso e Cangaíba, entre outras
Futura estação Pompeia, da Linha 7-Rubi: CPTM quer inaugurar 17 novas paradas (CPTM)

A CPTM quer inaugurar nada menos que 17 novas estações nesta década, praticamente o total de uma nova linha de trens. A informação foi incluída nos documentos da concessão das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, que será leiloada na semana que vem.

O documento faz parte do contrato de concessão de uso de espaços para publicidade nas linhas e trens da CPTM, assinado com a Eletromídia no ano passado e foi pedido por um dos interessados.

A lista inclui estações já em obras como João Dias, Mendes-Vila Natal e Varginha (Linha 9), mas também projetos antigos como a estação Bom Retiro e Pompeia, na Linha 7-Rubi, e Parque da Mooca, na Linha 10-Turquesa. A companhia, no entanto, não detalhou nada além dos nomes previstos e o prazo de abri-las nos próximos 10 anos.

Confira a lista:

Linha 7-Rubi

O ramal que vai até Jundiaí será leiloado junto com o Trem Intercidades até Campinas e Americana ainda em data não especifica. Segundo documentos anteriores da CPTM, a Linha 7 passará a operar até Palmeiras-Barra Funda, porém, a futura estação Bom Retiro ficará próxima da Luz e numa região em tese que não será mais atendida.

Já a futura estação Pompeia será vizinha da Casa das Caldeiras, entre as estações Água Branca e Barra Funda. Terá demanda diária de 48 mil usuários e fará conexão com a Linha 8-Diamante.

Linha 9-Esmeralda

Além das três estações em construção, a CPTM planeja implantar a futura estação Pedreira. Ela ficará ao lado da ponte Jurubatuba, logo após a estação do mesmo nome e antes da estação Autódromo. Embora tenha uma previsão modesta de passageiros (10 mil usuários/dia), a parada fará conexão com o corredor de ônibus na avenida Interlagos.

Estação Pedreira, da Linha 9 (CPTM)

Linha 10-Turquesa

O ramal do ABC paulista ganhará três novas paradas, Barcelona, em São Caetano, ABC, antiga estação Pirelli, e Parque da Mooca, entre Juventus-Mooca e Ipiranga. Juntas, essas estações devem ampliar consideravelmente a demanda do ramal além de permitir novas conexões, como em Parque da Mooca, onde haverá ligação com a Linha 16-Violeta.

Linha 11-Coral

O ramal mais movimentado da CPTM ganhará uma nova estação, Lajeado, que ficará localizada entre Guaianases e Antônio Gianetti Neto. A demanda estimada é de 21 mil usuários por dia num cenário hipotético de 2025.

Linha 12-Safira

Linha que menos teve queda na demanda durante a pandemia, a 12-Safira deve ganhar três novas estações, Cangaíba, União da Vila Nova e Gabriela Mistral, esta última também chamada de Tiquatira pelo Metrô e onde haverá a conexão com a Linha 2-Verde. Cangaíba, por sua vez, também servirá à Linha 13-Jade, assim como Gabriel Mistral. Já a estação União de Vila Nova é uma antiga promessa da CPTM que não saiu do papel. Ela ficará localizada entre as estações Comendador Ermelino e São Miguel Paulista

Linha 13-Jade

As quatro estações citadas pela CPTM fazem parte da extensão da Linha 13 após o Aeroporto de Guarulhos. Jardim dos Eucaliptos, São João, Presidente Dutra e Bonsucesso levarão o ramal para uma região carente de transporte no entorno do aeroporto. Essa obra deve ainda contar com um pátio de manutenção de trens.

Com informações do site Ferroviando.

Total
34
Shares
8 comments
    1. Isso que tecnicamente é a menos complicada, já que é “apenas” colocar trilhos e eletrificar o trecho entre Calmon Viana e Suzano, pois as estações e plataformas já existem.

  1. A totalidade das estações no trecho entre as estações Ipiranga e Lapa da CPTM estão em muito piores condições de acessibilidade e distribuição que Barra Funda, e são as que possuem a maior capacidade de se eliminar e redistribuir as múltiplas baldeações desnecessárias e desconfortáveis em estações de passagem, mas que hoje estão servindo indevidamente de terminais como a Luz e Brás, do que quaisquer outras linhas, em nome da logística e do conforto dos usuários, e aumentar a verdadeira integração com todas as linhas do Metrô e CPTM sem uma única exceção, além de se preparar para receber o Trem Intercidades.
    Na atual situação financeira do estado é importante e imprescindível que se faça a retomada seletiva e rigorosa pelos que possuem chances consistentes e reais de retorno do investimento, e mais benefícios traga a população principalmente no atual cenário econômico, e não de forma simultânea e aleatória como já está acontecendo.

    Atualmente é perfeitamente possível e viável se reunificar as atuais linhas 7-Rubi, e 10-Turquesa nos finais de semana e feriados, com a supressão daquele Expresso ABC aos sábados.
    *Neste trecho entre as prioridades estão á construção das Estações do Ipiranga, Parque da Mooca, Pari revitalização da Júlio Prestes, criação da Estação Bom Retiro, e inclusive da futura grande Estação integradora Metrô CPTM da Linha 6-Laranja na Água Branca que deveria ser priorizada e antecipada sua construção e a unificação da Lapa, que além das linhas citadas poderá receber Linha 9-Esmeralda e os Trens Intercidades.

    *Nota: Estou excluindo a Estação Nova Luz, que ficaria ao lado oposto da Júlio Prestes, que por ser subterrânea teria um custo e prazo no momento impeditivo.

  2. Poderia colocar no edital de concessão a construção dessa nova estação, Pedreira já que seria uma alternativa boa intergrar novos usuários com os diferentes moldais e além criar o novos acesso aos parques da região,

  3. Tá mais fácil o Elon Musk chegar em Marte nos próximos dez anos do que a CPTM construir 17 estações em dez anos.
    E tem gente aqui que perde tempo discutindo qual deve ser a prioridade para construir estação…

  4. Acho que dentre as mencionadas, as que tem caráter mais realista são as 3 estações da linha 9 que estão em construção, e a futura estação Tiquatira – Gabriela Mistral, as demais acho que irão demorar muito para saírem do papel.

Comments are closed.

Previous Post

Linha 13-Jade vive paradoxo: enquanto plataforma na Luz enche ramal segue com baixo movimento

Next Post

Projeto de extensão das linhas 11-Coral e 13-Jade até Barra Funda tem pequeno adiamento

Related Posts