Todos os 40 trens da Série 7000 foram transferidos para as linhas 8 e 9

Com a transferência da frota mais numerosa da CPTM, a ViaMobilidade poderá em breve ter condições de iniciar a última etapa de transição operacional
Composição da Série 7000 operando na Linha 9-Esmeralda (Jean Carlos)

A CPTM concluiu nesta semana mais um importante marco para viabilizar a transição operacional nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda que estarão sob os cuidados da ViaMobilidade. Muito em breve a empresa deverá iniciar a terceira e última etapa da fase pré-operacional que deverá ser concluída até o final de janeiro com a assunção completa da concessão.

As composições da Série 7000 iniciaram sua operação pela CPTM no ano de 2010. Ao todo foram 40 trens adquiridos da fabricante espanhola CAF que também forneceu para a companhia modelos como a série 2000, 7500, 8000 e 8500.

Composição da Série 7000 que passará a operar nas Linhas 8 e 9 (Jean Carlos)

A Série 7000 é o modelo mais comum da empresa e foi amplamente utilizado na operação das linhas de trens metropolitanos, sendo o único trem a trafegar em todas as sete linhas da CPTM. Nos últimos anos as composições tomaram o espaço dos trens espanhóis na Linha 10-Turquesa que passou por um “rejuvenescimento” de sua frota.

Segundo os documentos da concessão, todos esses trens deverão ser deslocados para as linhas 8 e 9, incluindo as composições que foram imobilizadas por conta de acidentes ou aquelas que estejam passando por processos de revisão mais profundas que deverão ser reembolsadas pela ViaMobilidade.

O site fez uma análise detalhada sobre todo o processo de transferência e empréstimo de material rodante que culminará com a chegada de 36 novas composições da Alstom que deverão ocorrer entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023.

Apesar de avançado, o processo de transferência de trens ainda não está concluído. Nos próximos dias será a vez das oito composições da série 7500 serem repassadas para as linhas 8 e 9 enquanto o restante dos trens da série 8000 migram de forma definitiva para a Linha 11-Coral.

Desta forma a ViaMobilidade terá sinal verde para iniciar a última etapa de transição operacional, onde os empregados passarão a atuar no trecho de forma independente.

Total
1
Shares
1 comment
  1. A Série 7000 é o modelo mais comum da empresa, e que segundo excelente matéria técnica neste blog já publicada pelo Jean Carlos possui a largura das carruagens com 3,3m é amplamente utilizado na operação das linhas de trens metropolitanos, “sendo o único trem a trafegar em todas as sete linhas da CPTM”. Com isto fica devidamente comprovado e demonstrado tecnicamente que esta deveria ser a largura das carruagens a ser adotada nas 36 novas composições da Alstom e nas próximas a serem adquiridas pela CPTM e que deverão ocorrer entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023, com o intuito de reduzir o estribo e minimizar o vão entre a plataforma e as composições e se adequar a Norma ABNT.

Comments are closed.

Previous Post

Consórcio Signalling é derrotado em julgamento sobre fabricação dos trens da Linha 17

Next Post

Escavação de túneis da Linha 6 já atingiu 450 metros

Related Posts