CPTM Destaques Trem Intercidades

Viagem de vagões de passageiros até Santos gera rumores de retorno da ligação com São Paulo

Locomotiva a diesel refez trajeto entre a capital e o Porto de Santos nesta terça-feira apenas “para embasar estudos do Trem Intercidades”, afirmou governo
A locomotiva com os vagões do Expresso Turístico em foto publicada pelo deputado (Reprodução/Facebook)

A presença de uma composição com vagões do Expresso Turístico da CPTM em Santos causou uma certa euforia e confusão nas redes sociais nesta terça-feira (18). Levados por uma locomotiva a diesel da companhia, os vagões fizeram o trajeto entre São Paulo e a Baixada Santista, algo que não ocorre há muito tempo.

A viagem experimental foi definida pela CPTM como “uma viagem técnica para analisar os trilhos para embasamentos de estudos que estão sendo realizados”, segundo resposta enviada ao site ViaTrolebus. Para o site, no entanto, tratam-se de preparativos para estrear o Expresso Turístico na rota para Santos com partidas da estação da Luz.

A informação parece coerente afinal o serviço turístico é bastante procurado pelos usuários nos finais de semana seja para o interior ou para a região de Paranapiacaba, próxima à Serra do Mar. Mas o deputado estadual Professor Kenny foi além.

Em sua página no Facebook, o deputado do PP e que tem sua base eleitoral na Baixada Santista, publicou uma imagem da composição alegando que se tratava de um teste da EMTU, empresa do governo responsável pelo serviço de ônibus intermunicipais além da gestão da concessão do VLT.

Ontem, o primeiro teste do trem metropolitano da EMTU saindo de estação da Luz em SP, desceu a serra e chegou com sucesso em Santos, no Terminal de Passageiros de Navios de Cruzeiros.
Outros testes virão, mas o primeiro foi um sucesso. Desceu e subiu a Serra sem problemas!!!“, escreveu o deputado.

Em artigo produzido pela Tribuna de Santos, Professor Kenny disse ainda que o teste seria parte de um projeto de ligação férrea entre a Luz e o Terminal Marítimo Giusfredo Santini, que recebe navios de cruzeiro. O deputado ainda citou que o preço das passagens será de R$ 15 a 20 e que o serviço começará neste ano como alternativa à saturação das rodovias Anchieta e Imigrantes.

Trem Intercidades

De acordo com a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, em uma resposta mais clara enviada ao site, trata-se apenas “de analisar tecnicamente as condições das vias, embasando estudos que estão sendo realizados para a implantação do Trem InterCidades São Paulo-Santos“. O governo acrescenta ainda que “não há previsão de implementação” do serviço.

A ligação por via férrea com a Baixada Santista está prevista no projeto do Trem Intercidades (TIC), porém, apenas após os trechos entre São Paulo e Americana e a capital paulista e a região do Vale do Paraíba. Além disso, não se conhece ainda qual a solução que poderá ser adotada para tornar a viagem rápida o suficiente para poder ser competitiva com automóveis e ônibus.

Nos primeiros estudos chegou-se a sugerir a criação de um longo e profundo túnel para encurtar o caminho, mas sua construção seria tão complexa e cara que parece hoje completamente descartada. Com uma elevação de 760 metros em relação ao nível do mar, o planalto paulista será um grande desafio para viabilizar o trem expresso. Já o serviço turístico parece ser uma proposta  mais realista.

As linhas estudadas pelo governo para Trem Intercidades

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

3 Comentários

Click here to post a comment
  • Esta foto do Expresso Turístico não é em Santos, porque não há eletrificação na Baixada.

  • Essa ligação via trem de passageiros entre Cidade de São Paulo e Cidade de Santos já vai nascer bastante movimentado, pois além do fluxo turístico, vai atender muitos trabalhadores que sobem e descem a Serra do Mar todos os dias pra trabalhar na Baixada Santista. E a ferrovia deveria ser estendida via VLT até Cidade de Praia Grande que terá um Aeroporto e Complexo Empresarial a médio prazo: Complexo Empresarial Andaraguá, aproveitando o trecho desativado de uma malha ferroviária que cortava ao lado da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega.

Airway