ViaMobilidade vai adotar o uso de bodycams em agentes de segurança das linhas 8 e 9

Segundo a concessionária, as novas câmeras corporais visam trazer maior transparência durante as abordagens
Agentes passarão a atuar com novo equipamento de gravação (Jean Carlos)

Os agentes de segurança da ViaMobilidade que atuam nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda de trens metropolitanos passarão a atuar com um novo equipamento de monitoramento a partir desta quarta-feira (22). As chamadas bodycams deverão aprimorar a atuação dos colaboradores.

Segundo a concessionária, a adoção do novo equipamento visa trazer maior transparência aos procedimentos realizados pelas equipes de segurança durante as abordagens.

O equipamento deverá ser mantido em modo de stand by e ser acionado sempre que ações forem realizadas. Esse procedimento deverá ser realizado de forma obrigatória ao longo do turno de trabalho.

Agentes de Segurança na Estação Lapa (Jean Carlos)

Pontos para o descarregamento das imagens registradas deverão estar disponíveis em vários locais das linhas 8 e 9. As informações estarão em posse do CCO que deverá tratar as imagens quanto ao nível de privacidade e sigilo.

Para os passageiros, a utilização das câmeras corporais por parte dos agentes de segurança é uma garantia de que todas as ações sejam executadas com lisura e transparência, gerando maior bem estar durante as viagens. Por parte dos agentes, a utilização das imagens pode ser importante em casos de ações atípicas onde existe reação agressiva por parte do abordado.

Na Linha 8-Diamante a ocorrência de comércio ambulante, situação praticamente crônica no ramal, ocasiona abordagens mais críticas em estações e trens.

Vendedor ambulante em meio às vias férreas (Jean Carlos)

Segundo Hamilton Trindade, gerente executivo de Atendimento da ViaMobilidade, “a chegada das bodycams nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda mostra o alinhamento da concessionária com as novas tecnologias de apuração de ocorrências para melhor atender a população”.

Câmeras na CPTM

Na CPTM a implantação de bodycams também está sendo cogitada pela estatal. No começo do mês de junho a companhia abriu licitação para o fornecimento de 160 câmeras corporais e 12 estações de carga de bateria e descarga de dados.

O Metrô, por sua vez, passou a adotar o equipamento em 2020 por meio de um investimento de quase R$ 400 mil.

Total
1
Shares
Previous Post

Confira os vídeos de maio das obras nas linhas 2, 15 e 17 do Metrô

Next Post

Enquanto Linha 5 não tem sinal de internet, CPTM vai oferecer Wi-fi em seus ramais

Related Posts