Destaques Linha 15 Metrô de São Paulo

Baldy estima retomar operação da Linha 15-Prata entre Jardim Planalto e São Mateus até o dia 15

Ramal de monotrilho do Metrô completará nesta segunda-feira uma semana de retorno ao serviço, mas com apenas sete estações funcionando
Monotrilho: de volta à São Mateus até o dia 15 de junho (CMSP)

O Metrô pretende incluir as estações Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus na operação da Linha 15-Prata até a segunda-feira, 15 de junho. A informação foi compartilhada pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, num rede social: “até dia 15/06 a operação da Linha 15-Prata será retomada até São Mateus. Até lá, o ônibus PAESE gratuito é oferecido“.

A previsão, que havia sido adiantada pelo presidente do Metrô, Silvani Pereira, significa que o ramal terá passado mais de 100 dias sem chegar a São Mateus, o que não ocorre desde o dia 28 de fevereiro, seguinte ao incidente com o pneu estourado. A linha foi reaberta na última segunda-feira após muito suspense, mas só voltou a ter trens circulando às 17 horas e em apenas sete estações, como ocorria seis meses atrás.

As três estações ainda sem operar foram inauguradas em dezembro do ano passado e passaram a funcionar de forma plena em janeiro. Desde então, o ramal de monotrilho vê sua demanda crescer ao mesmo tempo em que sofreu vários problemas técnicos, culminado com o problemas com o sistema run-flat.

A retomada da operação tem sido gradual e contou com o serviço Paese mesmo nos primeiros dias. Os ônibus, no entanto, deixaram de seguir até Vila Prudente e hoje só prestam serviço no trecho de três estações.

Viga-trilho é lançada na futura estação Jardim Colonial (CMSP)

Obras avançam

A despeito das dificuldades técnicas da Linha 15-Prata, as obras de expansão do ramal seguem firmes. A futura estação Jardim Colonial recebeu as vigas-trilho nos últimos dias e já teve boa parte do mezanino concretado. A expectativa é que ela seja entregue em meados de 2021.

Para que seja possível levar os trens até ela, a companhia está ampliando também as vias após Jardim Colonial. O consórcio CEML (OAS e Queiroz Galvão) iniciou as obras de mais um trecho da via na avenida Ragueb Chohfi, como adiantou em primeira mão o site. Serão cerca de 560 metros de via que receberão um aparelho se mudança de via (track-switch), necessário para otimizar o funcionamento do carrossel de trens. Com isso será também possível utilizar as três vias de São Mateus e permitir o uso de trens estratégia para dar conta da demanda.

Leia no Lulica
Como solicitar o passaporte alemão 9/7/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

2 Comentários

Click here to post a comment
    • Oi Mauricio, a estação São Mateus foi concebida para ter um loop interno de trens quando a Linha 15 chegar até Cidade Tiradentes. A ideia é que existam dois serviços: Ipiranga-São Mateus, utilizando a via central, e Ipiranga-Hospital Cidade Tiradentes, nas vias externas. Como hoje não existe uma área de manobra após a estação, todos os trens estão usando apenas a via central para retornar para Vila Prudente.

      Esquema de vias

Airway