Plataformas das estações Utinga e Prefeito Saladino serão interditadas nos próximos meses

A partir do dia 20 de maio as estações deverão ter suas plataformas interditadas de forma alternada. A medida é necessária para a continuidade das obras nas estações

A CPTM anunciou nesta terça-feira (17) que as estações Prefeito Saladino e Utinga deverão passar por alterações operacionais com a interdição das plataformas. A medida deverá ser adotada para a continuidade dos serviços de reforma das paradas da Linha 10-Turquesa.

A companhia destaca que durante o período de 130 dias as plataformas de ambas as estações deverão ser interditadas de forma alternada, minimizando o impacto aos passageiros. O site esteve presente para acompanhar o avanço das obras da estação Utinga.

Na primeira etapa, que ocorrerá entre 20 de maio e vai até 23 de junho, a plataforma 1 da estação Prefeito Saladino (sentido Jundiaí) e a plataforma 2 de Utinga (sentido Rio Grande da Serra) serão fechadas.

O passageiro que tenha como origem a estação Rio Grande da Serra e destino a estação Prefeito Saladino deverá desembarcar na estação São Caetano para pegar o trem na direção oposta. 

Operação em Prefeito Saladino (CPTM)

Quem desejar desembarcar em Utinga vindo do trem proveniente da região central deverá descer em Santo André e tomar o trem na direção oposta. 

Operação em Utinga (CPTM)

Entre os dias 24 de julho e 26 de setembro a situação se inverte. Desta forma a plataforma 2 de Prefeito Saladino (sentido Rio Grande da Serra) e a plataforma 1 de Utinga (sentido Jundiaí) serão interditadas.

O passageiro que vem de Rio Grande da Serra e deseja desembarcar em Utinga deverá seguir até São Caetano e tomar o trem na direção oposta. Quem desejar embarcar para Jundiaí a partir da estação Utinga deverá descer até Santo André e tomar o trem naquela estação.

Operação em Utinga (CPTM)

No caso do Prefeito Saladino, o passageiro que vem de Jundiaí deverá descer em Santo André e tomar o trem no sentido oposto para desembarcar na estação. Já para quem vai no sentido Rio Grande da Serra será necessário descer em São Caetano para tomar o trem no sentido pretendido.

Operação em Prefeito Saladino (CPTM)

Ainda segundo a CPTM, deverá ser realizada a interdição do serviço Expresso Linha 10 durante 20 dias para a realização de obras nas vias. A empresa ainda vai informar as datas das intervenções.

Segundo a estatal, “as interdições das plataformas destas duas estações são necessárias para que sejam feitas obras nas estações que impossibilitam a circulação de passageiros de forma segura. Entre as obras que serão feitas está a troca e substituição de bancos e comunicação visual; remoções e substituição de gradis; troca de pisos das plataformas e saguões das estações, instalações de pisos táteis; além de instalações elétricas e hidráulicas, como iluminação e telecomunicações.”

Total
6
Shares
Previous Post

Em nova reviravolta, ‘tatuzão’ da Linha 2-Verde virá da China

Next Post

Metrô aumenta receita em 2022, mas ainda acumula prejuízos

Related Posts