CPTM Destaques Trem Intercidades

Trem Intercidades poderá ter extensão até o Aeroporto de Viracopos

Governo do estado cogita estabelecer regra no contrato com a concessionária do trem regional para que ligação com o aeroporto de Campinas seja realizada a médio prazo
Aeroporto de Viracopos: levar trem regional até lá deve ser uma tarefa complicada (ABV)

Durante apresentação dos projetos de concessões a investidores, o governo do estado admitiu que poderá incluir uma cláusula no contrato do Trem Intercidades entre São Paulo e Campinas que permita a extensão do serviço até o Aeroporto de Viracopos. Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, que teve acesso ao conteúdo apresentado pela gestão Doria, a ideia é estabelecer um “gatilho” de demanda no trem regional que indicasse a necessidade da ligação.

Na visão dos integrantes da administração estadual, no entanto, esse horizonte é de médio prazo. Viracopos é hoje o terceiro aeroporto mais movimentado de São Paulo, basicamente por conta do hub criado pela companhia aérea Azul desde sua fundação. É nele que a empresa distribui a maior parte de seus voos no país, onde opera mais de 100 destinos nacionais e alguns internacionais.

Apesar disso, o aeroporto campineiro sofre com problemas de gestão desde que foi concedido para a Aeroportos Brasil Viracopos, empresa cujos sócios, a UTC, Triunfo e Egis, pediram sua recuperação judicial. De um projeto megalomaníaco que afirmava que Viracopos seria a primeira “cidade-aeroporto” do país com movimento de 80 milhões de passageiros por ano, o terminal aeroportuário vive hoje uma realidade bem diferente, com prédios inacabados e dívidas enormes.

O governo federal agora busca encontrar um novo operador para o aeroporto enquanto tenta negociar uma saída legal para a ABV. Ou seja, de fato pensar em uma demanda crescente em Viracopos é algo para um futuro distante. Por falar em distância, o terminal fica a 100 km da capital paulista, o que o torna uma alternativa complicada para os passageiros paulistanos. A Azul disponibiliza ônibus gratuitos partindo da região da Marginal Pinheiros, porém, nunca esse movimento chegou a justificar uma ligação mais eficiente.

Por isso, pensar em levar o TIC até Viracopos, embora seja louvável, ainda depende de outros fatores alheios à vontade do governo estadual ou da futura concessionária. Para justificar esse investimento seria preciso que o aeroporto de Campinas passasse a receber parte do tráfego aéreo da capital e em contrapartida essa viagem por trem deveria ser rápida o suficiente para concorrer com Guarulhos e Congonhas.

Distância entre o centro de Campinas e o Aeroporto de Viracopos é superior a toda a extensão da Linha 13-Jade, que vai até próxima de Guarulhos

No entanto, Viracopos está a cerca de 13 km do centro de Campinas, onde passam as futuras vias do Trem Intercidades. É mais do que toda a extensão da Linha 13-Jade, da CPTM, e que tem a intenção de conectar outro aeroporto, o de Guarulhos.

Embora existam trilhos que transportam cargas passando ao norte do aeroporto parece mais sensato imaginar que essa possível extensão deveria partir de algum ponto ao sul de Campinas de forma a otimizar o tempo de viagem. Só por isso qualquer extensão já exigiria passos hoje complicados como desapropriações, licenças ambientais e todo o custo de criar uma nova faixa de domínio.

Crucial para São Paulo

Para o secretário de Fazenda e Planejamento do estado, Henrique Meirelles, que participou do encontro, o TIC é crucial para que São Paulo possa crescer acima de 3% – assim como a expansão do transporte de massa. Segundo a atual gestão, o trecho São Paulo-Campinas concentra 74% do PIB e 40% da população do estado, mas a evolução do projeto do TIC ainda depende de entendimentos com o governo federal que detém as vias e as concedeu à empresas de logística como MRS e Rumo.

Nos planos do governo, o Trem Intercidades deve ter a modelagem do projeto concluída até o final do ano para que audiências e consultas públicas sejam realizadas no início de 2020. A publicação do edital tem previsão para meados do ano que vem.

Locomotiva da Rumo Logística: TIC depende de entendimentos com o governo federal e as concessionárias de carga (Rumo)

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment
  • É melhor e mais barato usar a linha de cargas que sai da Estação Boa Vista e passa ao lado do Aeroporto.

Airway